7 linguagens de programação para ficar de olho

em Curiosidades, Dicas e novidades, Internet, Tecnologia.

Se você é aquele desenvolvedor que gosta de se atualizar e está sempre descobrindo algo novo dentro de sua área, este artigo é para você. O portal Computerworld selecionou linguagens de programação que estão cada vez mais ganhando relevância e nós listamos 7 delas para você ficar de olho, pesquisar e investir.

Afinal, um bom programador deve estar sempre preparado – nunca se sabe quando alguma delas poderá ser a solução de um projeto, não é mesmo? Saia na frente! Confira:

1 – Go ou Golang

Desenvolvida pelo Google em 2009, a linguagem open source, é conhecida pela simplicidade e dinamismo. Segundo a própria empresa ela é “fácil o suficiente para que os programadores se lembrem”. O Go está tendo uma boa aceitação e permite aos DEVs a concisão e estrutura de compilação do C, junto com a facilidade de uso de uma linguagem script dinâmica. Ficou interessado? O Tableless publicou um artigo com motivos para você utilizar a linguagem.

2 – Groovy

A linguagem permite escrever programas simples que podem aproveitar o código Java existente, se conecta em Java JARs e tudo roda na JVM. Ele funciona como uma linguagem de script dinâmica com acesso aos dados em objetivos de tipagem estática.

3 – CoffeeScript

CoffeeScript não é bem uma linguagem de programação, é um pré-processador que converte o que você escreve em JavaScript. Essa ferramenta surgiu quando os desenvolvedores que não curtiam o “;” tiveram que programar em JS. Com essa ferramenta é possível escrever códigos de forma mais limpa, já que ela os ajusta para o JavaScript.

4 – Scala

Se você curte Java, utilizar Scala é uma boa ideia. A ferramenta também roda no JVM e oferece um design mais da programação funcional para o Java. Também fornece o código que se encaixa com as especificações da classe Java e conectando com outros arquivos JAR.

5 – Dart

Essa é uma nova linguagem de programação para navegadores web do Google e também funciona para animar DIVs e formar objetos. Dart é uma boa opção para os DEVs que estão construindo um APP da web dinâmico e, estão cansados de JavaScript – a linguagem oferece uma sintaxe limpa.

6 – Julia

Às vezes o Python acaba sendo um pouco lento – e virar um problema quando se está mastigando um conjunto grande de dados. Para acelerar o processo muitos escrevem o mais importante no núcleo em C, só que unir duas linguagens pode complicar o processo de revisão, correção e amplificação de sistemas. Nesse caso Julia pode ajudar.

A linguagem tem sintaxe limpa e permite que o código seja compilado em segundo plano, assim é possível configurar um notebook ou sessão interativa, como com Python, e ter os códigos compilados imediatamente.

7 – Erlang

Imagine que a ferramenta começou na época das centrais telefônicas da Ericsson! :O

O Erlang é um paradigma funcional, grande parte do código opera em seu próprio mundo, sem que corrompa o resto do sistema por meio de efeitos colaterais. As funções fazem todo trabalho internamente, correndo em pequenos “processos” que atuam como caixas de areia (sandboxes) que se comunicam entre si digitalmente.

O modelo como atua também acelera a execução das tarefas, determinando o que pode ser executado simultaneamente, reduzindo a sobrecarga.

Você já conhecia ou utilizou alguma dessas linguagens? Conta para gente! :)

Fonte: Portal Computerworld

Você também pode gostar