Até onde vai o poder do JavaScript?

em Artigos, Desenvolvimento.

Gostaria de fazer uma breve reflexão com vocês a respeito do nosso querido (ou nem tanto) JavaScript.

Fazendo uma breve introdução à linguagem, ela foi criada no ano 1995 por Brendan Eich. Quando eu comecei a trabalhar com web, a função do JavaScript era muito clara: validar formulários, sendo essas validações de campos obrigatórios ou não; máscaras em campos; valores válidos para um campo – como e-mail e CPF – e por aí vai.

Havia vários formatos de monitores no mercado nessa época, mas os sites ainda não eram responsivos. Então decidi me arriscar e fazer um site que abrisse nos três tipos de monitores mais vendidos naquele tempo (800×600, 1024×760 e 1280×1024) e consegui graças ao JavaScript, mas seu uso era bem limitado e o resultado sempre ficava nesse “mais do mesmo”.

Naquela mesma época, a linguagem ganhou o poder do Ajax, e as páginas começaram a fazer requisições em background para o servidor, aumentando assim, o poder de interação do usuário com a página. Também surgiram os frameworks JavaScript – sendo o JQuery um dos pioneiros e mais populares.

Em 2009 um visionário chamado Ryan Dahl pensou: e se a linguagem usada no lado do cliente também pudesse ser usada no lado do navegador? Foi assim que surgiu o node.js, um interpretador JavaScript para rodar do lado do servidor.

Desde então, a linguagem tem crescido mais e mais, atingindo vários níveis. Nem os mais otimistas que olhavam para aquela linguagem “pobre e feinha”, nascida para ser usada no lado cliente, bem no início da web, aceitariam que ela chegaria. E hoje podemos fazer várias coisas incríveis com JavaScript.

// O que fazer com JavaScript:

– Banco de dados: MongoDB

– Aplicações mobile nativas: React Native e Nativescript

– Servidor: Node.js

– IoT e robótica: Tessel

– Criar apps multiplataforma: Electron

// Quem está usando:

Algumas das grandes empresas estão usando o JavaScript em seus servidores e aplicações: NASA, Netflix, Walmart, BMW, Goldman Sachs, Amazon, IBM, e outras.

O JavaScript é uma linguagem que cresce muito – não só em utilização, como em poder – e, por isso, está sendo muito adotada para usos diversos. Logo, essa é uma ótima oportunidade para dar um UP na carreira!

Essa é justamente a ideia deste artigo: abrir sua mente para as possibilidades que o Javascript está trazendo para o mercado.

E você, o que acha do JavaScript? Como usa? Gostaria de ver algo específico sobre a linguagem? Deixe um comentário com suas sugestões!