Com tantos serviços online, a segurança de dados é sempre um assunto que merece atenção. Se você já criou ou está criando uma página na internet, deve ter cuidado para garantir um bom ambiente aos seus usuários. Por isso, desenvolver sites com segurança é algo imprescindível nos dias de hoje e, para ser alcançado, precisa de alguns cuidados.

Para colocar em prática os pilares de segurança, fizemos um guia que vai ajudar a desenvolver seus sites! 

Como desenvolver sites com segurança?

São diversas técnicas que devem seguir em paralelo e ganhar sua atenção para que você possa desenvolver sites com segurança. Todas elas contam com a mesma importância. Acompanhe!

1. Use uma hospedagem de confiança e mantenha os softwares atualizados

Qual é a hospedagem de sites escolhida para o projeto?  Na prática, o ideal é contar com atualizações automáticas do ambiente, backups, normas de segurança definidas. Evite adiar as atualizações porque elas existem principalmente para corrigir bugs e tornar o seu site mais seguro.

Outra dica é para utilizar um CMS que oferece recursos e auxilia o funcionamento do seu site, oferecendo funções como plugins e recursos de segurança.

2. Conte com senhas fortes

A senha que dá acesso à área administrativa precisa ser complexa, com letras, números, letras maiúsculas e caracteres especiais. Evite datas de aniversário e nomes conhecidos. Além disso, algumas dicas ajudam bastante:

  • tenha uma senha para a área administrativa e outra para a hospedagem;
  • troque as senhas em períodos curtos, a cada quatro meses é o ideal;
  • combine todos esses passos com as demais pessoas que trabalham com o site e têm suas próprias senhas.

3. Tenha firewall e detector de malware

Quando você tem um firewall, pode contar com um dispositivo de segurança da rede que monitora o tráfego de entrada e saída. Conforme as regras definidas, você consegue se preservar de possíveis ataques. É como se você estivesse trancando seu site a ameaças externas.

Além disso, o detector de malware identifica os arquivos maliciosos e permite que você se livre deles antes que causem algum estrago, como perda de informações e parada da rede.

4. Crie permissões aos usuários

Pense nas pessoas que vão usar as plataformas e, mais do que apenas liberar o acesso, defina as permissões a todas as funções.

Para quem apenas escreve, corrige e atualiza um site, não há a necessidade de instalar plugins nem mexer nas configurações. Assim, evite as permissões de administrador e editor para quem ainda não tem total confiança ou não necessitam de tanta autonomia. Nesses casos, as funções de autor, que dá controle total somente às suas postagens, de contribuinte e assinante costumam ser mais indicadas.

5. Faça testes de vulnerabilidade

Sabia que diversos sites e aplicações web estão expostas a ataques e invasões? Por isso, o teste de vulnerabilidade ajuda a entender quais são as brechas existentes que podem ser aproveitadas por hackers.

Para essa verificação, aposte em scanners de vulnerabilidade. Eles permitem fazer um rastreamento automatizado e completo, assim como buscar quais são as fragilidades da rede.

6. Tenha certificado SSL

O SSL é um dos principais mecanismos de segurança para um site na internet. Ele criptografa as suas informações e dos seus visitantes e faz a autenticação do domínio.

Outro ponto sobre o SSL é quanto ao ranqueamento de sites. Uma das exigência do Google, principal buscador, é que os endereços tenham o protocolo HTTPS, que permite aparecer um cadeado antes do endereço. Sem isso, a página perde importantes posições.

Bônus! Não se esqueça dos plugins

Nós dissemos no começo do texto que sua hospedagem de sites e CMS deve estar sempre atualizado. Mas, além dele, os plugins também pedem atualizações. Na aba “plugins”, você consegue ver quais são eles e pode fazer os updates necessários. Em todo caso, preste atenção em algumas boas práticas:

  • garanta um backup antes de começar a atualizar os plugins para garantir, caso algo dê errado;
  • atualize plugin por plugin para ter mais confiança no processo como um todo;
  • evite fazê-las nos horários em que o tráfego do seu site é maior.

Desenvolver sites com segurança é uma necessidade tanto para que seus usuários tenham uma boa experiência quanto para que sua presença digital possa crescer e seu negócio, evoluir. Ao se atentar sobre todas essas etapas, a confiabilidade se torna bem mais simples!

Agora que você já sabe como desenvolver sites com segurança, acesse mais conteúdos e hacks para desenvolver os seus projetos. 

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário