O que avaliar na elaboração do plano de recuperação de desastres

em Gestão.

A informação deixou de ser um mero recurso de auxílio à tomada de decisão e se tornou um dos mais valiosos patrimônios que uma empresa pode ter. Se por um lado, o incessante progresso tecnológico permite que a gestão da TI seja cada vez mais precisa, também acarreta um desafio: como garantir a permanente integridade e disponibilidade dos dados? Para evitar perdas, que podem ocasionar danos e prejuízos irreversíveis e irreparáveis, é necessário elaborar um plano de recuperação de desastres.

No entanto, o volume de informações produzido por uma organização cresce continuamente e, por esse motivo, avaliar o grau de criticidade dos dados gerados e armazenados nem sempre é uma tarefa fácil.

Relação custo-benefício

Para muitos empresários, a elaboração de um plano de recuperação de desastres pode parecer muito oneroso, mas é possível desenvolver essa estratégia sem comprometer o orçamento, com uma positiva relação custo-benefício, a partir de uma análise do impacto no negócio (business impact analysis, ou BIA). Ela consiste em uma rigorosa avaliação dos impactos e prejuízos causados pela possível destruição da infraestrutura física e, consequentemente, da indisponibilidade dos equipamentos e dados.

Trata-se, portanto, de uma ferramenta que auxilia na classificação das informações por criticidade e relevância e, consequentemente, orienta a elaboração do plano de recuperação de desastres.

Confiança e competitividade

Pesquisas mostram que a ausência de um plano de recuperação de desastres pode custar caro: a consultoria Strategic Research estima que cada hora de interrupção das atividades pode custar até US$ 90 mil às empresas. No entanto, eles não parecem estar cientes do risco que correm – um relatório da Gartner aponta que somente 35% dos pequenos e médios negócios têm um plano de recuperação de desastres delineado.

Esses dados mostram que a elaboração de uma estratégia contra desastres é indispensável para empresas que desejam evitar prejuízos financeiros. No entanto, seus benefícios vão além: contribui para conquistar a confiança e prestígio dos seus clientes e, consequentemente, tornar a marca mais notória e competitiva.

Para que a empresa continue totalmente focada na estratégia de negócio, é possível contar com um parceiro estratégico que forneça infraestrutura redundante e sempre disponível para elaborar um plano de recuperação de desastres.

Na eventualidade de uma interrupção, um parceiro tecnológico também pode auxiliar a executar o plano para, assim, responder prontamente à paralisação das operações e evitar danos à saúde financeira e à imagem do seu negócio.

Veja como a Continuidade de Negócios da Locaweb Corp, poderá ajudar na monitoração de infraestrutura da sua empresa. Consulte nossa equipe e saiba como podemos ajudá-lo.