Vamos falar sobre spam?

em Artigos, Segurança.

Ninguém gosta de abrir a caixa de entrada do e-mail e se deparar com várias mensagens que não foram solicitadas, certo? Essas mensagens indesejadas são chamadas de spam.

Spam é o termo usado para se referir a esses e-mails não solicitados, geralmente enviados para um grande número de pessoas – também conhecido por UCE (comercial

não-solicitada) quando seu conteúdo é exclusivamente comercial ou UBE (e-mail em massa não-solicitado) quando não possui conteúdo comercial.

O primeiro spam enviado na história foi no dia 12 de abril de 1994 fato que mudou

o mundo virtual (saiba mais aqui) e, neste tempo, evoluiu para os oito tipos que listo abaixo:

// Correntes

// Boatos

// Lendas urbanas

// Propagandas

// Ameaças

// Pornografia

// Códigos maliciosos

// Fraudes e golpes

O envio de spam gera impactos negativos; a infraestrutura que envia esse tipo de conteúdo pode ter várias denúncias, acarretando na má reputação dos IPs e domínio de envio, prejudicando a entregabilidade das mensagens.

Já quem se incomoda ao ter que limpar a caixa de e-mails depois de uma inundação de mensagens não-solicitadas; além disso, por ter uma caixa cheia de mensagens, pode até não ver alguma que realmente é importante ou não receber esse e-mail porque a caixa está lotada com outros desnecessários.

Diante disso, proponho: e aí vamos fazer uma internet melhor? Listei abaixo boas práticas para o envio de mensagens:

// Em casos de envio de mensagem em massa, sempre envie para contatos que fizeram

cadastro em sua lista;

// Nunca utilize lista comprada; ela pode levá-lo a uma enrascada e comprometer sua entregabilidade;

// Tenha sempre a opção de descadastro em sua mensagem, gerando credibilidade nos seus envios.

E também temos algumas dicas de o que fazer caso esteja recebendo spams e queria

tomar alguma medida adicional:

// Reporte a mensagem como spam. Isso ajudará seu provedor a entender quais melhorias precisam ser realizadas. Muitos deles possuem um sistema de feedback looping (fbl) que direciona as mensagens marcadas como spam para o provedor do remetente.

E, mais importante, denuncie o spam para o provedor. Geralmente o endereço de contato pode ser obtido realizando a consulta whois pelo site: https://registro.br/2/whois. ;)