Se você desenvolve ou ainda está pensando em ingressar no segmento, deve ter em mente que o cartão de visitas de um dev é o seu portfólio. E para garantir oportunidades no mercado de desenvolvimento, é necessário dominar dois pilares: técnico e estratégico

Isso porque no dia a dia, o seu conhecimento técnico será o grande responsável pelas suas aplicações, mas é necessário aliar estratégias de marketing (pessoal e profissional) para se destacar com clientes, empresas e construir um posicionamento no mercado. 

E se você já sabe o quão importante é criar um portfólio de desenvolvedor, chegou a hora de  de conhecer as suas próximas tarefas para criar (ou aprimorar) o seu portfólio. Veja a seguir!

Por onde começar

Existem muitos desenvolvedores que possuem uma jornada dupla, ou seja, trabalham em empresas e atuam como freelancers. Há também alguns profissionais que se dedicam a uma dessas modalidades.

Seja qual for o seu cenário, o primeiro item a se observar é a sua própria administração de tempo e autogerenciamento. Antes de se preocupar em como construir um portfólio, lembre-se que a sua exposição pode aumentar e consequentemente novas demandas podem surgir. Por isso, certifique-se de que este é o melhor momento para alavancar a sua ideia. 

E se você chegou até aqui, chegou a hora de conhecer suas próximas tarefas. Confira!

Onde você deve estar presente 

Muitos desenvolvedores ainda não utilizam as redes sociais como ferramenta de trabalho. Isso pode significar um alcance muito menor, já que cada vez mais as plataformas e redes sociais estão viabilizando pesquisas e contatos cada vez mais profissionais.

Imagine que um cliente pode utilizar o LinkedIn ou Twitter para encontrar pessoas que dominam determinados assuntos. Isso é mais comum do que parece e aqueles que mais se destacam são os profissionais que possuem perfis atualizados e com novos conteúdos.

Caso você não tenha perfil ativo nas redes sociais comece escolhendo em quais plataformas você vai atuar:

  • LinkedIn: possui abordagem mais profissional, mas um alcance cada vez mais qualificado para se conectar a profissionais, clientes e empresas. Adicione na sua rede perfis relacionados a sua área e serviços. Produza artigos com dicas e faça um resumo dos seus projetos.
  • Twitter: é uma rede social de conteúdo real time e com interações cada vez mais instantâneas. Siga e interaja com os principais perfis do seu segmento e fique de olho em Trending Topics para acompanhar os principais assuntos.
  • Instagram: as imagens dominam as publicações e precisam chamar atenção, principalmente se for utilizar um perfil comercial. Invista em publicações no feed e stories interativos (este formato permite que você fique de olho em quem está ligado no seu conteúdo). 
  • Facebook: existem diversas possibilidades por aqui. Isso porque o Facebook reúne centenas de pessoas, grupos e recursos que podem ajudar a alavancar o seu perfil. As publicações podem ser orgânicas e pagas. 

Dica extra: lembre-se de usar hashtags. Isso impulsiona organicamente as suas publicações  nas buscas e pesquisas das redes sociais. 

Crie um blog 

A melhor opção para quem quer atrair novas oportunidades é desenvolver uma página na internet para adicionar os seus trabalhos. Uma das grandes vantagens é a customização e personalização que você poderá aplicar, criando até mesmo uma marca pessoal e uma página para o seu público interagir com o seu portfólio. Ter um site e um registro de domínio permitem ainda que novos visitantes te encontrem, principalmente quando procurarem pelos seus serviços. 

O seu site também vai ser essencial para a avaliação do seu trabalho, por isso, capriche. Adicione opções de contato e mantenha a sua página sempre atualizada. Se você gosta de escrever, vale investir na produção de conteúdo para trabalhar ranqueamento e SEO. Lembre-se de atualizar frequentemente com seus principais trabalhos.

Esteja nas plataformas da comunidade

Existem algumas plataformas essenciais para todo desenvolvedor. Elas reúnem inúmeros profissionais de tecnologia que compartilham instruções e passo a passo colaborativos para ajudar outros desenvolvedores. Conheça as principais opções abaixo!

GitHub: a plataforma de hospedagem de código-fonte possibilita que os desenvolvedores contribuam em projetos open source ou privados de onde quer que estejam. Ela também conta com recursos que facilita a comunicação e tem mais de 36 milhões de usuários ativos.

GitLab: a função do GitLab é bastante similar a do GitHub, com a diferença de que essa última permite aos devs armazenarem o código criado em seus próprios servidores. É escrito em Ruby, originalmente com partes refeitas em Go. Organizações como IBM, Alibaba e Nasa fazem uso desta plataforma.

Dev.to: já o Dev.To é uma plataforma na qual desenvolvedores escrevem artigos, participam de discussões e criam seus perfis profissionais. A ideia é prezar pelo diálogo, que pode trazer muitos insights na hora de escrever um código, ajudando no crescimento de todos os devs. Fazem parte da rede tanto desenvolvedores iniciantes quanto mais experientes, o que traz muito aprendizado já nas primeiras leituras.

Criando os conteúdos

Linguagens, metodologias, softwares e participações em eventos e meetups… Quais os seus conhecimentos e o que você já domina? 

Faça uma lista com todos os seus diferenciais e separe os seus principais conhecimentos no ramo. Isso poderá te ajudar a ter mais destaque baseado no que você domina. Afinal, quando sabemos quais são os nossos diferenciais, conseguimos utilizá-los em projetos específicos e até ressaltando nossas principais vantagens, seja para uma empresa ou para um cliente.  

Nesse momento também é importante que você faça uma busca pelos projetos que já desenvolveu. Depois de identificá-los, demonstre com uma chamada visual e um breve resumo quais foram os principais aspectos do job (lembre-se de adicionar o nome do cliente ou empresa). Se você já criou um site, também poderá utilizá-lo como conteúdo para o seu perfil e portfólio

Existem dois momentos estratégicos para a exposição dos seus trabalhos de forma assertiva:

  • O portfólio de serviços gerais pode reunir três ou mais dos seus principais trabalhos e um breve resumo dos objetivos por trás. Nesse caso a variedade e a diversidade de trabalhos devem expressar as suas competências e outros aspectos das suas entregas. Esse modelo é ideal para ser adicionado ao blog, já que pode retratar uma quantidade maior do que você já fez. 
  • Já na apresentação comercial para um cliente, o ideal é relacionar os projetos que são similares a essa demanda, já que nesse caso, servem como elementos fundamentais dos seus conhecimentos. Dessa forma, considere até duas opções para usar de exemplo, e enriqueça o resumo do projeto com objetivos, prazos de entrega, softwares utilizados e tudo o que for complementar ao tema. 

Lembre-se de utilizar os seus projetos em ordem cronológica – demonstrando evolução e dando um destaque maior aos seus trabalhos atuais. 

Escolhendo parceiros e soluções

Mesmo que você atue ou esteja pensando em ingressar na área, já deve ter notado que o desenvolvimento significa escolher soluções constantemente, seja para utilizar em aplicações ou mesmo para indicar a um cliente. 

Mas alguns profissionais ao entrar no mercado de trabalho, seja em uma empresa ou mesmo como freelancer, possuem diversas dúvidas na hora de definir parceiros e soluções para o dia a dia. 

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas básicas para você utilizar no dia a dia e encontrar parceiros estratégicos visando performance e custo-benefício. Vamos lá?

Use soluções de qualidade e com suporte em português

É fundamental encontrar uma empresa que te ofereça opções de qualidade para as suas aplicações e que, de preferência, possua uma variedade nos serviços. Isso facilita e aperfeiçoa as suas habilidades técnicas, além de otimizar os recursos disponíveis, centralizando uma gama de produtos com um fornecedor de confiança

Outra vantagem essencial é o suporte especializado e disponível 24 horas por dia. Dessa forma, você como profissional estará mais seguro e conseguirá garantir agilidade para o seu dia a dia. 

Pagamento sem surpresas e em real

Quando pensamos em criar um projeto, inevitavelmente precisamos investir recursos para desenvolvê-los. Agora imagine a seguinte situação: você está atendendo uma carteira de clientes recorrentes e o seu provedor cobra por serviços com valores variáveis mensalmente. Trata-se de uma grande instabilidade financeira para o seu negócio e que com o tempo pode influenciar no seu fluxo de caixa e retenção de clientes. 

Diversas empresas costumam cobrar em dólar por serviços de hospedagem, cloud computing e etc. O maior vilão disso é o custo inflacionado e sujeito a impostos. 

Para atuar no azul e sem surpresas, escolha uma empresa nacional e que ofereça previsibilidade de custos. 

Serviços e benefícios especializados

Se você chegou até aqui deve ter notado o quão importante é estar antenado e por dentro das principais transformações da área de desenvolvimento, não é mesmo? Isso não precisa ser um bicho de sete cabeças, principalmente se você está buscando desenvolver parcerias. Além do atendimento especializado, o ideal é encontrar parceiros que te ofereçam benefícios para se desenvolver profissionalmente. Encontre um serviço que te ajude na aquisição de novos produtos, no planejamento estratégico do seu negócio, no acesso a eventos e com benefícios que facilitam o dia a dia. 

Mãos à obra…

Está na hora de colocar a mão na massa (e no código!) para desenvolver o seu portfólio. Para te ajudar nessa etapa, separamos mais alguns passos básicos para dar start na sua ideia e continuar inovando:

  1. Baixe grátis o e-book para iniciantes “O grande manual dev” e acesse os principais fundamentos para quem está ingressando na área;
  2. Aproveite para baixar o “Kit Gestão de negócios para devs“;
  3. Fale com um parceiro da Locaweb Pro e descubra como se tornar um desenvolvedor Pro (você ainda pode testar um dos nossos produtos!).

E então, curtiu o conteúdo? Aproveite para acompanhar todas as novidades de dev para dev!

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário