Fazer a precificação de produtos não é uma tarefa fácil. Afinal, será que está condizente com o que está sendo oferecido? Os clientes acharão muito caro? Será que você terá procura suficiente para gerar renda no fim do mês? Os lucros irão contemplar seus investimentos?

Sim, são muitos questionamentos. Sabendo disso, vamos te ensinar quais são as formas para precificar serviços e produtos, obtendo lucros sem medo de oferecer seu preço. Confira!  

 

Como fazer a precificação de produtos e serviços?

 

Muitos desenvolvedores — principalmente os que acabaram de ingressar no mercado —, não sabem como fazer a precificação de produtos e serviços do seu portfólio.  

Para fazer a precificação é necessário levar muitos fatores em consideração, como os custos do mercado, os valores das soluções digitais envolvidas e quanto será o investimento do desenvolvedor para manter os serviços.

Muitas soluções digitais podem ser cobradas em dólar e possuírem taxas de cobrança, o que poderá influenciar no seu valor.

Além disso, é preciso analisar os preços da concorrência e levar em conta as formas de cobrança que serão aplicadas para o seu faturamento.

Lembre-se de deixar claro para os clientes os valores dos serviços fixos e adicionais, como desenvolvimento, manutenção e gestão, por exemplo.

 

Como receber pelos serviços?

 

Um desenvolvedor, além de realizar os serviços e definir os preços de seu trabalho, precisa especificar aos seus clientes as formas de cobrança e pagamento. 

Há três maneiras que podem ser aceitas que, inclusive, ajudam a definir a precificação de seu trabalho:

  • pagamento por serviço: aqui o valor do produto/serviço é fixo e definido antes do início do projeto. Ou seja, o orçamento é passado para o cliente sem necessidade de calcular as horas que serão gastas, por exemplo;
  • pagamento por horas trabalhadas: geralmente, o valor é definido de acordo com as horas trabalhadas, tendo os custos e despesas de acordo com as demandas;
  • pagamento recorrente: a cobrança pelo projeto é feita periodicamente. Neste caso, você pode cobrar pelo uso das plataformas cobrança mensal pela hospedagem, por exemplo , ou oferecer serviços fixos para aplicar o recebimento recorrente. 

 

Gostou do artigo? Confira mais dicas como essa no blog da Locaweb!

 

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário

Evento 100% grátis e online -1 Dias 3 Horas 15 Minutos 4 Segundos
INSCREVA-SE!