Dicas para aumentar a produtividade com Sublime Text 3

em Artigos, Desenvolvimento.

Quando estou programando, sempre gosto de procurar por maneiras mais eficientes de executar tarefas repetitivas. Recentemente descobri alguns plugins e key bindings (atalho) no Sublime Text 3 e gostaria de compartilhar.

Plugin “Copy File Path With Line Number”

Uma tarefa que eu não gostava de fazer era escrever o caminho do arquivo de teste para poder rodar o teste no terminal. Por exemplo, se estou trabalhando no arquivo spec/services/plan/installer_spec.rb na linha 100, preciso digitar no console:

$ rspec spec/services/plan/installer_spec.rb:100

Com este plugin, criei o key binding abaixo que copia o path com a linha para o meu buffer.

{ “keys”: [“ctrl+alt+.”], “command”: “copy_reference” }

Desse modo, basta eu posicionar o cursor na linha que desejo copiar e apertar “ctrl + alt + .”, ir para o terminal e colar o path!

Plugin “Select Quoted”

Outra coisa que eu sentia falta no Sublime era de um key binding para poder copiar a string que está dentro de uma aspas (dupla ou simples).

Comecei a sentir falta disso quando descobri os comandos vi’ di’ do vim!

No Sublime eu costumava usar o “control + <-” até posicionar o cursor no começo da string e depois o “ctrl + shift + ->“ N vezes até chegar no final da string.

Com o este plugin, basta pressionar (ctrl + ‘) que será selecionado o texto dentro de aspas simples ou duplas. Muito fácil!

Trabalhando com layout de 2 colunas + plugin RailsGoToSpec

Muitas vezes programei usando o layout de 1 coluna e, uma tarefa que me incomodava, era alternar entre o código-fonte e o teste.

Para isso, usava o plugin RailsGoToSpec, que acha e abre o arquivo de teste dado o path do arquivo de código-fonte com apenas 1 comando (ctrl+shift+y) e, volta para o arquivo de código-fonte quando você está no arquivo de teste.

Recentemente comecei a trabalhar com o layout de 2 colunas e usar os atalhos para mover o cursor de uma coluna para outra.

Meu fluxo de trabalho ficou assim:

  • Abro o arquivo de código fonte (usando o “ctrl + p”)
  • Altero para o modo de 2 colunas (usando “alt + shift + 2”)
  • Abro o arquivo de teste com o atalho do RailsGoToSpec (usando “ctrl+shift+y”)
  • Movo o arquivo de teste para a coluna da direita (usando “ctrl + shift + 2”)

Depois de ter os 2 arquivos abertos, altero o cursor entre o painel da direita e esquerda com “ctrl + 1” e “ctrl + 2”.

Com isso consigo ter os 2 arquivos lado a lado, o que facilita muito!

Obs1: É uma boa ter o código limitado em 80 colunas para facilitar a visualização sem ter que fazer muito scroll pra direita;

Obs2 : O plugin RailsGoToSpec funciona bem em aplicações Rails e, dependendo do caso, em projetos de Gem.

Fechando:

Minha dica é sempre tentar otimizar as tarefas que são feitas no dia a dia e evitar as tarefas chatas e repetitivas. Usar atalhos pode ser um pouco difícil no começo, mas compensa a longo prazo (e para aquele que quiser ser mais ninja ainda e sofrer um pouco mais, desejo boa sorte para aprender vim/emacs!). ;)