De acordo com um estudo feito pelo Ecommerce Brasil, em 2019 o comércio eletrônico obteve um crescimento de 12%, e o Brasil se consolidou como o país com o maior faturamento na América Latina para vendas online. Tantas oportunidades aumentaram ainda mais o potencial de novos consumidores que representaram um crescimento de 7% em e-commerces. 

Com um panorama cada vez mais favorável ao empreendedorismo digital, novos modelos de negócios passaram a surgir no mercado, oferecendo diversas facilidades para quem quer investir pouco e empreender na internet. O drop shipping se tornou uma dessas alternativas, pois permite que os lojistas sejam um intermediário entre o fornecedor e o cliente. 

Quer saber como o drop shipping funciona e quais são suas vantagens? Então continue a leitura e conheça o passo a passo do processo!

Como funciona um e-commerce drop shipping?

Imagine a possibilidade de vender produtos sem precisar estocá-los. Pode parecer algo impossível, mas isso faz parte da realidade de muitas lojas virtuais que têm lucrado com esse modelo.

Na prática, os e-commerces que atuam com a estratégia de drop shipping possuem uma vitrine online apenas para divulgar os produtos e iniciar o processo de vendas, não assumindo a gestão de estoque, armazenamento, logística e expedição dos produtos. Dessa maneira o empreendedor se torna apenas um intermediário para divulgar os produtos em seu e-commerce (adotando todas as estratégias de vendas online), até a finalização do processo de compra e venda de mercadorias.

Quando um cliente compra um produto no modelo de e-commerce drop shipping, o fornecedor é notificado automaticamente sobre a confirmação de pagamento para iniciar a expedição do produto. O vendedor lucra a partir das vendas fechadas, atuando novamente no pós-venda, uma vez que o cliente poderá precisar de suporte caso haja devolução de produtos, por exemplo.

Dessa maneira, é possível começar a vender pela internet mesmo com pouco investimento, além de se especializar efetivamente em outras estratégias para potencializar as vendas na loja virtual.

Entretanto, o drop shipping exige uma série de cuidados que começam pela escolha dos parceiros e fornecedores, refletindo na jornada de compras do seu cliente. 

Selecionamos os principais cuidados para adotar ao iniciar o seu projeto, e um passo a passo de como colocar em prática. Confira abaixo!

Escolha o seu segmento e nicho de mercado

Essa é a primeira tarefa de quem quer se tornar um empreendedor, principalmente na internet. É cada vez maior o número de pessoas que se arriscam sem desenvolver um planejamento estratégico. Resultado: acabam se decepcionando e podem ter prejuízos irreversíveis com o negócio. 

Por isso, escolha o seu segmento de mercado, faça uma avaliação da demanda e oferta dos produtos que você quer vender, e faça um estudo de concorrentes para traçar um plano que atinja o público certo para o seu negócio. 

Na prática você precisa definir: quais produtos serão vendidos, qual o seu público-alvo, como eles se comportam na internet e pelo que estão buscando. Tudo isso vai contribuir para o sucesso do seu negócio, além de ser um importante fator para o investimento e a atuação da sua empresa nas mídias digitais.

Defina parceiros estratégicos

O modelo drop shipping requer confiabilidade: o seu fornecedor será o responsável por, efetivamente, entregar o produto ao seu cliente, e proporcionar a principal experiência: o recebimento com qualidade. 

Antes de escolher os seus parceiros, certifique-se de que a empresa é bem avaliada e se possui um histórico positivo no seu segmento. 

Existem ainda alguns cuidados importantes para se atentar antes de iniciar suas vendas, visando a operação do seu negócio e o lucro obtido: 

  • Valores adquiridos por cada venda;
  • Contato e suporte oferecido;
  • Taxas e opções de envios;
  • Qualidade dos produtos;
  • Emissões de notas fiscais e regularização do negócio; 

Lembre-se que nesse modelo o seu cliente não precisará estar à par dos processos, portanto, todas as impressões serão atribuídas diretamente ao seu negócio. Isso significa que você, como vendedor, precisa conter informações básicas e transparentes para a divulgação e contatos iniciais sobre os produtos.  

Ao adotar o drop shipping, o empreendedor estará, na prática, revendendo produtos de um a um. Se por um lado você não precisará contar com custos de produção ou estoque, estará abrindo mão de uma porcentagem das vendas, o que significa que precisará otimizar e até mesmo potencializar os investimentos para garantir lucratividade nos negócios

Aplique estratégias de marketing digital

Uma das principais tarefas para empreendedores de todos os portes, é ter um diferencial competitivo na internet. Se o modelo drop shipping está se tornando uma das suas opções, saiba que para garantir um sucesso escalável e perceptível, você precisará investir em técnicas e estratégias de marketing digital. Para criar uma loja virtual de sucesso, a primeira tarefa começa pela escolha da plataforma de e-commerce. Uma loja virtual precisa oferecer alguns recursos básicos para facilitar a navegação do usuário, automatizar os processos de venda e estoque e possibilitar mensuração de resultados em tempo real. 

Adotar o modelo drop shipping vai exigir o domínio de técnicas básicas para criar e personalizar a sua loja, ranquear nos mecanismos de busca, e garantir conversões e novas vendas. 

E mesmo se o investimento for razoavelmente baixo, preparamos um passo a passo com todas ferramentas digitais que você precisa utilizar ao começar o seu e-commerce drop shipping! 

Tirando sua ideia do papel

Sabemos que empreender pode parecer um desafio, e que independente do modelo do seu negócio, estratégias são necessárias para gerar resultados na internet. Pensando nisso, preparamos um guia para você saber na prática como colocar sua ideia no ar e quais ferramentas podem te ajudar. Vamos conferir?

Escolhendo o seu e-commerce

Quem quer vender na internet precisa estar atento à escolha da melhor plataforma de e-commerce, já que a solução deve automatizar todas as etapas de venda do produto, e ainda oferecer uma experiência positiva para a navegação do seu cliente. Para garantir esses benefícios, basta escolher uma plataforma que te ofereça custo-benefício e que reúna ferramentas complementares, tornando sua estratégia digital profissional e integrada. Dessa maneira, você otimiza os custos do projeto e garante mais credibilidade e segurança.

Outra etapa fundamental é optar por soluções que sejam intuitivas e facilitem a sua gestão, já que no dia a dia você precisará contar com recursos ágeis.

Aproveite para conhecer uma das principais plataformas de e-commerce para quem quer começar a vender na internet, clicando aqui.

Segurança em primeiro lugar

Os recursos de segurança da sua loja virtual são elementos essenciais para garantir que a experiência e os dados dos seus clientes estejam protegidos. Para isso, use um certificado de segurança SSL para criptografar os dados que trafegam no seu site, e invista em um meio de pagamento integrado para as transações financeiras do seu e-commerce. 

A segurança é um dos recursos mais importantes que você deve oferecer, principalmente porque afeta toda a experiência de compra do seu cliente, além de ser um importante componente para o ranqueamento do seu site. 

Canais de comunicação e atendimento

Comunicação é um fator essencial para gerar relacionamento entre os seus fornecedores e clientes, além de permitir uma imagem profissional da sua marca

Use um e-mail profissional como uma das ferramentas oficiais da sua empresa, garantindo a credibilidade do seu negócio. Com ele é possível personalizar com o nome da sua empresa e ainda criar caixas para outras áreas e assuntos específicos. 

Um e-mail profissional permite ainda que você faça a gestão do atendimento da sua empresa, e pode ser divulgado no seu site e em suas redes sociais – como um dos seus canais de atendimento. Outra vantagem do e-mail profissional é a segurança das suas informações e o controle do conteúdo que trafega entre seus colaboradores e fornecedores. 

Vendendo e fidelizando clientes

O email marketing é uma das ferramentas mais utilizadas para conversão em e-commerces, isso porque através dele é possível criar listas de contatos segmentadas e campanhas personalizadas para bases de contato como carrinho abandonado, por exemplo. Trata-se de uma ferramenta que pode ser integrada ao seu site ou e-commerce para envios automáticos a partir das interações que o seu cliente fizer.

Hoje em dia, muitas empresas também utilizam o email marketing como uma ferramenta de relacionamento, já que é possível enviar e-mails para um grande número de pessoas, e ainda acompanhar os clientes que mais interagem com as suas comunicações. Entre os principais recursos de um email marketing, estão:

  • Análise e segmentação de público;
  • Personalização dos e-mails (estrutura e layout, campos personalizáveis e outros);
  • Disparos programados por data e hora;
  • Integrações com as principais plataformas de e-commerce;
  • Relatórios em tempo real com taxas de cliques e aberturas; 

Para utilizar o email marketing, basta integrar ao seu e-commerce e criar uma caixa de e-mail para realizar os envios. Ofertas e promoções, réguas de relacionamento e envios de newsletter estão entre as principais estratégias adotadas com a ferramenta.

O poder das redes sociais

Muito mais do que expor o seu produto, as redes sociais são fundamentais para criar uma audiência para a sua empresa e compartilhar conteúdos relevantes para gerar engajamento com a sua marca nas redes sociais. Muito mais do que vender ou divulgar os seus produtos, as redes sociais são responsáveis por gerar até 70% a mais de tráfego entre sites e e-commerces.

Algoritmos, pagamentos, limitações para personalizar e falta de recursos estão entre os maiores vilões de quem vende apenas pelas redes sociais, sem possuir uma loja virtual. Por isso, muitas empresas estão investindo ainda mais para criar campanhas, mas correm o risco de sofrer impactos todas as vezes que algo muda ou fica fora do ar. 

Por isso, a dica é uma só: use as redes sociais para gerar conexões e interações com a sua marca, e possua uma plataforma de e-commerce para vender. Ao adicionar um novo produto ou conteúdo na sua loja virtual, crie uma publicação na timeline ou no stories, e adicione um link que leve para a sua página, permitindo aos seguidores mais engajamento com a sua marca e estimulando a navegação para o seu site.

E agora que você já sabe como funciona um drop shipping, já deve ter notado o quanto essa prática de intermediação pode facilitar o empreendedorismo digital. Na prática, o faturamento de um e-commerce drop shipping pode oferecer em média até 45% de retorno para o empreendedor.

E se você já escolheu qual modelo de negócios quer adotar, lembre-se de que sua principal missão será garantir conversões e aumentar suas vendas. Para começar a sua próxima fase no mundo dos negócios, descubra como criar uma loja virtual em 6 passos e continue lendo as principais estratégias dos e-commerces.

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário