Uso da API de emails transacionais da Locaweb com NodeJS

por em TecnoPapo (6) comentários

Uma boa prática em qualquer sistema, principalmente web, é lidar com o envio de emails de forma assíncrona, uma vez que o disparo síncrono de mensagens pode causar sérios problemas ao bloquear a execução da sua thread enquanto espera a resposta de um servidor, que pode estar (e passar) há muitos nós de distância na Internet. Se o volume de mensagens crescer, você pode ter um grandes problema de performance. A vantagem de usar NodeJS para o disparo de emails transacionais é que o Node é assíncrono por padrão e você não precisa se preocupar com isso, ficando livre para focar apenas no conteúdo e em quando serão enviadas as mensagens aos seus usuários.

Twitter (1)

Trata-se de uma biblioteca para facilitar o uso da API do email transacional da Locaweb. Com ela fica muito mais fácil utilizar o serviço.

Instalação

O primeiro passo é instalar a biblioteca. Para isso, use o NPM na pasta raiz do seu aplicativo:

npm i smtp-locaweb-nodejs  

Em seguida, também na pasta raiz, crie um arquivo .env com seu token de acesso a API, seguindo o modelo abaixo:

TOKEN=yourAccountToken  

O token pode ser encontrado dentro do painel do produto emhttps://smtplw.com.br/panel/settings/api.

Utilização

Após efetuar os passos acima, é hora de fazer importar o módulo em seu código fonte. Para isso, basta utilizar:

var locaweb = require('smtp-locaweb-nodejs');  

Daí em diante podemos criar um objeto email utilizando o construtor da biblioteca, definindo os atributos com os métodos na sequência:

var email = new locaweb.Email();

email.addTo('destinatario@email.com');  
email.addSubject('Um título bem legal!!!');  
email.addFrom('remetente@seudominio.com.br');  
email.addBody('O conteúdo da mensagem.');  
email.addCc('copia_opcional@email.com');  
email.addBcc('bcc_opcional@email.com');  
email.addHeaders({Conten-type: 'text/plain'});  

Para fazer a requisição a API, basta utilizar o método locaweb.sendmailpassando o objeto criado anteriormente:

locaweb.sendMail(email);  

Outra opção válida é criar um objeto previamente e utilizá-lo como argumento para gerar um novo objeto da classe Email; enviando em seguida, como no exemplo abaixo:

mensagem = {  
    to: ['destinatario1@email.com', 'destinatario2@email.com', 'destinatarioN@email.com'],
    subject: 'Um título bem legal!!!',
    from: 'remetente@seudominio.com.br',
    body: 'O conteúdo da mensagem.',
    cc: ['copia_opcional@email.com'],
}

var email = new locaweb.Email(mensagem);

locaweb.sendMail(email);  

Alguns detalhes que devem ser observados:

  1. O remetente das mensagem deve ter sido validado anteriormente dentro do painel do produto, caso contrário seria possível enviar uma mensagem em nome de qualquer endereço (e não é isso que queremos, certo? :-P).
  2. O destinatário da mensagem pode ser tanto uma “string” quanto um “array” de strings com mais de um endereço.
  3. Apenas os campos to, subject, body e from, são obrigatórios.
  4. O campo headers diz respeito aos headers que serão incluídos no email a ser disparado, não na requisição à API.
  5. As aspas duplas (") em conteúdo HTML devem ser escapadas com uma barra invertida (\). Caso contrário, o JSON enviado poderá ficar inválido.

Resposta

Caso a requisição à API seja bem sucedida, ela retornará um

201 Created  
{status: ok}

com o atributo Location no header. O Location trará a URL com o ID da mensagem enviada para que você possa fazer a consulta do status da mesma, de forma a saber se ela foi enviada, obteve “bounce”, etc. Por isso mesmo, o método locaweb.sendMail retorna esse valor, de forma que você pode utilizá-lo da maneira como quiser, salvando em uma variável ou armazenando em seu banco de dados, por exemplo.

Conclusão

Como é possível ver, espero que a biblioteca torne a vida de alguns desenvolvedores mais fácil, tornando a tarefa de enviar emails transacionais algo trivial. Eu nunca tinha feito um módulo para o NPM. Foi uma experiência bem interessante e não importa o quão simples seja o código, me apaixono mais por JavaScript e NodeJS a cada dia. O código fonte é aberto e está disponível no Github sob a licença MIT. Feedbacks e pull requests são sempre bem vindos! :-)

Para saber mais sobre a plataforma de emails transacionais da Locaweb, consulte a página do produto. Você também pode consultar a documentação para desenvolvedores no site

Transforme o LinkedIn em uma rede infalível

por em Locaweb Soluções Corporativas (2) comentários

Tudo começou em uma sala de estar. Sim, o LinkedIn, uma das redes sociais mais respeitadas na atualidade teve o “primeiro escritório” na sala de seu cofundador, Reid Hoffman, e foi lançado oficialmente em 2003. Hoje, 12 anos depois, conta com 364 milhões de usuários em mais de 200 países.

Corp

A prova real do sucesso na web? Um perfil no LinkedIn tem o mesmo peso de um currículo. Empresas em geral têm usado a rede social para procurar talentos e fazer contratações. Agora você percebe como é importante se fazer presente por lá? O problema é que muitos brasileiros não compreendem a relevância da rede e não investem em seus perfis. Criam uma conta apenas por criar, deixando de interagir com os demais usuários e de atualizar as informações profissionais.

O portal Computerworld listou quatro dicas para quem deseja ter sucesso na rede social e, por meio dela, ter a chance de trabalhar nas principais empresas do Brasil – e do mundo. Confira:

Promova seu trabalho!

Divulgue suas proezas no trabalho e ganhe destaque na rede social! Faça isso usando a seção Publicações e Projetos no LinkedIn. Depois de se logar na rede, vá em Perfil, Editar Perfil e clique em “Visualizar Mais”, abaixo de “Adicione uma seção”. Escolha o melhor espaço para promover seu projeto e complete com informações pertinentes sobre o mesmo. Seja específico e descreva a atividade da melhor forma possível.

Dê uma atenção especial para sua biografia e profissão:

Não tenha medo de falar sobre você no LinkedIn. É importante que sua profissão e as informações presentes em sua biografia estejam bem claras. Quanto mais específico você for no título e resumo, mais fácil será para que as empresas lhe encontrem e entendam suas habilidades e expertise. Seja criativo! Não se atenha apenas ao título de seu cargo. Você pode falar sobre suas funções de variadas formas, mas não escreva em terceira pessoa.

Customize a URL do seu perfil:

Ao customizar a URL de sua página no LinkedIn as chances de ser encontrado pelas organizações aumenta, já que ela estará mais “limpa” e isso facilita as buscas.
Sua URL atual aparece abaixo de sua foto e informações básicas. Para alterá-la é preciso ir em Perfil, Editar Perfil e clicar na engrenagem que aparece quando você coloca o cursor acima da atual. Depois, clique no ícone do lápis abaixo do título “URL do seu perfil público”, no topo direito da página.

* Use o seu nome na URL alterada, exatamente como ele aparece no LinkedIn. Caso ele já seja usado, tente algo mais próximo possível.

Tenha outros perfis como base:

Imagine, são mais de 364 milhões de usuários na rede social. Logo, o que não falta são perfis muito bem feitos. Não tenha medo de se inspirar em algum deles para criar o seu. Identifique o que você gostou em cada perfil avaliado e ajuste o seu.

* Quando você atualiza seu perfil regularmente, significa que você leva sua carreira a sério e isso também conta pontos.

Com as dicas do Computerworld fica mais fácil acertar no LinkedIn, não é mesmo? A Eventials, empresa do Grupo Locaweb, também publicou em seu blog um artigo sobre como se dar bem na rede social corporativa. Vale conferir.

A Locaweb tem uma página no LinkedIn. Aproveite e siga-nos por lá também:

Seu primeiro Cloud chegou!

por em Geral (4) comentários

cloud-hosting-blog (2)

O Cloud Hosting, relançado oficialmente em maio deste ano, proporciona uma transição suave para o usuário de Hospedagem que necessita de mais performance. Uma de suas principais características, portanto, é a facilidade, pois o cliente conta com todas as funções do painel de hospedagem (sem surpresa alguma \o/) com a vantagem de dimensionamento de memória, processamento e espaço em disco. Ficou fácil demais!

Além disso, os sites e aplicações contam com capacidade computacional exclusiva, de forma flexível e segura, sem compartilhar espaço ou recursos, o que garante alta performance em uma solução completa, com caixas postais e bancos de dados integrados, sites ilimitados, instalador de Aplicativo, backup diário, 50 GB de espaço em disco e 175 GB de transferência.

De acordo com Raquel Dalastti, Coordenadora de Marketing de Produtos de IaaS e PaaS da Locaweb, “O Cloud Hosting veio para tornar a experiência do primeiro Cloud ainda mais suave e, com base na liderança e expertise da Locaweb, oferecer a melhor solução de Hospedagem em Cloud no Brasil”.

Com a evolução da tecnologia e o ganho de escala, o preço foi reduzido consideravelmente: de R$ 399,00 para R$ 179,00 no plano de entrada. Isso porque o custo da memória e processamento foi reduzido até 30% e a taxa de gerenciamento foi de R$ 200,00 para R$ 29,90!

Ah, além disso o 1° ano de um novo domínio é grátis! ;)

Para saber mais sobre o Cloud Hosting, acesse www.locaweb.com.com/cloud

 

Conheça o Opinion Box

por em Geral (1) comentário

BannerBlog-Modelo2 (2)

Pensando sempre em trazer soluções diferenciadas para nossos clientes, a Locaweb acaba de lançar mais um produto de marketing online que vai revolucionar o seu negócio: Conheça o Opinion Box, a plataforma de pesquisa de mercado em que você cria o seu questionário e faz pesquisas com seus contatos ou com nosso painel de respondentes.

Não importa o tamanho do seu negócio, agora você poderá saber, de forma rápida e econômica, o que clientes e consumidores pensam sobre seu produto, seu mercado, sua marca e sua concorrência. 

Veja como é fácil fazer sua pesquisa:

Crie seu questionário: Em uma ferramenta simples e intuitiva, você insere as perguntas que quer fazer para os entrevistados.

Escolha o tipo de coleta: Você pode fazer sua pesquisa por email com seus contatos, por link ou em nosso painel com mais de 150 mil consumidores online.

Analise os resultados: Acompanhe a coleta em tempo real e analise os resultados em gráficos e tabelas de fácil visualização.

Você pode utilizar o Opinion Box gratuitamente a qualquer momento. No Plano Free, você pode fazer pesquisas com os seus contatos de graça todos os meses. Acesse aqui e saiba mais.

Social Media: não tenha medo de ser engraçado!

por em Geral (2) comentários

Tudo bem, social media… Acredite, nós entendemos suas angústias e sabemos que é preciso ter muito cuidado com o conteúdo a ser publicado nas redes sociais. Como lidamos com pessoas e sentimentos, corremos o risco de nem sempre acertar, mas é importante – por mais clichê que isso possa parecer – que tentemos sair do óbvio, sem deixar a responsabilidade e a seriedade de lado, é claro.

25-SocialMedia-Blog

Antes de mais nada, é importante que você saiba que é possível sim levar informação de qualidade para seu público usando o humor. A prova disso? A página do Facebook da Prefeitura de Curitiba, a tão amada Prefs que conquistou o Brasil e virou case nacional. ♥

Em maio deste ano o portal Mashable publicou um artigo com 4 razões para você não ter medo de ser engraçado nas redes sociais, já que existem tantos posts e vídeos virais engraçadíssimos sendo compartilhados pelo mundo afora. Confira:

O humor une as pessoas :)

Rir é contagiante e, segundo o professor de piscologia e neurociência da Universidade de Maryland Baltimore Country, nós somos capazes de rir 30 vezes mais acompanhados do que sozinhos. O artigo também traz um dado interessante: Sorrir alivia tensões e forma um senso de unidade por meio de grupos. Ou seja, quando usamos o humor para obter fãs no Facebook e seguidores no Insta ou no Twitter, ajudamos a estabelecer um senso de comunidade e estabelecer melhores conexões entre a marca e os clientes.

Desencadeia reações emocionais ;P

Já está mais do que comprovado que rir nos ajuda a aliviar o estresse e nos faz bem. Então, social media, invista no humor ao responder os comentários do seu público. Dessa forma você associa a sua marca a sentimentos positivos e interage melhor com a galera.

Sua marca será lembrada com mais facilidade ;D

Sentimentos positivos são capazes de criar memórias. Segundo uma pesquisa linkada na matéria, 42% das experiências positivas são esquecidas, enquanto 60% das negativas desaparecem. Por exemplo: é muito mais fácil se lembrar de um post legal do Facebook do que uma plublicação maçante ou um vídeo chato no YouTube. Se você faz seus seguidores se sentirem bem por meio de publicações bem-humoradas, ele se lembrará da sua marca, seja a curto ou longo prazo. Afinal, mesmo no mundo online o famoso marketing boca a boca funciona e é muito legal ouvir ou ler comentários do tipo “Legal a forma como eles respondem o pessoal nas redes, né?”. Invista!

O humor fornece insights de audiência! ;)

O diretor do laboratório de pesquisa Humor Research Lab e autor do livro Humor Code afirma que “engraçado” é algo que está entre o agradável e o grosseiro. Se algo é apenas agradável, como uma observação cotidiana, não vai ser engraçado. Se o post traz uma visão grosseira ou ofensiva sobre algum fato, ele também não será engraçado. É no meio-termo que a graça acontece. Só que é preciso ter muito bom senso e responsabilidade para chegar a “junção perfeita” e isso pode gerar algum risco. Mas ao perceber se o post foi bem ou mal você saberá se vale ou não investir nesse tipo de conteúdo.

E então, #partiu investir nesse tipo de postagem? Lembrando que para deixar o conteúdo mais engraçado, uma boa hashtag, emoticons, gifs e memes são válidos. As ideias para posts podem surgir com um pouco de dificuldade e a abordagem muitas vezes pode não ser a certa, mas as mídias digitais permitem testar e interagir rapidamente com o público, o que ajuda muito. ;)