Como exercitar a criatividade?

em Dicas e novidades.

Você ainda acha que nasceu desprovido de criatividade, que suas ideias não são boas o suficiente e que só consegue fazer mais do mesmo? Temos uma boa notícia: isso é mentira. Todos somos criativos e a ciência comprova esse fato.

Em 1.968 o cientista George Land realizou um teste de criatividade com 1.600 crianças, avaliadas em diferentes idades. O experimento, concebido inicialmente pela NASA, para que pudesse recrutar profissionais mais inovadores, chegou ao seguinte resultado:

  • 98% das crianças de 5 anos passaram no teste;
  • 30% das crianças de 10 anos passaram no teste;
  • 12% de adolescentes de 15 anos passaram no teste.

Ou seja, quando nascemos somos todos criativos, mas a tendência é que essa criatividade diminua com o passar dos anos. O que fazer nesse caso? Exercitar seu cérebro para que as boas ideias fluam.

Primeiro, separe alguns minutos de seu dia para criar uma pequena narrativa.

Comece com duas palavras, depois, aumente para três. O neurocientista Paul Howard Jones, em uma experiência, pediu para que algumas pessoas criassem uma história combinando palavras que tinham relação, como: “escova”, “dentes” e “brilhar”.

Depois, pediu para que os participantes criassem outra narrativa, mas dessa vez, com as palavras: “vaca”, “zip” e “estrela”. Ele constatou que as histórias com palavras aleatórias eram mais criativas do que as histórias com as palavras que tinham relação.

No começo pode parecer difícil, mas não é. Escolha duas palavras que não tenham conexão e pense em perguntas que possam lhe orientar na construção da narrativa.

O que são? Quem são? Onde moram? O que fazem? O que comem?

Como é o lugar em que estão? Está frio? Está quente?

Como se conheceram? Como estão reagindo?

Depois que já tiver criado um cenário para essa história, desafie-se a criar mais outros três, mais outros quatro, cinco, seis… Deixe fluir e não tenha medo do desenrolar de suas ideias.

Viu como é fácil? Você só precisa escolher duas palavras que não tenham relação e usá-las para escrever pequenas histórias diferentes. É importante que você as crie em um tempo específico – 15, 20 minutos é o indicado -, já que assim estimula a criatividade para situações em que está sob pressão.

Esse é apenas um, de muitos exercícios que podem aflorar sua criatividade. Música, filmes e livros também são ótimos estimulantes. Para que você consiga desenvolver ainda mais a sua imaginação, listamos três publicações que trazem ótimas dicas sobre o tema!

// Criatividade S.A.

Edwin Catmull – Editora Rocco, 320 páginas

Se você gosta dos filmes da Pixar e da história da empresa, deve ler esse livro. Em Criatividade S.A. Ed Catmull conta a história da empresa, o que está por trás da criação de Toy Story e outras animações, a relação com Steve Jobs e muito mais. O livro é gostoso de ler, traz muitas informações relevantes e dicas para quem deseja ser mais criativo.

 

// Grande Magia – Vida criativa sem medo

Elizabeth Gilbert – Editora Objetiva, 192 páginas

Esse livro não tem nada a ver com Comer, Rezar, Amar – também da autora Elizabeth Gilbert. Grande Magia traz histórias pessoais da escritora, de seus amigos e de pessoas que a inspiram. A leitura é rápida e os insights surgem a cada capítulo. Gilbert aborda uma visão diferente da criatividade e fará você embarcar nessa viagem junto com ela. Quer ficar mais inspirado? Leia!

 

// Roube como um Artista – 10 dicas sobre criatividade

Austin Kleon – Editora Rocco, 160 páginas

Quando eu li sobre esse livro, não dei a ele o crédito que merece. Roube como um Artista mostra como pequenas coisas do dia a dia podem nos inspirar e nos tornar mais criativos. Você não precisa ter uma ideia original. Você pode misturar várias ideias geniais, de pessoas que você tanto admira e, enfim, ter a sua própria. Ter um bom repertório, um background de livros, filmes, música, teatro, conversas, facilita os insights.

 

 

Depois dessas dicas ficou muito mais fácil colocar o cérebro para trabalhar e ser mais criativo, não é mesmo? Se você tiver mais dicas e mais sugestões de livros para estimular a criatividade, comente! Traga-nos insights para as próximas postagens do blog! ;)