Como contratar um bom desenvolvedor?

em Artigos, Dicas e novidades.

Procurando um bom Dev para sua empresa? Uma pessoa proativa, qualificada, que trabalha bem em equipe e que manja muito, mas muito de códigos? Esse profissional está por aí procurando por uma nova oportunidade, talvez a que você esteja oferecendo! Mas para ele fazer parte do seu time de talentos é preciso chamar sua atenção de alguma forma. Como?

09-Contratar-Blog
A InfoWorld realizou uma pesquisa com empresas que recrutaram ótimos desenvolvedores e listou 5 dicas para que você também contrate profissionais que atendam ao perfil de sua organização. Confira:

1 – Formulários anônimos para cadastramento

E quando o número de mulheres se candidatando a cargos de TI é baixo? A Bytemark Hosting, situada no Reino Unido, pensou em uma solução diferente. Um dos passos consistia em um formulário online anônimo em que os candidatos não anexavam currículos e se quer escreviam seus nomes, apenas listavam suas habilidades, destacavam seus pontos fortes e diziam porque se encaixavam na vaga. Essa estratégia permitiu que a empresa aumentasse o número de candidatos interessados, a diversificação deles, além do engajamento de minorias nos processos seletivos.

2 – Foque nas habilidades e não em projetos passados

Para a Triplebyte, enfatizar projetos passados durante uma entrevista de emprego pode não ser eficiente para avaliar a capacidade de programação dos candidatos. A empresa desenvolveu um processo baseado em pontuação para analisar a habilidade de um dev. Ao colocar a ideia em prática, eles constataram que os 300 primeiros candidatos que falaram sobre os últimos projetos, não tinham muita habilidade de codificação, diferentemente daqueles que só passaram por uma sessão de escrita de código.

3 – Entrevistas via chat

Por que não fazer as primeiras entrevistas via skype? A InfoWorld sugere que os bate-papos iniciais sejam feitos online. Primeiro porque isso facilita a rotina dos selecionados e das empresas e, segundo, porque a prática é cada vez mais comum e temos muitas ferramentas que facilitam esses processos.

4 – Não tome como base os testes de codificação padrão

Testes FizzBuzz são muito utilizados na hora de experimentar e avaliar as habilidades técnicas de um candidato. Mas a Triplebyte percebeu que esse tipo de teste não se correlaciona muito bem com a capacidade de um programador. A empresa baseia apenas os primeiros passos do processo a esse tipo de ferramentas para, a seguir, propor um desafio menos tradicional.

5 – Múltiplas escolhas para os candidatos

Depois da fase de entrevistas, ofereça aos candidatos um desafio para que eles melhorem o desempenho e possam utilizar as linguagens e ferramentas que mais gostam. Segundo a Triplebyte, os devs preferem usar as linguagens e ambientes de desenvolvimento que já estão habituados e isso pode criar uma relação amigável com o entrevistador.

A gente sabe que não existe nenhuma técnica 100% eficaz para contratar um bom desenvolvedor, mas essas dicas podem transformar o processo de seleção em algo divertido tanto para a empresa, quanto para o candidato. ;)