E-commerce mobile: já para a palma da mão dos clientes!

em E-commerce.

O crescimento do número de smartphones e tablets nos últimos anos fez com que as lojas virtuais começassem a se preocupar com um tipo de cliente um pouco mais exigente: aquele que compra através de dispositivos móveis.

477565961

No Brasil, o número de celulares já ultrapassou o número de habitantes e é muito provável que o mesmo aconteça com smartphones em menos de cinco anos. Na prática, isso significa que empreendedores que não derem atenção a essa demanda ficarão para trás da concorrência. Ainda assim há muitas lojas que não possuem uma estratégia de venda propriamente para dispositivos móveis, deixando de conquistar novos clientes e prejudicando a experiência de compra.

Entender a importância de disponibilizar a versão online de uma loja na palma da mão dos clientes é fundamental para a sobrevivência do negócio. Dessa forma, os três tópicos a seguir explicam porque um negócio virtual não pode ficar de fora do mundo mobile.

Primeira experiência

Atualmente é comum que o primeiro contato de um novo cliente com a uma loja seja através de um dispositivo móvel. Isso acontece por vários fatores: nos comunicamos muito mais através de smartphones, buscamos produtos através de smartphones e consumimos conteúdo através de smartphones. Ou seja, as chances de alguém comprar através de um celular é muito grande.

Dificultar a primeira experiência do cliente com o seu negócio, ao não oferecer uma loja virtual responsiva, prejudica a imagem do negócio e as taxas de conversão. Mesmo que as vendas ainda não justifiquem em números o investimento, o futuro é muito claro: as compras via smartphones só crescerão.

Compras via smartphones

Comprar através de um smartphone era algo impensável até poucos anos atrás. Hoje acontece exatamente o contrário: além de comum, causa surpresa lojas que não estão preparadas para isso.

No Brasil, mesmo com a internet lenta, as compras via smartphone não param de crescer e podem representar cerca de 20% do faturamento de uma loja virtual, em especial aquelas de produtos femininos e vestuário. Em geral, essas vendas se concentram mais em tablets do que smartphones, mas o número de clientes que utilizam as telas menores para comprar continua crescendo.

Oferecer uma loja totalmente responsiva certamente trará novas vendas. Isso significa que não apenas o layout precisa ser trabalhado, mas todo o suporte oferecido na versão de desktop deve ser adaptado ao mobile, do atendimento ao cliente ao tempo de carregamento das páginas. Tudo criado deve ser pensando no aumento das conversões.

Relacionamento com o cliente e marketing

Por fim, o e-commerce mobile também se transforma num canal de relacionamento e marketing com clientes. É difícil calcular o número de clientes que acessam uma loja através de um dispositivo móvel para depois comprar via desktop. Na prática isso significa que é possível perder clientes da versão normal por não apresentar os mesmos produtos no mobile.

Relacionado a isso também está a dificuldade dos clientes em tirar dúvidas sobre produtos, preços, condições de pagamento e entrega. Ou seja, se ele estiver num dispositivo móvel e ainda assim não conseguir contato, é provável que busque solução em outra loja.

Entregar uma experiência mobile completa é dever de todo e-commerce para não perder clientes e mercado. Entender isso é obrigação de todo empreendedor.