Ransomware: Entenda como ele pode afetar seus arquivos

em Artigos, Dicas e novidades, Tecnologia.

Ransomware, uma ameaça digital que vem assustando o mundo, é um tipo de código malicioso (malware), que torna inacessíveis os dados armazenados em um equipamento, por meio de criptografia.

Para restabelecer o acesso ao usuário, a prática geralmente exige o pagamento de um “resgate” – na maioria dos casos em bitcoins (moeda virtual). Ainda assim não há nenhuma garantia de que ao efetuar o pagamento os dados sejam recuperados – o sugerido é que a vítima não pague.

O ransomware ficou mais conhecido mundialmente em maio de 2017. Com o surgimento do  WannaCry (crypto-ransomware que afeta o sistema operacional Microsoft Windows), que infectou mais de 230 mil computadores em cerca de 150 países. No Brasil, grande parte dos infectados foram de órgãos públicos.

// Quais são os tipos de ransomware?

Há vários tipos de ransomware, aqui listo os dois mais importantes: o Cryptolocker é malware que criptografa com uma senha todos os seus dados. O algoritmo utilizado pode ser RSA-1024, RSA-2048 e AES-256.

Já o Locker é um pouco parecido com o citado acima, porém, ele bloqueia o acesso ao equipamento. Assustador, não é?

// Como posso ser infectado?

A infecção pode ocorrer de diversas formas: um e-mail malicioso (phishing) que contenha links infectados com o malware, ou vulnerabilidades em algum sistema que não tenha recebido atualizações de segurança.

// Como me proteger desse malware? Algumas dicas:

1 – Mantenha o sistema operacional, assim como os programas instalados, sempre atualizados;

2 – Fique atento aos arquivos e links que irá abrir;

3 – Instale um antivírus;

4 – Realize backups regularmente. Desse modo, caso sofra esse tipo de ataque será mais fácil reverter a situação.

E ai, já fez backup hoje? Não deixe para amanhã! A tecnologia é imensurável e tudo se renova a cada minuto. Essas são as dicas de hoje. Até mais, galera! :)

Você também pode gostar