Vilões da internet: Spam

em Internet.

SPAM é um termo que surgiu em Monty Python, série dos anos 1970. A história é: um cliente quer fazer um pedido em uma lanchonete, onde todos os itens do cardápio tem Spam – que é um tipo de carne enlatada.

O cliente pede que o Spam não seja adicionado ao seu pedido, mas a garçonete não lhe dá ouvidos, continua a oferecer Spam e o cliente a negar. Isso se repete incessantemente, e em certo momento um grupo vikings (Oi?!) que está na mesa ao lado começa a cantar Spam, Spam, Spam, Spam, Spammity Spam, Wonderful Spam., repetindo cada vez mais alto e atrapalhando todas as outras conversas, inclusive os pedidos! Loucamente irritante, não?

Trazendo essa cena para a realidade, basicamente isso é o Spam: uma comunicação que você não deseja e continua a receber. Polui sua caixa de e-mail, sua lista de mensagens SMS e às vezes até mensagem instantânea. Spam não são apenas anúncios comerciais: toda comunicação que não vem do seu círculo social e que você não solicitou é SPAM.

O maior problema do Spam é que ele ofusca os e-mails que realmente são importantes. Estima-se que uma pessoa receba mais de 20 mensagens indesejadas em relação ao número de mensagens que realmente eram importantes para ela. Algumas vezes, na tentativa de se livrar de forma rápida dessas mensagens, outras são ignoradas ou excluídas.

Outro grande problema é que spam é muito usado na tentativa de roubo de dados por meio de phishing – saiba mais neste artigo.

Os provedores de e-mail estão de olho nesses problemas e trabalham constantemente na evolução de filtros Anti-Spam que separem seus e-mails do lixo eletrônico e mesmo assim, ainda é enorme o tempo que se perde limpando mensagens indesejadas.

Nós da Locaweb separamos algumas opções de ações que você também pode tomar para denunciar e diminuir essa má prática:

  • Não compartilhe seu e-mail abertamente em redes sociais, se for compartilhá-lo, faça de modo privado;
  • Nunca responda mensagens de remetentes que não conhece, nem mesmo para pedir que parem de lhe enviar e-mail – porque você não estará respondendo a uma pessoa e, sim, para um sistema que vai usar sua resposta para validar que sua conta de e-mail está ativa e pode usar sua resposta para coletar mais informações sobre você;
  • Sempre que possível, denuncie o spammer marcando a mensagem como spam ou  tentativa de Phishing e bloqueie o remetente no seu provedor de e-mail, que se encarregará de fazer o restante
  • Call the Police! existe um serviço online gratuito chamado SpamCop onde você pode denunciar os spammers. A galera do SpamCop irá tomar algumas ações, entre elas, denunciar os dados do spam aos ISPs – Provedores de Internet que irão bloqueá-los.

Você também pode gostar