5 dicas de Stephen King para um social media escrever bem

por em Geral Nenhum comentário

Provavelmente ele já lhe assombrou em algum momento.
Suas histórias, sempre sangrentas e aterrorizantes, já viraram livros, séries, filmes e até mesmo seu pesadelo. É bem provável que ele tenha feito você dormir com as luzes acesas por um bom tempo, e, dependendo do caso, chamando a mamãezinha porque o medo era grande.

47-Blog-Blog

Tem gente que o venera, tem aqueles que apenas o respeitam e há quem o odeie, que acha que o cara fez algum pacto demoníaco. Mas que Stephen King é f*&#, isso a gente não pode negar. Autor de títulos como Carrie, A Estranha, O Iluminado, A Dança da Morte, e A Coisa, King também é dono do livro Sobre a Escrita, que conta com conselhos para escritores iniciantes. Publicado neste ano pela editora Suma das Letras, a edição traz dicas que valem tanto para quem está tentando o mercado literário, quanto para social medias.

Com uma escrita leve e bem-humorada, Stephen sai do trono e se aproxima do leitor, ou melhor, do “futuro best-seller”. O autor aborda a própria trajetória literária e dá conselhos, alguns já batidos e outros um tanto polêmicos, como “o editor sempre tem razão”.

Como a galera da Locaweb é fã de livros de terror e, principalmente, de Stephen King, selecionamos algumas dicas publicadas em Sobre a Escrita para que você, caro social media, publique textos cada vez melhores nas redes sociais. Confira:

#1 – “Acho que as melhores histórias sempre são sobre pessoas, e não sobre acontecimentos, ou seja, são guiadas pelos personagens.”

Nesse caso King se refere a literatura, mas o conselho também vale para quem escreve um post usando o storytelling. Sabemos que não há nada melhor do que uma postagem envolvente, quando o leitor se encontra dentro da história ao ponto de se identificar com o personagem. Por isso a dica do autor é tão pertinente.

#2 – “O programa exigente de leitura e escrita que defendo – quatro a seis horas por dia, todos os dias – não parecerá exaustivo se você realmente gostar e tiver aptidão para as duas coisas.”

Para escrever bem, é preciso ler muito e praticar, fazendo da leitura e da escrita, uma rotina e, no livro, Stephen King bate várias vezes nessa tecla. Para ele o ideal é escrever mil palavras por dia e no início tirar um dia de folga na semana. E não pense em reclamar, dizendo que é muito tempo investido nessas atividades. “Se você não tem tempo de ler, não tem tempo (nem ferramentas) para escrever. Simples assim” – palavras do próprio rei do terror.

#3“Saiba usar as ferramentas básicas: gramática (se você não sabe, é tarde demais) e vocabulário.”

Como você quer que seu leitor o entenda se nem você entende seu texto? Capriche, né, social media! Saber usar o vocabulário e não pecar na gramática é fundamental. Em Sobre a Escrita o autor também incentiva o uso de uma escrita direta, um vocabulário sem enfeites. Em alguns casos, os escritores acabam fantasiando demais o texto, por vergonha, usando palavras rebuscadas e mais longas. Isso pode dificultar a leitura ou soar como um texto que não cumpre o que foi proposto. Além disso, cuidado com os advérbios. ;)

#4 – “Escreva de uma vez só, sem mostrar a ninguém. Deixe descansar por semanas, releia e faça correções. Só então mostre a amigos de confiança. Se estiver péssimo, melhor ouvir deles.”

Ok, sabemos que a rotina de uma agência ou redação jornalística não proporciona muito tempo entre uma publicação e outra. Mas, quando você for escrever sobre um tema complexo e está inseguro, essa dica vale. Descanse um pouco, tome uma água ou um café, e depois volte para o texto. Envie para seus amigos lerem antes do seu editor. Se eles entenderem o que você está querendo dizer, isso já é um bom sinal.

#5 – “Estou convencido de que o medo é a raiz de toda má escrita. Dumbo aprendeu a voar com a ajuda da pena mágica; você pode precisar usar a voz passiva ou algum desses lamentáveis advérbios pela mesma razão. Lembre-se, porém, antes de recorrer a esses artifícios, de que Dumbo não precisava da pena, a mágica estava nele.

Sem medo. Sem estresse. A mágica está toda em você! Então, arregace as mangas e comece a escrever. Não fique apreensivo ao testar outros estilos de escrita, também não deixe de se aventurar em temas que você conhece pouco. O importante é tentar, tentar e tentar, até achar o ponto certo.

E então, gostou do que Stephen King disse? Se você ficou empolgado e quer aprender mais sobre a escrita, publicamos um post com dicas de outros autores. Confira! ;)

Por que é preciso focar na segurança de dados?

por em Geral Nenhum comentário

Depois de um longo dia de trabalho você chega em casa, liga o notebook, se joga no sofá e começa a navegar. Após ler notícias e artigos importantes, percebe um anúncio no topo de um blog que curte. Aquele tênis que você tanto queria estão em promoção e o preço é ótimo.

Então você pensa no saldo da sua conta, e decide aproveitar. Mas ao acessar o site, fica apreensivo. Você não gosta de comprar online porque não se sente seguro, tem medo que seus dados pessoais sejam violados e acaba perdendo a oferta, pagando um preço mais alto ao comprar em uma loja física.

Essa situação tem sido cada vez mais recorrente no Brasil. A Unisys, empresa mundial de serviços e soluções de TI, apontou em estudo recente, que os consumidores estão mais atentos sobre a segurança de dados.

De acordo com a pesquisa, 67% dos entrevistados questionaram a segurança de suas informações nas empresas de telecom após notícias de violação de bancos de dados e invasões de redes privadas. Além disso, 60% não confiam nos órgãos governamentais para cuidar de suas informações e 55% ficam receosos quando empresas do varejo possuem esses dados.

Contribuindo com esses números e deixando os compradores e usuários de aplicativos bancários ainda mais temerosos, neste ano foi descoberta uma brecha nos aplicativos pré-instalados em aparelhos Android. Ou seja, até as ferramentas desenvolvidas pelo próprio sistema operacional não são 100% seguras e podem ser a porta de entrada para que hackers acessem dados pessoais.

Mas que prevenção tomar para que suas informações não sejam violadas?

1- Optar por não permanecer conectado ao acessar as redes sociais e serviços de e-mail – mesmo quando estiver usando seu próprio computador -, é uma boa saída, já que se alguém mal-intencionado tiver acesso a essas contas, seus dados estarão disponíveis.

2- Utilizar a janela anônima do navegador ao usar o notebook de um colega, o computador do trabalho ou da faculdade, também ajuda.

3- Outra prática importante é atualizar os aplicativos. Muitos esquecem que a atualização é importante para corrigir possíveis falhas que deixam os APPs vulneráveis.

4- Também é preciso cuidado com as redes Wi-Fi desconhecidas. Ao usar a rede de um shopping ou hotel, por exemplo, verifique se elas são oficiais.

5- Não é novidade que você deve tomar cuidado ao baixar filmes, jogos e softwares, mas é sempre bom relembrar. Além de ser ilegal por desrespeitar as leis de direitos autorais, os links podem infectar seu computador. Serviços de streaming atendem a esse tipo de demanda. Vale procurar por algum plano que se adapte ao seu estilo.

6- Atualizar a senha ao menos uma vez no mês ajuda a diminuir o risco de os dados serem roubados e é essencial que você não utilize a mesma combinação para todas as redes sociais.

7- E, por falar em redes sociais, dê uma atenção quanto a privacidade de suas postagens. Compartilhe imagens apenas com amigos próximos e familiares. Deixando esses posts abertos ao público você corre o risco de outras pessoas roubarem fotos e informações para criarem perfis falsos.

Percebeu que é importante que você esteja sempre atento?

Com essas dicas fica mais fácil cuidar dos seus dados e evitar que eles sejam violados. Assim você pode aproveitar as ofertas disponíveis em e-commerces e usar seu tênis sem preocupação. Só não se esqueça de pesquisar sobre a loja antes, viu? ;)

Tem mais dicas para cuidar de suas informações? Compartilhe conosco!

Alterando o timezone em aplicações Java

por em Cloud,Jelastic,TecnoPapo Nenhum comentário

imagem2

Em nosso último post ensinamos como alterar o horário do sistema utilizando variáveis de ambiente em um arquivo .bash_profile no Jelastic Cloud.

Contudo algumas pessoas nos reportaram que a alteração não funcionou em aplicações Java e nos perguntaram como executar a mesma alteração utilizando o Tomcat. O problema com aplicações Java é que a JVM possui seu próprio sistema de hora e timezone independentes do sistema. Por isso mesmo, não adianta alterar o fuso horário do sistema, pois a máquina virtual Java não irá utilizá-lo.

Contudo, alterar o fuso horário no Tomcat é uma tarefa bem simples. Uma vez no painel do Jelastic, clique no botão de Configurações (o ícone da ferramenta) que aparece quando você passa o mouse sobre o nó do Tomcat em seu ambiente Java.

Ao fazer isso você terá acesso a aba de Configurações. Dentro da pasta server há um arquivo entitulado variables.conf. Neste arquivo você pode definir todas as variáveis de que necessita para executar a sua aplicação Java.

Para alterar o timezone, por exemplo, basta inserir a variável:

-Duser.timezone=America/Sao_Paulo

A imagem abaixo exemplifica a configuração descrita acima:
Configurando timezone no Tomcat

Gostou? Então não deixe de compartilhar e de escrever a sua opinião nos comentários.

5 tecnologias que saíram das telas do cinema e viraram realidade

por em Tecnologia Nenhum comentário

11944608_1029600280414020_681096789_n

 

Já reparou em como o cinema nos faz viajar?

Tudo bem, a tela grande, as poltronas, o cheiro da pipoca – muitas vezes amanteigada, outras doce -, o barulho do gelo e do canudo no copo do refrigerante, além do escurinho, contribuem para essa viagem.

E se você, assim como nós, gosta de ficção científica, já deve ter reparado e ficado impressionado com os equipamentos tecnológicos que os personagens usam para se comunicar, se defender e tornar a vida mais fácil.  Ah, vai… Quem nunca se imaginou usando o skate voador do filme De Volta para o Futuro 2? Sabia que eles existem de verdade?

 

Confira 5 tecnologias vistas em filmes e que viraram realidade:

 

1 – Replicador – Star Trek

A série Star Trek foi lançada nos Estados Unidos em 1966 e virou febre entre aqueles que gostam de ficção científica. Não há como esquecer a famosa frase “Vida longa e próspera” e, obviamente, do Capitão Spock. Entre tantas máquinas futurísticas vistas nos episódios, podemos destacar o Replicador, um aparelho que cria objetos físicos.
Ele lembra uma impressora 3D e chegou a inspirar os engenheiros da Nasa. Segundo o jornal The Telegraph, a agência espacial planeja enviar uma máquina nesse estilo para a Estação Espacial Internacional, já que dessa forma, eles poderiam ter no local um aparelho que pudesse refazer as peças danificadas da nave.

2 – Missões espaciais particulares – 2001 Uma Odisséia no Espaço

O longa dirigido por Stanley Kubrick foi lançado em 1968 e aborda um tema bem atual: a exploração do espaço por empresas privadas. No filme, o doutor Heywood Floyd vai até a estação espacial mais perto do planeta Terra após visitar a Lua.

Atualmente isso realmente pode acontecer. O passeio não é nada barato, custaria aproximadamente 600 mil reais, mas, não há como negar que o espaço pode ser mais um destino de viagem em poucos anos. A prova disso é um projeto que visa o início da colonização de Marte em 2025.

3 – Tablet – 2001 Uma Odisséia no Espaço e De Volta para o Futuro

Sabe o tablet, aquela “telinha fina” que usamos para navegar na web, ouvir músicas, assistir a séries e ler ebooks? Ele apareceu no filme do Kubrick na cena em que dois astronautas lêem notícias em um aparelho similar ao tablet enquanto almoçam.

4 – Skate Voador – De Volta para o Futuro 2

Sabe a Hoverboard mostrada em De Volta para o Futuro 2? Ela já existe! O skate voador foi lançado por duas empresas, a Hendo e a Lexus. O da Lexus é movido por ímãs e supercondutores resfriados com nitrogênio. A experiência é tão legal que eles fizeram um vídeo mostrando o resultado final. Assista e confira como ficou:

 

5 – GPS – 007 contra Goldfinger

Gosta dos filmes da franquia 007? Tudo bem, não são de ficção científica, mas, James Bond é uma lenda e o cara tem estilo, convenhamos! Sabia que uma espécie de GPS apareceu no longa 007 contra Goldfinger, em 1964? Nele Bond, James Bond, dirige um Aston Martin que tem um sistema de geoposicionamento.

 

Essas são apenas algumas das muitas tecnologias que saíram dos cinemas para a vida real.

E você, lembra de outros aparelhos vistos em filmes e séries de ficção científica que já estão disponíveis? Comente! ;)

Veja 4 dicas para manter suas informações sempre em segurança.

por em Segurança Nenhum comentário

bkpsites_seguranca_blog

Você sabe como garantir a recuperação de dados do seu site? Veja 4 dicas para manter suas informações sempre em segurança.

Uma das coisas que mais preocupa as empresas no ambiente digital são as ameaças da internet. Perder dados, logs, informações e arquivos de configuração pode trazer enormes problemas estratégicos e operacionais no ambiente corporativo. É claro que hoje, com o crescimento da web e as novas tecnologias ao alcance de todos os públicos, problemas como esses podem ser prevenidos e evitados, porém, muitas vezes o básico é deixado de lado.

Para ajudar você a garantir a segurança de dados do seu site separamos 4 dicas simples. Confira:

  • Dê preferência a Scripts Open Source

Se você não possui uma equipe de desenvolvimento ou seja um especialista na área, utilize scripts de código aberto. Usar Scripts Open Source evita hackers e spammers no seu site, já que os códigos, por serem apoiados por milhares de programadores, estarão bem escritos e podem ser modificados de acordo com sua preferência. Mas lembre-se sempre de atualizar as versões dos scripts assim que forem disponibilizadas, para garantir correções pontuais como bugs no código.

 

  • Utilize senhas fortes e e-mail seguros

Uma boa estratégia para criar senhas fortes é combinar letras, números e caracteres especiais, preferencialmente acima de 10 caracteres. Além da senha, o e-mail de administrador, usado para fazer login em seu servidor, CMS e banco de dados, deve ser completamente diferente do usado em páginas de contato. Isso também vai ajudar a não cair em armadilhas virtuais, como um e-mail phishing.

  • Restrinja acessos

Nunca libere o acesso Root a todos os usuários, é fundamental restringir o acesso à determinadas pastas do sistema. Uma outra dica importante é excluir a pasta de instalação. Essa pasta não possui nenhum uso em operações diárias e o ideal é que ela seja excluída assim que a instalação seja feita, ou, em alguns casos renomeada.

  • Faça backups com frequência

Realizar backups do seu banco de dados regularmente ajuda você a se prevenir em caso de perda. Imagine se, da noite para o dia, todos os dados, logs, e informações do seu site sumissem? Existem ferramentas no mercado que automatizam esse processo, que geralmente é feito manualmente. O Grupo Locaweb lançou recentemente o Backup de Sites, que permite a configuração de rotinas automáticas de backup de FTP e/ou banco de dados MySQL do seu site. Com essa rotina de backups você não precisa se preocupar com ataques de hackers, vírus ou falhas humanas. Clique aqui para saber mais sobre o Backup de Sites.

É claro que existem outras diversas ações que podem ser tomadas para proteger seu site. Quer continuar acompanhando dicas e novidades sobre tecnologia e internet? Fique de olho e acompanhe nosso blog.