Re:scam – um robô que trola estalionatários

em Artigos, Tecnologia.

Certamente você já recebeu um e-mail em que uma pessoa “muito bondosa”, que geralmente mora do outro lado do mundo, queria compartilhar uma grande fortuna que havia herdado.

Ou nessa mensagem, estava escrito que você mesmo havia herdado a tal fortuna, de milhões de dólares, e essa pessoa precisava de seus dados para que você pudesse receber o dinheiro. Dá vontade de responder, não dá? Afinal, são muitos milhões e, se for verdade, vai ficar rico!

O problema é que como já dizia um ditado popular bem famoso “Quando a esmola é demais, o santo desconfia!” e é para se desconfiar mesmo. Esse tipo de e-mail é conhecido como Scam, que, nada mais são do que e-mails enviados por estelionatários oferecendo acordos bem vistosos para roubar as pessoas.

São todos os tipos de acordos que você imaginar; possibilidade de investimentos com altos retornos, ofertas de empregos, contas falsas e, até mesmo, a possibilidade de ajudar pessoas carentes na Nigéria e a chance de encontrar o amor da sua vida. Os ladrões focam em aspectos com apelos emocionais e é aí que as pessoas caem no golpe do vigário. E bota gente nisso caindo nesses golpes!

Todos os anos são milhões de pessoas respondendo a esses e-mails e bilhões de dólares sendo roubados. Pensando nisso, uma empresa de segurança online da Nova Zelândia, a Netsafe, criou um robô utilizando inteligência artificial, que basicamente “vive” para conversar com scammers.

A ideia é sensacional! Quando você recebe um scam, é só encaminhá-lo para o email me@rescam.org e o Re:scam começará a conversar com o estelionatário, respondendo o e-mail que você enviou para ele, sem utilizar o seu e-mail, é claro. Dessa maneira, o estelionatário irá perder bastante tempo conversando com o robô, sobrando menos tempo para roubar pessoas de verdade.

Só para vocês terem uma ideia, até a data de escrita deste artigo, o Re:scam já havia mandado 526.339 e-mails e tomado mais de 5 anos de tempo dos scammers. Muita coisa, né? O pessoal do mundo todo tem enviado seus scams para ele “brincar” e aprender cada vez mais como enganar scammers por horas e horas.

Esse projeto tem utilidade pública mundial, porque com essa base de scams de todos os lados do mundo, a Netsafe tem conseguido realizar várias análises para descobrir padrões de scams e ajudar a tornar a internet mais segura para todos. Muitos países já têm agências especializadas em pegar esses tipos de ladrões para evitar que as pessoas continuem a cair nos golpes.

Se vocês quiserem saber mais sobre o projeto é só acessar https://www.rescam.org. E se você receber um e-mail desse tipo é só enviá-lo para o Re:scam e deixar os jogos começarem. Ah e claro, apague o e-mail imediatamente! Até a próxima!