Novo Streaming Locaweb: a evolução da transmissão online.

por em Geral Nenhum comentário

Você já pensou em fazer a transmissão online de vídeos e de áudio, mas tem medo da baixa qualidade e dos preços altos? Então está na hora de conhecer o novo Streaming Locaweb, uma nova plataforma com funcionalidades que irão revolucionar a maneira de transmitir seu conteúdo.

blog

O Streaming Locaweb tem planos para quem quer fazer a transmissão ao vivo de vídeos, como numa TV online, e para quem precisa veicular apenas áudio, como uma web rádio. Nos dois tipos de transmissão, não é preciso se preocupar com vídeos e áudios que travam e nem com a demora no carregamento.

Para começar, a transmissão se adapta à velocidade da conexão do espectador. Ou seja, se a pessoa que acessa o vídeo tem uma internet muito lenta, a qualidade do vídeo diminui automaticamente, para garantir que seja possível assisti-lo sem travamento. Além disso, como os servidores da ferramenta estão localizados no Brasil, o carregamento dos arquivos é mais rápido.

O fator mobilidade também é um ponto a se destacar. Sem nenhum custo adicional, seu conteúdo se adapta a qualquer plataforma. Em outras palavras, sua audiência conseguirá acompanhar seu conteúdo tanto de um computador como de um tablet ou celular.

Com o Streaming de Vídeo é possível criar TV online, fazer um sistema de monitoramento com câmera IPTV, transmissão de eventos e o que você imaginar! Já com o Streaming de Áudio você cria uma rádio online, igreja online, canais de música e muito mais!

A Locaweb, mais uma vez, oferece um serviço de qualidade e acessível, com planos a partir de R$ 59 por mês. Saiba mais sobre o Streaming Locaweb.

Como ganhar dinheiro usando a Revenda de Hospedagem

por em Geral Nenhum comentário

A Revenda de Hospedagem é destinada principalmente aos profissionais web que precisam hospedar muitos sites a um custo reduzido. Aliar o desenvolvimento e manutenção de sites ou aplicações ao serviço de hospedagem e e-mails é a maneira mais rentável de ganhar dinheiro usando este produto.

revenda-2

Há muitos anos, na época em que hospedagem de sites não era tão acessível quanto hoje, a revenda era uma forma dos grandes provedores de hospedagem ofertarem um produto a empresas menores atuarem como revendedores. Os revendedores compravam um conjunto grande de recursos ou um servidor dedicado e revendiam em partes menores para seus clientes hospedarem seus sites.

Hoje, muito mais populares e a preços acessíveis, as revendas de hospedagem são usadas por desenvolvedores e webdesigners hospedarem os sites e aplicações de seus clientes, pagando pouco,  tendo flexibilidade e autonomia na administração. A diferença é que atualmente todo mundo pode contratar uma hospedagem compartilhada por preços razoáveis, mas a revenda acaba tornando este custo ainda mais baixo.

O profissional web passa a ter uma oferta completa desenvolvendo o site juntamente com a hospedagem e os e-mails. Nesse modelo, é mais fácil fidelizar seus clientes que contratam tudo de uma única empresa. E o melhor é que os revendedores não precisam se preocupar com manutenção de infraestrutura e atividades ligadas à administração do servidor, poupando tempo e dinheiro que seriam usados para  isso caso usassem outro tipo de serviço.

O responsável pela infraestrutura e manutenção dos servidores são as empresas de hosting que criam os ambientes de revenda compartilhada, permitindo o barateamento do custo do servidor e cobrando menos pelo serviço. E a forma com que é definida esta infraestrutura é o principal critério de escolha do seu provedor de revenda.

A Locaweb monitora e dimensiona as máquinas de acordo com o uso de memória e processamento dos servidores, garantindo um ambiente estável e eficiente a todos. Em nossa arquitetura, mantemos o servidor de banco de dados separado da estrutura web e e-mail, para garantir mais performance como um todo.  Nessa configuração, os recursos são balanceados e evita a sobrecarga do servidor, isolando as requisições de banco que consomem bastante leitura e gravação dos sites e e-mails.

Mas nem todos os provedores trabalham desta maneira e lotam os servidores com revendedores, que por sua vez cadastram muitos clientes em suas revendas e tornam frágeis e instáveis infraestruturas convencionais, deixando o ambiente constantemente todo indisponível.

Entenda como funciona:

revenda

Recentemente entregamos melhorias em nosso ambiente juntamente com a versão 11.5 do Plesk nas plataformas Windows e Linux. Criamos planos com o maior espaço do mercado e melhor custo x benefício de recursos. E facilitamos a administração, deixando que nossos revendedores possam dividir o espaço como quiserem entre os arquivos do site e o tamanho das caixas postais.

Outra vantagem é a quantidade de caixas postais ilimitada, assim não é preciso se preocupar com quantas caixas postais serão necessárias, desde que elas caibam no espaço do plano escolhido. E não é preciso comprar um plano enorme logo de cara, basta fazer um upgrade e contratar mais recursos a medida que precisar.

O plano mais barato começa com 60GB de espaço que pode ser distribuído para o conteúdo dos sites e caixas postais e mais 50GB reservados para bases de dados tudo por R$ 49,90 e um espaço total de 110GB – mais que o dobro da concorrência e mais barato. Conheça nossos planos!

Na plataforma Linux o banco de dados é o MySQL que já vem incluso no plano. Em Windows, você pode usar além do MySQL, o SQL Server contratando bases adicionais para projetos que demandam a tecnologia da Microsoft.

Se preferir, a Locaweb também oferece o cPanel para hospedar os sites de seus clientes em plataforma Linux. Planos muito mais vantajosos que o de outras empresas e com o foco para que você não se preocupe com infraestrutura, possa crescer de maneira gradual e oferte aos seus clientes hospedagem, e-mail e banco de dados pagando muito pouco.

Quer saber a diferença entre Plesk e cPanel? Veja este post que fizemos com o comparativo.

Desenvolvedores web são desafiados pelo “S”

por em Dicas (2) comentários

Eles são profissionais responsáveis pelo planejamento, arquitetura, testagem e oferecimento de manutenção em websites e aplicações diversas em ambiente virtual. Esta profissão exige ter uma visão ampla não só do mercado, mas de como tudo opera dentro de uma organização de comandos.

CURVA DO S

Simplesmente saber de programação — camadas e códigos de HTML, CSS, SQL e outras tecnologias —, já não é mais suficiente para o desenvolvedor web do futuro. Para se dar bem na carreira é preciso estar aberto a aprender coisas novas a todo instante. Confira algumas dicas que separamos para desenvolvedores web trilharem um caminho de sucesso:

Foque em habilidades

Se você está ingressando na carreira, não adianta querer abraçar o mundo de uma vez. O nível de especialização já faz o recorte de mercado entre os profissionais, e é muito mais inteligente ser um expert em uma área específica do que ser um generalista que entende um pouquinho de cada coisa.

Empenhe tempo e dedicação em um campo em especial, com o qual você tenha mais afinidade. Se sua atuação for mais forte no front-end, domine HTML, CSS, JavaScript, jQuery, AJAX, por exemplo. Se você começar a lidar com programação mais pesada, torne-se aos poucos um perito em linguagem PHP, ASP.NET e tecnologias como ColdFusion, CGI, entre outras. Se você perceber maior demanda no seu trabalho por sistematização de bancos de dados, invista em linguagem SQL, MySQL e SQL Server, por exemplo. As competências podem — e devem — ser desenvolvidas paulatinamente.

Entenda como os outros profissionais trabalham

A autonomia é um aspecto relevante para o desenvolvedor web. Entender como os outros profissionais operam e montam seus processos de trabalho, não só para adquirir mais conhecimentos, mas também para aprender a jogar como parte de um time, é um diferencial. Sobretudo, se estiver desenvolvendo um serviço em que programadores gráficos, front-page designers e outros profissionais estiverem atuando com você. Além de apurar a relação profissional e acelerar as operações de arquitetura, haverá certamente diminuição (ou supressão) do trabalho.

Aprenda a gostar de resolver problemas

Boa parte da programação para web implica em resolver problemas de software. Esta é uma das razões que motiva um desenvolvedor web estudar, investigar e desvendar as questões ligadas ao trabalho. Nesse sentido, o profissional deve se manter atualizado, dar continuidade ao seu processo de aprendizagem e estar disposto a encarar e resolver as dificuldades enfrentadas em seu dia a dia.

O desenvolvedor web de excelência é um profissional cujo o volume de aprendizagem pode ser comparado às curvas da letra “S”. Ou seja, ele irá eventualmente variar entre a total confiança no que está sendo feito, até passar por situações em que ficará “travado” diante de certos desafios, precisando absorver novos conhecimentos para dar conta do recado.

É importante estar disposto a encarar tais obstáculos, pois situações como esta serão frequentes ao longo de sua carreira. Assim, é válido dizer que há uma curva bastante sinuosa de aprendizado durante o crescimento profissional do desenvolvedor web.

E você, está disposto a crescer na carreira aprendendo coisas novas a todo momento? Então, seja bem-vindo ao mundo do web development! Compartilhe com a gente a sua opinião sobre o assunto e fique de olho no blog!

Como otimizar seu e-mail marketing para aparelhos mobile

por em Geral Nenhum comentário

Quem trabalha com campanhas de divulgação via e-mail marketing sabe da importância dos números e estatísticas, e pode se espantar com um índice bastante significativo: segundo dados do HubSpot, 45% dos e-mails hoje são abertos em dispositivos móveis. Em 2011 esta porcentagem era apenas de 11%. Com a “era da responsividade” batendo às portas do mercado e chegando para ficar, que tal aprendermos um pouco sobre como otimizar suas campanhas de e-mail marketing para aparelhos mobile?

mkt-blog

Conheça o seu público

A regra de ouro para quaisquer manobras de comunicação online é conhecer seu público a fundo. No caso do e-mail marketing, vale então prestar um pouco mais de atenção a algumas estatísticas que a sua ferramenta fornece e que são praticamente esquecidas, como a taxa de abertura dos e-mails em dispositivos mobile, por exemplo. Vale lembrar que, se a ferramenta que utiliza não fornece esses dados, é interessantes procurar por uma que ofereça.

A partir dela pode-se inferir (com uma certa dose de aprofundamento) quais os aplicativos e aparelhos mais utilizados pelos usuários para abrir os e-mails — informações essenciais para você otimizar suas campanhas. Por exemplo, se a maioria das pessoas abrem os e-mails da sua estratégia por meio de iPhones, é possível ajustar as campanhas para esses dispositivos, respeitando tamanho e resolução das telas.

Design é tudo

Com o aprimoramento das tecnologias de conexão mobile, a velocidade deixou de ser um problema para as pessoas que usam dispositivos como tablets e smartphones para navegar e, principalmente, ver e-mails. Superada esta barreira, o design desponta como item fundamental a ser priorizado na hora de otimizar a construção de seus e-mails marketing.

O embasamento é estatístico, pois cerca 80% das pessoas que recebem campanhas deletam mensagens que não são visualmente adequadas aos seus dispositivos móveis. Para deixar o seu e-mail marketing funcional nesse aspecto, confira algumas dicas:

Fontes grandes

Não tem jeito, texto pequeno em dispositivos móveis é um convite à rejeição da mensagem. O ideal é que se use fontes em tamanho de, no mínimo, 14 pontos para texto corrido e 22 pontos para títulos. Letras maiores, além de chamar a atenção, facilita em muito a leitura.

Conteúdo direto e certeiro

Sabemos que a quantidade de informação é importante na hora de conquistar o cliente, mas no caso de e-mails marketing em dispositivos móveis, o ideal é ir direto ao ponto e ser o mais objetivo possível na mensagem.

Coluna única, sempre

Já que o espaço nas telas desses dispositivos é bem restrito, você tem que estruturar o conteúdo em uma única coluna. Além disso, esse tipo de layout facilita a leitura, que é feita majoritariamente de cima para baixo, por meio do scroll.

Botões grandes, visíveis e acessíveis

Um dos grandes dramas de quem acessa conteúdo em dispositivos de tela pequena é clicar em botões muitas vezes minúsculos, sendo o touch um agravante, uma vez que interagir por meio de toque é bem menos preciso que o clique de um mouse. Assim, use botões com no mínimo 44 pixels de largura.

Lugar mágico

A grande maioria dos aplicativos de leitura de e-mail em smartphones e tablets começa a visualização das mensagens pelo canto superior esquerdo — é lá então que você deve começar a atrair o usuário com frases chamativas, imagens e até mesmo call-to-actions.

E aí, preparado para deixar as suas campanhas com uma ótima conversão em aparelhos mobile? Comente com a gente suas ideias sobre o assunto e fique ligado em novas dicas!

Como utilizar seu banco de dados para tomar decisões mais eficientes em marketing

por em Geral (1) comentário

Um dos grandes diferenciais do marketing digital em relação às mídias offline é a facilidade em se rastrear resultados e mensurar o retorno de cada ação. Quando você utiliza serviços de Web Analytics (como o Google Analytics) ou de gestão e automação de marketing (como o Hubspot ou o RD Station), você passa a ter a capacidade de coletar e processar um grande volume de informações de marketing. Estas informações, organizadas e estruturadas adequadamente, constituem-se em uma ferramenta de grande valor para o seu departamento de marketing, sendo possível extrair também os insights necessários para tomar decisões mais acertadas.

175784044

No post de hoje separamos algumas ideias para te ajudar a extrair mais do potencial dos dados a que tem acesso para realizar estratégias de marketing mais eficazes. Confira!

Explore a performance dos canais

Vamos começar pelo básico: é essencial ter a noção exata do número de leads gerados por cada um dos seus canais de marketing. Seus clientes chegam até o seu site prioritariamente através de qual deles? Redes sociais? E-mail marketing? Campanhas de links patrocinados? Uma visão clara sobre a performance de cada canal é fundamental para calcular o ROI de cada um e também para que você possa alocar os investimentos futuros de forma mais coerente.

Por exemplo, digamos que você possua um orçamento disponível para determinado período e esteja em dúvida onde investi-lo: em campanhas de e-mail marketing ou em mídias sociais. Para decidir com propriedade, você deve saber exatamente quantos leads cada um desses canais geram em média.

Analise as leads geradas pelo seu blog

Manter um blog atualizado com conteúdo relevante é uma tarefa que consome tempo. E você não quer gastar esse tempo com conteúdo que não atraia e gere leads, certo?

Uma das principais etapas da estratégia de marketing de conteúdo é entender que tipo de conteúdo tem boa performance. Dessa forma, é essencial analisar os dados disponíveis levando em conta não apenas quantos visitantes as postagens atraem, mas especialmente quantos leads elas geram.

A obtenção desses dados muitas vezes não é tão simples. Afinal, as conversões normalmente não acontecem no blog, mas em uma landing page para o qual o post aponta. Por isso, o que você precisa é de informações sobre as páginas que estão enviando visitantes para as landing pages e com isso entender com clareza quais são as postagens mais visitadas imediatamente antes da conversão para identificar os tipos de conteúdo que são mais efetivos.

Entenda a eficiência das suas landing pages

Além de compreender quais tipos de postagens geram o maior volume de leads no seu blog, também é necessário entender com clareza quais as landing pages são mais eficientes na conversão de visitantes em leads. A partir do momento em que você identifica essas landing pages, é natural que você aponte mais links do seu blog para elas.

Uma outra ação a se considerar é a aplicação de testes A/B para essas páginas. Isso vai lhe permitir compreender quais delas necessitam de melhorias ou mesmo de uma versão completamente nova.

Segmente o seu público

Públicos diferentes reagem de maneiras diferentes a situações idênticas. Segmentar a sua audiência é uma ótima forma de compreender em que pontos as suas estratégias podem ser melhoradas.

Digamos que o seu público, de forma geral, apresente um comportamento bastante homogêneo em seu caminho de conversão. Analisando os dados de audiências segmentadas você poderá compreender o que funciona melhor para perfis de visitantes que fogem daquele padrão, e compreendendo como certos segmentos se comportam em relação ao restante do público você poderá personalizar ações voltadas especificamente a eles e ver melhorias significativas na conversão.

Utilize os dados para tomar decisões

De posse destes dados — canais que convertem mais, conteúdos mais atraentes e landing pages conversíveis — é preciso tomar ações baseadas neles.

Você pode chegar à conclusão de que um determinado canal ou página está gerando poucos leads ou conversões, o que lhe deixa duas opções: parar de investir recursos neles ou reformular suas abordagens.

É importante também compreender o comportamento dos leads gerados por diferentes canais e monitorá-los através do funil de vendas. Qual a taxa de conversão de leads em clientes e quanto tempo em média eles levam nesse processo? A resposta destas informações lhe darão pistas sobre a eficiência do seu fluxo de nutrição, que precisa ser muito consistente para maximizar a conversão.

E você,  utiliza os serviços de Web Analytics e automatização de marketing dessa mesma forma? Realiza estratégias diferentes? Compartilhe com a gente a sua opinião e experiência sobre o assunto!