Você toma os cuidados necessários para que os destinatários recebam seus e-mails?

Esse questionamento é de suma importância uma vez que costumamos enviar muitos e-mails por dia, nos quais seria muito ruim se fossem reconhecidos como SPAM e, assim, não seriam recebidos pelos destinatários.

O que é SPAM?

Com a era tecnológica, o mundo digital substitui em muitos o mundo físico, pois hoje em dia, não é tão comum recebermos ligações de empresas que não conhecemos e nem imaginamos como conseguiram nosso contato. Porém, uma situação parecida ocorre, no qual são os e-mails que um grupo de pessoas recebe sem terem conhecimento prévio do que se trata. Esse tipo de prática se chama SPAM.

Em alguns casos, os SPAMs podem conter conteúdos maliciosos, com vírus, aplicativos que capturam senhas, etc.

Inclusive, dependendo do conteúdo, alguns e-mails podem ser repassados automaticamente para os contatos.

Além disso, o SPAM pode impossibilitar o recebimento de demais e-mails.

Na maioria das vezes somos alvos, mas também podemos nos tornar emissores desse tipo de e-mail. Por isso, é importante aumentar a eficiência da segurança digital do seu negócio para que você não seja classificado como spammer.

Qual a diferença entre domínio e conta em SPAM?

Vale ressaltar que se um endereço de e-mail envia um SPAM, ele pode impactar o disparo de todos os e-mails atrelados ao domínio. Essa política depende do provedor de e-mail do destinatário.

O primeiro caso dá-se quando o IP do servidor de envio é bloqueado. Isso é o O domínio em SPAM.

Já a conta em SPAM é quando somente o endereço de e-mail responsável pelo envio é impactado.

Veja como enviar e-mails sem virar SPAM

É isso aí, uma das formas mais bacanas e efetivas de se comunicar com o seu cliente é por meio do envio de e-mails que sejam pertinentes e construtivos. Muitas empresas utilizam ferramentas para realizar o envio de e-mails em massa. Confira 7 dicas para garantir a entregabilidade dos seus e-mails marketing sem deixar que seu e-mail seja considerado um SPAM:

  • Não seja insistente! Envie e-mails somente para clientes que se cadastraram na lista de divulgação de sua empresa (produtos/serviços), realizado pelo telefone, pessoalmente ou pelo site da empresa;
  • Evite usar no assunto palavras como “desconto”, “grátis” e afins. O servidor (Gmail, Hotmail, etc) pode entender que se trata de um SPAM;
  • Não utilize mailing (lista de e-mail de clientes cadastrados) de terceiros;
  • Não reutilize mailings;
  • É importante respeitar as opções do cliente ao preencher o cadastramento para listas de divulgação, pois ele pode querer receber informações somente da sua empresa e/ou do produto apenas.
  • Respeite as solicitações de descadastro dos clientes.
  • Não realize o primeiro contato com o cliente por e-mail. Este envio caracteriza a prática de spam uma vez que não foi autorizado.

É importante lembrar que todo esse processo pode ser realizado de forma rápida e prática ao contratar uma ferramenta específica para e-mail marketing.

Gostou do conteúdo e quer receber mais dicas sobre marketing digital? Assine a nossa newsletter!

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário