Como otimizar seu e-mail marketing para aparelhos mobile

por em Geral Nenhum comentário

Quem trabalha com campanhas de divulgação via e-mail marketing sabe da importância dos números e estatísticas, e pode se espantar com um índice bastante significativo: segundo dados do HubSpot, 45% dos e-mails hoje são abertos em dispositivos móveis. Em 2011 esta porcentagem era apenas de 11%. Com a “era da responsividade” batendo às portas do mercado e chegando para ficar, que tal aprendermos um pouco sobre como otimizar suas campanhas de e-mail marketing para aparelhos mobile?

mkt-blog

Conheça o seu público

A regra de ouro para quaisquer manobras de comunicação online é conhecer seu público a fundo. No caso do e-mail marketing, vale então prestar um pouco mais de atenção a algumas estatísticas que a sua ferramenta fornece e que são praticamente esquecidas, como a taxa de abertura dos e-mails em dispositivos mobile, por exemplo. Vale lembrar que, se a ferramenta que utiliza não fornece esses dados, é interessantes procurar por uma que ofereça.

A partir dela pode-se inferir (com uma certa dose de aprofundamento) quais os aplicativos e aparelhos mais utilizados pelos usuários para abrir os e-mails — informações essenciais para você otimizar suas campanhas. Por exemplo, se a maioria das pessoas abrem os e-mails da sua estratégia por meio de iPhones, é possível ajustar as campanhas para esses dispositivos, respeitando tamanho e resolução das telas.

Design é tudo

Com o aprimoramento das tecnologias de conexão mobile, a velocidade deixou de ser um problema para as pessoas que usam dispositivos como tablets e smartphones para navegar e, principalmente, ver e-mails. Superada esta barreira, o design desponta como item fundamental a ser priorizado na hora de otimizar a construção de seus e-mails marketing.

O embasamento é estatístico, pois cerca 80% das pessoas que recebem campanhas deletam mensagens que não são visualmente adequadas aos seus dispositivos móveis. Para deixar o seu e-mail marketing funcional nesse aspecto, confira algumas dicas:

Fontes grandes

Não tem jeito, texto pequeno em dispositivos móveis é um convite à rejeição da mensagem. O ideal é que se use fontes em tamanho de, no mínimo, 14 pontos para texto corrido e 22 pontos para títulos. Letras maiores, além de chamar a atenção, facilita em muito a leitura.

Conteúdo direto e certeiro

Sabemos que a quantidade de informação é importante na hora de conquistar o cliente, mas no caso de e-mails marketing em dispositivos móveis, o ideal é ir direto ao ponto e ser o mais objetivo possível na mensagem.

Coluna única, sempre

Já que o espaço nas telas desses dispositivos é bem restrito, você tem que estruturar o conteúdo em uma única coluna. Além disso, esse tipo de layout facilita a leitura, que é feita majoritariamente de cima para baixo, por meio do scroll.

Botões grandes, visíveis e acessíveis

Um dos grandes dramas de quem acessa conteúdo em dispositivos de tela pequena é clicar em botões muitas vezes minúsculos, sendo o touch um agravante, uma vez que interagir por meio de toque é bem menos preciso que o clique de um mouse. Assim, use botões com no mínimo 44 pixels de largura.

Lugar mágico

A grande maioria dos aplicativos de leitura de e-mail em smartphones e tablets começa a visualização das mensagens pelo canto superior esquerdo — é lá então que você deve começar a atrair o usuário com frases chamativas, imagens e até mesmo call-to-actions.

E aí, preparado para deixar as suas campanhas com uma ótima conversão em aparelhos mobile? Comente com a gente suas ideias sobre o assunto e fique ligado em novas dicas!

Como utilizar seu banco de dados para tomar decisões mais eficientes em marketing

por em Geral (1) comentário

Um dos grandes diferenciais do marketing digital em relação às mídias offline é a facilidade em se rastrear resultados e mensurar o retorno de cada ação. Quando você utiliza serviços de Web Analytics (como o Google Analytics) ou de gestão e automação de marketing (como o Hubspot ou o RD Station), você passa a ter a capacidade de coletar e processar um grande volume de informações de marketing. Estas informações, organizadas e estruturadas adequadamente, constituem-se em uma ferramenta de grande valor para o seu departamento de marketing, sendo possível extrair também os insights necessários para tomar decisões mais acertadas.

175784044

No post de hoje separamos algumas ideias para te ajudar a extrair mais do potencial dos dados a que tem acesso para realizar estratégias de marketing mais eficazes. Confira!

Explore a performance dos canais

Vamos começar pelo básico: é essencial ter a noção exata do número de leads gerados por cada um dos seus canais de marketing. Seus clientes chegam até o seu site prioritariamente através de qual deles? Redes sociais? E-mail marketing? Campanhas de links patrocinados? Uma visão clara sobre a performance de cada canal é fundamental para calcular o ROI de cada um e também para que você possa alocar os investimentos futuros de forma mais coerente.

Por exemplo, digamos que você possua um orçamento disponível para determinado período e esteja em dúvida onde investi-lo: em campanhas de e-mail marketing ou em mídias sociais. Para decidir com propriedade, você deve saber exatamente quantos leads cada um desses canais geram em média.

Analise as leads geradas pelo seu blog

Manter um blog atualizado com conteúdo relevante é uma tarefa que consome tempo. E você não quer gastar esse tempo com conteúdo que não atraia e gere leads, certo?

Uma das principais etapas da estratégia de marketing de conteúdo é entender que tipo de conteúdo tem boa performance. Dessa forma, é essencial analisar os dados disponíveis levando em conta não apenas quantos visitantes as postagens atraem, mas especialmente quantos leads elas geram.

A obtenção desses dados muitas vezes não é tão simples. Afinal, as conversões normalmente não acontecem no blog, mas em uma landing page para o qual o post aponta. Por isso, o que você precisa é de informações sobre as páginas que estão enviando visitantes para as landing pages e com isso entender com clareza quais são as postagens mais visitadas imediatamente antes da conversão para identificar os tipos de conteúdo que são mais efetivos.

Entenda a eficiência das suas landing pages

Além de compreender quais tipos de postagens geram o maior volume de leads no seu blog, também é necessário entender com clareza quais as landing pages são mais eficientes na conversão de visitantes em leads. A partir do momento em que você identifica essas landing pages, é natural que você aponte mais links do seu blog para elas.

Uma outra ação a se considerar é a aplicação de testes A/B para essas páginas. Isso vai lhe permitir compreender quais delas necessitam de melhorias ou mesmo de uma versão completamente nova.

Segmente o seu público

Públicos diferentes reagem de maneiras diferentes a situações idênticas. Segmentar a sua audiência é uma ótima forma de compreender em que pontos as suas estratégias podem ser melhoradas.

Digamos que o seu público, de forma geral, apresente um comportamento bastante homogêneo em seu caminho de conversão. Analisando os dados de audiências segmentadas você poderá compreender o que funciona melhor para perfis de visitantes que fogem daquele padrão, e compreendendo como certos segmentos se comportam em relação ao restante do público você poderá personalizar ações voltadas especificamente a eles e ver melhorias significativas na conversão.

Utilize os dados para tomar decisões

De posse destes dados — canais que convertem mais, conteúdos mais atraentes e landing pages conversíveis — é preciso tomar ações baseadas neles.

Você pode chegar à conclusão de que um determinado canal ou página está gerando poucos leads ou conversões, o que lhe deixa duas opções: parar de investir recursos neles ou reformular suas abordagens.

É importante também compreender o comportamento dos leads gerados por diferentes canais e monitorá-los através do funil de vendas. Qual a taxa de conversão de leads em clientes e quanto tempo em média eles levam nesse processo? A resposta destas informações lhe darão pistas sobre a eficiência do seu fluxo de nutrição, que precisa ser muito consistente para maximizar a conversão.

E você,  utiliza os serviços de Web Analytics e automatização de marketing dessa mesma forma? Realiza estratégias diferentes? Compartilhe com a gente a sua opinião e experiência sobre o assunto!

 

TecnoPapo ep. 2: SSH no Jelastic

por em Jelastic,TecnoPapo Nenhum comentário

SSH no Jelastic

Neste segundo episódio do TecnoPapo, veremos como efetuar um acesso SSH no Jelastic, afinal, quem não gosta de SSH? Trata-se de uma tecnologia simples, fácil, leve e completamente segura, que oferece total controle sobre um servidor remoto.

Se você não conhece o SSH e ainda utiliza FTP para acessar seus servidores, aproveite o episódio para conhecer mais sobre o serviço, uma vez que ele oferece uma série de vantagens, como a conexão criptografada e a possibilidade de executar qualquer ferramenta em linha de comando disponível remotamente.

E você, já assistiu o primeiro episódio do Tecnopapo? Diga para a gente o que está achando nos comentários do blog ou do canal no YouTube. Vale lembrar que o TecnoPapo ainda está em beta e que sugestões de novos temas são sempre bem vindas. :-)

O que é e como criar uma Facebook Business Page?

por em Geral Nenhum comentário

Estar nas redes sociais não é mais uma opção: é um passo obrigatório para toda empresa que deseja manter um relacionamento próximo com seus clientes e tornar a sua marca mais conhecida. Só no Facebook, já são mais de 829 milhões de usuários e mais de 50 milhões de fanpages criadas!

English Facebook Sign-in Page used by Millions of Users Arround

Agora que você já sabe que não tem nenhum motivo para continuar adiando a sua entrada no Facebook, fique atento: para que você não sofra nenhuma penalização da rede social, é preciso criar uma Facebook Business Page para a sua empresa, e não um perfil de usuário normal.

Abra o navegador, siga nossos passos e monte agora a sua Facebook Business Page!

O que é uma Facebook Business Page?

É uma página corporativa que se propõe a ser um canal de comunicação com o seu cliente. A Facebook Business Page é comumente chamada de fanpage, pois é uma página onde os “fãs” da sua marca poderão acompanhar suas postagens e interagir com a sua empresa de maneira fácil, ágil e divertida. Ela é diferente do seu perfil social e traz algumas vantagens muito interessantes para empreendedores que estão buscando ampliar seus horizontes na rede.

Criar sua fanpage no Facebook é gratuito e só demanda seguir alguns passos simples. Acompanhe-nos:

Classificação

Acesse a página de criação de Business Pages no Facebook e selecione a classificação em que a sua fanpage se encontra. As opções a serem consideradas são:

  • Negócios locais ou local: essa opção também pode ser adotada por autônomos ou profissionais liberais sem CNPJ.
  • Empresa, organização ou instituição: opção destinada a negócios formalizados legamente.
  • Marca ou produto: perfeito para comunicação institucional ou ainda interação com usuários ou consumidores de determinado produto.
  • Artista, banda ou figura pública: páginas destinadas a cobrir a carreira de indivíduos ou grupos de celebridades ou artistas.
  • Entretenimento: classificação usada para páginas de variedades e outros temas.
  • Causa ou comunidade: para a defesa de determinados pontos de vista, como a preservação da natureza, por exemplo.

Como você pode perceber, a fanpage do Facebook não é apenas para empresas, mas também para outras iniciativas que podem gerar negócios, como artistas, entretenimento e causas. Escolha a opção que mais tem a ver com o seu empreendimento.

Dados e informação

Selecionada a classificação da sua Facebook Business Page, é preciso preencher alguns dados básicos. No campo sobre, fale um pouco a respeito do seu empreendimento, utilizando palavras-chave que o definam bem. A seguir, você deverá selecionar uma imagem de perfil e uma imagem de capa para sua página: em ambos os casos, escolha imagens que representem sua marca. É uma boa ideia, por exemplo, usar seu logaotipo como imagem de perfil.

Painel administrativo

É aqui que você aprofunda as informações a respeito da sua Facebook Business Page e também personaliza alguns campos, como notificações e quem serão os administradores da página.

Conteúdo

O conteúdo que você posta na sua Facebook Business Page é o que dá alma ao seu negócio na rede social, atraindo seguidores e criando interações com eles. Você pode trabalhar com posts compartilhados a partir do seu blog ou de outras fontes, ou ainda compartilhar atualizações de status.

Para dar destaque às suas publicações, você pode fixar um post no topo da sua timeline ou ainda destacar uma publicação na página. Outra estratégia interessante é patrocinar os seus posts, pagando uma quantia mensal para que o Facebook te ajude a divulgar sua página.

Métricas

O Facebook vem avançando bastante nas métricas de desempenho das suas ações na Business Page, de modo que você já pode consultar estatísticas como número de visitas e curtidas, alcance das suas publicações, envolvimento de seus seguidores e ainda o perfil das pessoas que estão interagindo com a sua fanpage, como porcentagem de homens e mulheres, sua idade, entre outros. Acompanhar essas métricas é essencial para verificar a eficiência da sua página e, se necessário, fazer alterações para que ela atinja seu público alvo.

Finalizado!

Após a verificação de todos esses itens, a sua Facebook Business Page está finalizada e pronta para que mais pessoas desfrutem do seu conteúdo ímpar! Basta convidar seus amigos, contatos e outros interessados a curtirem sua página através da ferramenta de convite no canto esquerdo da sua timeline.

E aí, sua Facebook Business Page já está no ar? Você ainda ficou com alguma dúvida sobre como criá-la? Deixe um comentário!

Desabilitando suporte a SSLv3

por em Segurança,Tecnologia Nenhum comentário

lock2

Durante essa semana a equipe da Locaweb acompanhou a divulgação de uma vulnerabilidade no protocolo de criptografia SSL (Secure Socket Layer).
Esse vulnerabilidade tem como alvo o protocolo SSLv3 e basicamente permite que o atacante comprometa o processo de criptografia de uma requisição, com objetivo de capturar o conteúdo em trânsito.

Por padrão, navegadores mais atuais irão utilizar protocolos de criptografia mais modernos, como por exemplo, TLSv1.2. Entretando é possível que um atacante simule algumas condições que levem o navegador a utilizar a versão SSLv3. Por esse motivo a Locaweb irá executar nos próximos dias a desativação do protocolo SSLv3 em todos os sistemas que suportam protocolos mais modernos.

Essa alteração pode gerar impacto em um grupo pequeno de navegadores antigos e desatualizados, resultando em um erro de conexão SSL (SSL connection error).

Acredita-se que os maiores impactados serão os usuários de Internet Explorer 6 rodando em Windows XP ou em versões mais antigas.

O Google publicou recentemente um documento técnico detalhando essa vulnerabilidade, apelidada de POODLE (PDF – https://www.openssl.org/~bodo/ssl-poodle.pdf)