Confira os melhores momentos da Campus Party 2015

por em Geral Nenhum comentário

Infelizmente mais uma Campus Party terminou. :(

A oitava edição do evento tech que ocorreu entre os dias 3 e 8 de fevereiro contou com 8 mil campuseiros vindos de todas as regiões do Brasil  – e de outros países -, barracas, palestras, amizade, conhecimento e, claro, zoeira. Óbvio que a Locaweb também marcou presença e é para matar a saudade do “Ôôôôôô” que criamos um post com tudo o que aconteceu de mais legal por lá. Vem ver!

blog-localocaloca

Palestras

Palestras legais não faltaram na Campus Party 2015. Um dos destaques deste ano ficou com a apresentação de Paul Zaloom, do saudoso Mundo de Beakman. Paul agitou muito os campuseiros. Contou um pouco sobre a carreira e, também, fez experiências como no programa de TV.

Palestra _ o mundo de beakman

Um pau de selfie, músicas legais, slides com texto e nem mais uma palavra. Foi assim que Dado Schneider conquistou a atenção do público no evento. Sua palestra “muda” mostrou para muitos jovens que as transformações em uma sociedade podem ser positivas, dependendo do modo como são percebidas.

Outro brasileiro que também teve destaque na CP foi o neurocientista Miguel Nicolelis. Ele contou um pouco sobre a experiência que teve ao desenvolver o exoesqueleto e disse que macacos adoram jogar videogame, principalmente quando ganham recompensas no fim do jogo.

Chris Anderson, autor do The Long Tail, também fez uma boa apresentação e encorajou o público com suas frases e ideias sobre empreendedorismo. Não é à toa que ele é conhecido como o “Guru da tecnologia”. Lembrando que todas as palestras estão disponíveis no site do evento. Se você não conseguiu ir, ao menos pode assistir. ;)

Palestra _ Chris Anderson

Os PCs sempre dão show na Campus e, desta vez, não foi diferente. Tinha um mais irado do que o outro! As máquinas personalizadas esbanjaram criatividade. Tinha até uma espécie de dog robô, um inspirado no Homem de Ferro, outro no Thor, até Minion! – só não tinha banana… ¬¬’

Screen Shot 2015-02-13 at 5.30.22 PM

PC_ Thor

Locaweb na CP

A Locaweb não poderia ficar de fora da CP e, para animar os campuseios, montou uma casa de vidro cheia de mordomia. Cama confortável, comida das boas, um frigobar cheio, videogame, ar-condicionado, decoração pra lá de cool e, de quebra, a convivência com o humorista Murilo Gun. Com a ação #MeHospedaLocaweb os campuseiros tiveram que postar fotos mostrando o que era dormir mal. E, gente, criatividade não faltou. As fotos ficaram hilárias!

Screen Shot 2015-02-13 at 5.39.56 PM Screen Shot 2015-02-13 at 5.40.04 PM

A nossa casa recebeu vários convidados especiais: André Noel, do Vida de Programador, Martha Gabriel, Rafinha Bastos, Marcel Belly, ex Prefs de Curitiba, Diogo Portugal, Marcos Castro e, os Irmãos Piologo, do Mundo Canibal! *-*

Screen Shot 2015-02-13 at 5.31.12 PM

Casa de Vidro _ Irmãos piologo

Precisamos falar que rolou um climinha entre o Marcel e o Murilo…Se eles foram ou não para o edredom não se sabe, mas temos tudo documentado. :P

Screen Shot 2015-02-13 at 4.59.45 PM

Em parceria com a Uatt? também vimos muitos campuseiros espalhando coisas boas e ajudando quem precisava. A galera realmente fez o bem, teve atitudes muito legais e foi recompensada! Também não podemos esquecer o pau de selfie. Sim, tivemos o maior pau – de selfie – da Campus Party!

Screen Shot 2015-02-13 at 4.58.48 PM

Os campuseiros fritaram os miolos, ou melhor, ideias com a Locaweb. No Fritada de Ideias foram apresentadas muitas propostas legais e o dono da melhor ideia teve o feedback da galera e ganhou um tablet HP. Nossas hashtags também valeram Doritos e a cada 500 eram distribuídos 1 mil Doritos pela CP Brasil. o/

5

Assista ao vídeo e confira a zoeira que fizemos por lá:

Queremos agradecer todos os campuseiros que se divertiram com a Locaweb na Campus Party e nossos parceiros que contribuíram para o sucesso de nossas ações. E que venha a próxima! o/ Ôôôôôô!

Bitbot: um robô que te informa o valor do Bitcoin via Twitter

por em Campus Party,Cloud,Jelastic Nenhum comentário

O Desafio

Quando você está aprendendo alguma linguagem nova ou utilizando um novo serviço, nada melhor do que criar um projeto para ver como as coisas se comportam em situações reais, não é mesmo?

Comigo não é diferente e por isso mesmo resolvi criar um pequeno projeto para conhecer o Jelastic mais a fundo e ver quais dúvidas surgiam durante o processo de desenvolvimento e deploy em produção.

De quebra eu queria que ele tivesse alguma relação com Bitcoin. Por quê? Simplesmente porque sou entusiasta da moeda digital e ainda não havia tido a oportunidade fazer alguma coisa que envolvesse o tema. Além disso, não sei como são vocês, mas eu me desmotivo facilmente quando descubro que alguém já fez algo que estava pensando em fazer. Quando tive a ideia e percebi que ninguém havia tentado isso antes, fiquei animado, pois poderia atingir todos os objetivos com os quais eu me propunha:

-> conhecer melhor o Jelastic;

-> envolver Bitcoin;

-> treinar meu Ruby.

Foi assim que surgiu o Bitbot, um robo de Twitter para obter cotações de Bitcoin em tempo real. Pelo fato de todas as contas de Twitter com nomes legais já estarem registradas, acabamos usando o nome (não tão bacana…) de Bitconversions. Pelo menos é curto e passa diretamente a ideia… Você pode acessar a conta de Twitter do robô em https://twitter.com/bitconversions

Perfil do @bitconversions no Twitter

Funcionamento e uso do robô

A ideia era simples: para obter o valor de uma determinada quantia de bitcoins em uma determinada moeda, bastaria enviar um tuite mensionando @bitconversions com a quantia de bitcoins e a hashtag com o código internacional da moeda (ISO 4217) em que se deseja a cotação conforme o exemplo abaixo:

@bitconversions 1.533 #BRL

Neste exemplo, o bitbot nos responderá com o resultado da conversão de 1.533 bitcoins em reais (BRL é o código ISO 4217 para o Real). Na verdade, trata-se de um exemplo do mínimo nessessário para que o robô responda. Através do uso de expressões regulares, reconhecemos se o twitter possui esses três elementos necessários. Contudo, é possível enviar uma pergunta em qualquer idioma:

@bitconversions quanto é 1.533 bitcoins em #BRL?

A resposta, no entanto, virá sempre em inglês:

É possível enviar os valores usando tanto vírgula ou ponto como separador decimal. A hashtag com o código também pode estar em mínúsculo (#brl) apesar do padrão ISO exigir letras maiúsculas.

Os Componentes

- API do Twitter

O robô utiliza a API de streaming do Twitter, para obter as menções enviadas para ele em tempo real. Ao contrário da API REST, esta parece permitir que você abra uma conexão websockets com o servidor do Twitter, de forma que eles possam redirecionar a timeline do usuário para o programa que você está desenvolvendo. Trata-se de uma abordagem inteligente que facilita o desenvolvimento, pois desta forma é possível consumir a API como um cliente. Outras abordagens, como a do Instagram, forçam você a praticamente contruir uma outra API para poder consumir dados em tempo real.

- API do BitcoinAverage

Para que a ideia funcionasse, era preciso obter as cotações de Bitcoin de algum lugar. A solução foi a utilizar a API do BitcoinAverage. O propósito do BitcoinAverage é muito simples: ele consolida dados de diversas exchanges pelo mundo, exibindo um valor médio que leva em conta a ponderação do volume negociado por cada um deles. Como uma moeda internacional, nada melhor do que uma cotação internacional. Isso dificulta muito a formação de cartéis e distorções artificiais de preço. Apesar disso, é possível obter uma cotação que leva em conta apenas o preço negociado em um determinado país. No meu caso, optei não utilizar essa opção, já que havia apenas um exchange brasileiro sendo computado.

A API do BitcoinAverage é outro exemplo de uma API bem feita: simples, intuitiva e funcional. Além do enorme trabalho que ela realiza no backend, consolidando cotações do mundo inteiro, ela fornece um recurso importante que é a conversão de valores para diversas moedas. De início, pensei que precisaria utilizar uma terceira API para converter as cotações em uma determinada moeda (talvez dólar) para todas as outras. Contudo, isso não foi necessário e o resultado saiu “melhor do que a encomenda”.

- Ruby

Como foi dito anteriormente, o programa foi todo escrito em Ruby. Felizmente, já existem bibliotecas para facilitar a autenticação com o OAUTH e o uso da API de streaming do Twitter, o que facilita bastante o trabalho.

Pelo fato de se tratar de um streaming de dados, que chegam um após o outro, não era possível programar de forma síncrona, esperando que cada pedido fosse resolvido para somente em seguida, desbloquear o próximo caso. Desta forma, corríamos o risco de perder algum dado no meio do caminho. Por conta disso, foi utilizada a EventMachine para programar de forma assíncrona com Ruby.

Por último, utilizamos o Rack apenas para criar uma interface web simples que nos permitisse visualizar de maneira fácil, o número de conversões efetuadas.

- Redis

No começo de tudo, pensei em não utilizar base de dados alguma e armazenar tudo em memória. Como desejava que as cotações fossem atualizadas, não haveria a necessidade de guardar nada em banco de dados, sendo que a API do BitcoinAverage atualiza os dados a cada 10 segundos. Mas a necessidade de trabalhar com múltiplas threads fez com que alguns valores não estivessem acessíveis por elas, especialmente o número de conversões que era atualizado dentro de cada thread que era iniciada pelo callback da EventMachine.

O Redis foi a solução encontrada para armazenar os valores das cotações em memória de forma que todas as threads acessassem os mesmos valores: cotações, número de conversões e timestamp.

O Resultado

A ideia inicial era fazer algo simples, mas durante o caminho surgiram alguns desafios. O primeiro deles foi justamente programar assincronamente. Quando palestro, sempre digo que apesar de “performático” esse paradigma de programação representa uma dificuldade a mais no desenvolvimento, uma vez que “nosso cérebro pensa sincronamente” em instruções que são executadas uma após a outra.

Além disso, como a EventMachine abre uma nova thread a cada callback, além daquelas que já trabalhamos no código, me deparei com resultados que não acessavam a mesma variável, exibindo valores diferentes daqueles esperados e com o encerramento súbito do programa, que morria sem emitir erro algum. Descobrir o que causava isso foi talvez tenha tomado mais tempo.

Lições aprendidas

Foi muito bom colocar esse projeto em prática, pois desta forma pude conhecer o Jelastic mais a fundo. Ok, esse é o blog da Locaweb, mas posso dizer que se trata realmente de uma plataforma bastante flexível e poderosa.

Hoje, o programa roda gastando aproximadamente 29 reais por mês, utilizando apenas 2 cloudlets: 1 para a aplicação e outro para o Redis. Ou seja, menos de 200Mhz de processamento e 128Mb de memória, podendo escalar esses recursos sempre que necessário.

Outro aprendizado interessante é que o Jelastic redireciona a saída padrão (STDOUT) para o arquivo errors.log do Nginx, de forma que você possa ver qualquer print que tenha feito em seu programa com, por exemplo, o puts foo, no caso do Ruby. Faz sentido, pois qualquer erro normalmente é enviado para essa saída.

Outra feature legal é a integração com o Git de forma que a aplicação é atualizada automaticamente, sempre que o repositório onde o código fonte está hospedado é atualizado. Falando nisso, você pode acessar o código fonte do Bitbot no Github: https://github.com/kemelzaidan/bitcoinconversions

10 dicas de ouro para vender serviços na web

por em Geral (3) comentários

Quer saber como alavancar sua empresa de serviços no mundo digital?

Ao navegar na internet o público busca por informações relevantes, que tenham credibilidade. Sejam elas em imagem, texto ou vídeo, se alguém está à procura de determinado dado e o encontra em uma publicação feita por sua empresa, a chance de que esta pessoa continue buscando por mais referências dentro de sua página aumenta. Consequentemente, sua marca será mais conhecida.

10-dicas-de-ouro

Um post bem redigido dentro de um blog, um bate-papo que tire as dúvidas de um consumidor em tempo real e outras ferramentas que levem boas experiências para o usuário são exemplos de como o marketing de conteúdo pode influenciar positivamente na venda de serviços. Confira outras formas de alcançar seu público e conquistar mais clientes:

1 – Crie conteúdos relevantes

Comece um blog empresarial e compartilhe conhecimento. Não fale somente de seus produtos. Leve conteúdo extra, que tenha a ver com sua área de atuação e divulgue seus cases de sucesso e curiosidades sobre o segmento.

2 – Customize seu site ou blog

A Locaweb possui soluções para a customização de sites e blogs. A partir delas é possível escolher temas e personalizar o layout, além de registrar seu domínio. Um template bem construído faz muita diferença! Portanto, pense bem nas cores antes de montá-lo.

3 – Indexe seu conteúdo

Para que as informações apareçam em uma pesquisa no Google, ferramentas como o Orago são importantes. Com ela, é possível se destacar nos mecanismos de busca e melhorar a popularidade nas redes sociais.

4 – Anuncie no Google

O Google AdWords otimiza pesquisas e também gera tráfego para seu site/blog a partir de anúncios associados a palavras-chave. Invista!

5 – Faça webinars

Em vídeos, mostre um pouco do dia a dia de sua empresa. Isso humaniza sua marca e a deixa mais real, levando o público a se identificar mais com ela. Dicas sobre a área em que você atua, bate-papos e palestras com assuntos relevantes para o seu segmento podem servir como pauta. A Eventials é uma ferramenta que permite criar webinars com praticidade. Nela você pode fazer seu vídeo usando apenas uma câmera, um microfone e a conexão com internet. Lá também é possível capturar dados, como o e-mail de quem assistiu.

6 – Compartilhe seus eventos

Uma vez que você transmitiu ao vivo um evento promovido por sua empresa, compartilhe-o também com quem não pode acompanhar naquele momento. Disponibilize o conteúdo de uma maneira fácil e prática para o público, que pode gerar mais interação nas redes sociais, por exemplo.

7 – Divulgue e realize promoções

Usar e-mail marketing é muito importante para divulgar o conteúdo publicado em seu site e nas redes sociais. Por meio dele é possível criar uma Newsletter para informar seu público; divulgar promoções; dar descontos e ter um relacionamento mais forte com seus clientes. O Email Marketing Locaweb é uma dica de ferramenta que você pode usar em sua empresa.

8 – Disponibilize um canal de comunicação em tempo real

Surpreenda seus clientes com um atendimento personalizado e inteligente. Disponibilize um chat online em seu site para que ele possa tirar dúvidas em tempo real. Com o Zopim, por exemplo, você consegue saber em qual página do seu site seu consumidor está navegando. Ele também é compatível com iOS e Android.

9 – Gerencie o relacionamento com seus clientes

Use um SAC online e estreite o relacionamento com o seu público. Usando o WebDesk é possível gerenciar e atender clientes pela web de uma forma fácil, sem a instalação de softwares.

10 – Monitore seus concorrentes

Com ferramentas como o Promop é possível descobrir se o seu produto está mais barato ou mais caro do que o concorrente e perceber quais são os produtos exclusivos vendidos por sua empresa.

E então, gostou das nossas dicas? Coloque-as em prática ao vender os seus serviços no mundo online. ;)

#MeHospedaLocaweb: Durma na casa mais confortável da CP!

por em Campus Party Nenhum comentário

Durma no lugar mais confortável de toda Campus Party! Participe do: #MeHospedaLocaweb

banner1

Para este ano preparamos uma puta de uma Casa de Vidro no meio da Campus Party 2015! E vamos confinar o Murilo Gun por lá. O humorista e palestrante irá agitar a casa, e um campuseiro por noite será escolhido para dormir por lá também. Ao todo serão 4 campuseiros sortudos que terão este conforto todo, por uma noite.

O que você vai encontrar na casa? Camas confortáveis,  ar condicionado, video game, jogos que não acabam mais, almoço e janta delícia por nossa conta e um frigobar cheinho, fora os presentes e mimos que todo mundo merece! Afinal, nós hospedamos melhor! ;)

Quer esta mordomia por uma noite?

foguete-01  Faça uma foto mostrando o que é dormir mal na Campus Party;

foguete-01  
Publique a foto no Instagram ou Twitter, utilizando as hashtags:
#MeHospedaLocaweb #LocawebNaCP #CPBr8

foguete-01  As melhores fotos serão mostradas no telão da Casa da Vidro da Locaweb,
onde o Murilo Gun escolherá a foto mais criativa;

foguete-01  O ganhador será anunciado na hora, e será divulgado no Twitter e Instagram;


Se ligue nos horários:

foguete-01  O primeiro ganhador que ficará na primeira noite na casa, (no dia 03) a foto será escolhida às 21h desta terça, na área aberta da Casa de Vidro da Locaweb;

foguete-01  Nos demais dias, as fotos serão escolhidas às 14h na área aberta da Casa de Vidro da Locaweb;


Para participar:

foguete-01 Ação válida do dia 03 ao dia 06 de fevereiro;

foguete-01 O participante deverá estar presente na Campus Party 2015;

foguete-01 Participarão da ação, os campuseiros que tiverem seus perfis desbloqueados para avaliação da foto;

foguete-01 A entrada do hóspede será permitida logo após o anúncio do ganhador. E o checkout será todo o dia seguinte às 14h;

foguete-01 A casa é fechada, sem permissão de entrada de demais campuseiros;

foguete-01O Campuseiro poderá levar um amigo durante o dia, para jogar vídeo game;

foguete-01 Se após divulgação do ganhador, o mesmo não comparecer na casa dentro de 1h, será escolhida a segunda melhor foto.

#EspalhandoCoisasBoasNaCP: Participe e ganhe presentes lindos da Uatt?!

por em Campus Party (1) comentário

banner4

A Locaweb e a loja de presentes criativos, Uatt?, se juntaram para espalhar coisas boas pela Campus Party 2015! De quarta (dia 04)  a sábado (dia 07) vamos presentear dois campuseiros por dia, com diversos produtos da Uatt?.


Para participar é fácil:

foguete-01 Faça uma foto, fazendo o bem!
(Seja distribuindo um abraço, um chocolate, o que sua bondade e criatividade permitir!)

foguete-01 Publique a foto no Instagram ou Twitter, utilizando as hashtags:
#EspalhandoCoisasBoasNaCP #LocawebNaCP #CPBr8

foguete-01 As duas fotos melhores fotos do dia serão escolhidas pela equipe da Locaweb e da Uatt?;

foguete-01 Os ganhadores serão divulgados no Twitter e Instagram da Locaweb às 19h30 de cada dia;

Confira os KITS da Uatt que você pode ganhar:

 

kits-01

01
kits-02
02(1)

kits-03

03
kits-04
04

Para participar:

foguete-01 Ação válida do dia 04 ao dia 07 de fevereiro;

foguete-01 O participante deverá estar presente na Campus Party 2015;

foguete-01 Participarão da ação, os campuseiros que tiverem seus perfis desbloqueados para avaliação da foto;

E aí?! O que está esperando para espalhar coisas boas pela Campus? <3