O que fazer para que a bateria dos gadgets não deixe você na mão?

em Dicas e novidades, Mobile, Tecnologia.

Um dos grandes desafios da civilização contemporânea é a questão energética, uma vez que a sociedade depende totalmente da eletricidade para não entrar em colapso. E não estamos falando somente de aspectos econômicos e industriais, uma vez que dentro do seu próprio bolso reside uma importante fonte consumidora de watts, da qual a atual sociedade está criando uma forte dependência: os gagdets, como seu smartphone, tablet, dentre outros.

bateria

Claro que, apesar de terem a mesma natureza (disponibilidade de energia), os dois problemas são bem diferentes – se por um lado, em escala global, questões ambientais e políticas podem colocar em xeque o acesso à energia, por outro, questões técnicas fazem com que a evolução das baterias portáteis não acompanhe com a mesma velocidade o desenvolvimento dos aparelhos que, cada vez mais sofisticados, consomem energia em uma escala cada vez maior. Não são incomuns relatos de usuários antigos de celulares dizendo que, antigamente, uma carga durava dias e muito tempo de conversa – ao contrário de hoje, quando se comemora uma carga que durou um dia inteiro. O que fazer, então, para que a bateria dos seus gadgets não deixe você na mão bem na hora que você mais precisa?

Efeito memória

Até alguns anos atrás, a maioria dos aparelhos portáteis vinha com uma bateria de íons de níquel, responsáveis pelo surgimento do famoso “efeito memória” – elas precisavam ser sempre carregadas e descarregadas totalmente, ao custo de diminuir cada vez mais a sua performance e vida útil. Felizmente essa tecnologia está ultrapassada e hoje temos no mercado as baterias de íons de lítio, que podem ser carregadas ou desligadas da tomada a qualquer tempo, o que facilita demais a vida de quem usa e depende de gadgets.

Bons carregadores

Regra geral, os aparelhos originais vêm com bons carregadores, que devem sempre ser utilizados nas cargas de energia – mas é bastante comum que haja a necessidade de trocá-los ou mesmo de possuir carregadores extra para emergências. Por isso, se quiser manter a saúde da bateria (e por tabela, de seus aparelhos), é importante que você adquira carregadores novos e originais. Eles estão pré configurados com a voltagem correta de seu aparelho e possuem sistemas mais eficientes de gestão de energia, promovendo maior vida útil da bateria e permitindo, por exemplo, que a bateria permaneça carregando mesmo após atingir a carga total – o que pode trazer danos se o carregador for de “segunda linha”.

Cuidados

Todo componente eletrônico “tem medo” de água e umidade, portanto evite a exposição a esse tipo de condição. Também não é nada recomendável deixar o aparelho próximo a temperaturas muito altas ou baixas, além de regiões com campo magnético, como em cima de outros aparelhos eletrônicos ou elétricos, caixas de som, dentre outros.

De olho no consumo

Outro aspecto importante é saber o quanto seu gadget consome de bateria e se existem maneiras de diminuir esse consumo – geralmente há. Você pode começar diminuindo o brilho da tela de seu smartphone ou tablet, uma vez que esse é um dos itens que mais consomem energia em seu aparelho. Além disso, desative as conexões Wi-Fi e 3G quando não estiver utilizando e desative aplicativos que não estiver mais utilizando. Ah, e cuidado com jogos! Eles são campeões em esbanjar energia.

E você, usuário? Como tem sido sua experiência com a bateria de gadgets? Já ficou na mão em momentos importantes? Conte-nos suas experiências nos comentários!

Você também pode gostar

blog-5dicas