Cloud computing: Veja como superar quatro desafios de incompatibilidade

em Artigos, Assessoria de Imprensa, Locaweb Corp.

Por Bruno Russo*

A cada ano, a adoção ao Cloud Computing cresce progressivamente em empresas de todos os tamanhos e setores. Segundo o estudo “A Conectividade Das Empresas Brasileiras”, divulgado no final de 2015 pela Telecom, em parceria com a Embratel, a computação em nuvem é utilizada por 17% das empresas. Em 2014, esse número era de 8%.

Mesmo com uma taxa de adoção em crescimento acelerado e com inúmeros benefícios, a adoção ainda possui desafios que precisam ser superados, como por exemplo, a incompatibilidade de softwares e hardwares. Confiram quatro desses pontos que precisam ser superados:

Sistemas legados: É muito comum ambientes/sistemas necessitarem de um determinado hardware ou software específico para funcionarem. Muitas vezes, são plataformas específicas desenhadas e projetadas para atenderem uma determinada demanda, e em alguns casos foram desenvolvidas em uma época que a computação em nuvem não existia ou ainda era embrionária. Antes de adotar uma solução em nuvem, é necessário identificar se o seu sistema pode ser executado em uma nuvem. Além disso, é necessário checar: Como será a performance deste sistema na nuvem? O sistema aceita ser virtualizado? Está homologado para ser executado na nuvem? Quais os requisitos exigidos?

Requisito de validação: Há sistemas que precisam de um hardlock – dispositivo externo conectado a um computador, utilizado para restringir o uso de um determinado programa -, que valida a licença para o sistema funcionar corretamente.

 Conectividade e Internet: É fundamental saber qual a banda mínima recomendada para que o software funcione na nuvem, com a performance esperada pelos usuários. Também vale conferir itens como a latência mínima adequada ao sistema. É muito comum sistemas não terem um bom desempenho, devido a uma alta latência de rede. Além da latência, algo que em algumas regiões ocorre é a qualidade do link de internet disponível, sempre é importante validar estes pontos, pois existe uma diferença muito grande em executar um sistema em uma rede local e na Internet.

Regras de Licenciamento: é muito importante conhecer o tipo de licenciamento que a empresa possui contratado. Alguns fabricantes de software possuem licenças especificas para cloud ou on-premise. Uma alternativa é buscar um provedor de serviços que aceite, por exemplo, que você faça um colocation de uma determinada solução no Data Center, conectando-o com a solução em nuvem.

*Bruno Russo é especialista de produtos da Locaweb Corp, unidade corporativa da Locaweb