Todo site, seja um blog ou um e-commerce precisa de uma hospedagem específica para o armazenamento das informações e para que a experiência do usuário ocorra de forma segura e positiva.

A hospedagem é a infraestrutura por trás de um site, e é a grande responsável pelo desempenho de uma página na internet, sendo fundamental para quem quer desenvolver uma presença digital. Por isso, existem diversos tipos de hospedagem de sites no mercado. Cada uma das opções garantem recursos e funcionalidades distintas que interferem no desempenho e ranqueamento do seu site. 

Nessas horas uma das dúvidas mais comuns podem surgir: qual o tipo de hospedagem mais indicado para o meu projeto na internet? 

Neste texto, você vai conhecer os principais tipos de hospedagem, suas vantagens e para quem é mais indicado. Assim, sua escolha será muito mais certeira e os seus resultados serão garantidos. Confira!

Os 5 tipos de hospedagem de sites mais utilizados 

Antes de conhecermos os tipos de hospedagem e como funcionam, é fundamental que os seus objetivos estejam definidos até aqui. Ter um espaço na internet requer um nível de segurança e investimento que precisam ser considerados, principalmente se o seu projeto não é algo temporário. As opções de hospedagem que conheceremos a seguir também são responsáveis pelo desempenho do seu negócio a curto, médio e longo prazo. Dessa forma, escolher o tipo de serviço entre uma das opções abaixo, será essencial para crescer na internet. 

Vamos conhecer quais opções existem no mercado e qual é a mais indicada para o seu negócio? Acompanhe! 

1. Hospedagem compartilhada

É a opção mais popular e é ideal para quem está começando e precisa, inicialmente, investir menos. Na prática, com uma hospedagem compartilhada o seu site estará dividindo espaço com outros sites em um mesmo servidor. Esse formato pode comportar projetos iniciais e pequenos negócios. Blogs institucionais e páginas estáticas são os tipos mais indicados para se utilizar com uma hospedagem compartilhada. Isso porque nesses modelos, as suas demandas podem ser menores, como o número de visitas, por exemplo. 

Se por um lado pode ser a melhor opção para quem está começando, também pede um pouco mais de atenção: estar em um servidor compartilhado, significa dividir recursos que influenciam na estabilidade de todos que estão nesse mesmo espaço. A demanda dos “sites vizinhos”, afetam diretamente no desempenho da sua página.

Na prática, quando houver um pico de acessos em um dos seus vizinhos, seu site pode sofrer oscilações, ficando até mesmo, fora do ar. Essa é uma das maiores desvantagens de uma hospedagem compartilhada, já que no dia a dia você não terá controle sob os servidores e seu desempenho dependerá do rendimento dos outros sites. 

Entre as vantagens estão o custo de investimento baixo, pré-configurações instaladas, painel de controle amigável, e manutenções no servidor feitas pelo provedor de hospedagem. Além disso, não é necessário ter conhecimento técnico no assunto, já que a experiência para quem vai administrar um site é amigável e intuitiva. 

2. Hospedagem WordPress

A hospedagem WordPress foi desenvolvida pela comunidade WordPress –  a maior plataforma de CMS (Content Management System) para gestão de conteúdo. Trata-se de uma hospedagem feita em ambiente compartilhado, mas em um servidor configurado especificamente para sites em WordPress. A hospedagem WordPress quando utilizada com um gerenciador próprio, como a plataforma WordPress contará com recursos que potencializam o melhor dos dois serviços: plugins instalados, configurações pré-definidas e recursos de segurança. Devido as configuração otimizadas, o seu site conta com mais velocidade e menos instabilidade. 

É uma das opções mais indicadas para blogs e e-commerces que já utilizam a plataforma WordPress. Com a Hospedagem WordPress os usuários contam com diversas funcionalidades para otimizar a administração de um site, principalmente por oferecer um painel dedicado à configuração, criação de contas, gestão de planos e domínios de um site. Há ainda recursos extras como backup automático do sistema para aumentar os níveis de segurança das operações.

Um dos principais atrativos para quem utiliza a hospedagem WordPress são os temas acessíveis e customizáveis, a estrutura completa de gerenciamento e o custo benefício para criar e manter um projeto na web. 

+Leia mais: Como criar e gerenciar um site com a Hospedagem WordPress!

3. Hospedagem VPS

Na hospedagem VPS (Virtual Private Server), você ainda estará dividindo servidor com outros sites, porém, diferente de uma hospedagem compartilhada onde os recursos também eram divididos, aqui o seu provedor aloca funcionalidades dedicadas para o seu projeto como armazenamento, processamento e espaço em disco. Dessa maneira, os vizinhos do seu site não influenciam o desempenho da sua página, mesmo quando houver picos de acesso por parte de algum deles.

Em outras palavras, apesar de estarem em um mesmo servidor, as funções tornam-se customizáveis para o desempenho do seu projeto. 

É uma das opções mais indicadas para quem está expandindo seu negócio e para quem precisa de recursos exclusivos. Outra grande vantagem é que a hospedagem VPS também oferece escalabilidade para o seu projeto. Ou seja, se depois de um tempo o seu site precisa aumentar, diminuir ou redistribuir funcionalidades, basta realizar o upgrade por recursos. 

Para criar um site com a hospedagem VPS é necessário um certo nível de conhecimento, mas o acesso root ao servidor e as customizações compensam o investimento por garantir mais segurança e estabilidade para o seu projeto. 

+Guia completo: Como funciona a Hospedagem VPS!

4. Hospedagem Cloud

A hospedagem na nuvem, por si só, já garante uma transformação digital completa para o seu negócio e se tornou uma das opções mais seguras por entregar um uptime de 100% para o seu projeto (disponibilidade ininterrupta). 

Quando utilizamos uma hospedagem cloud, adquirimos uma cluster de servidores. Os seus arquivos e recursos estarão replicados em cada um. 

Na prática, quando um servidor estiver ocupado ou enfrentando problemas, outro servidor é acionado e entra em ação, direcionando o seu tráfego automaticamente e sem impactos perceptíveis. As chances de instabilidade são praticamente nulas com esse serviço. A experiência do seus visitantes não são influenciadas e o seu site se mantém no ar. 

Se o seu projeto está crescendo, tem um nível de maturidade maior e está exigindo tecnologia de alto nível e mais escalabilidade, a hospedagem cloud pode ser uma das melhores opções. 

O custo desse serviço pode exigir um investimento maior. Entretanto, com a hospedagem cloud, você paga pelo que está utilizando e seus recursos poderão ser de acordo com a sua demanda, o que otimiza o seu orçamento. 

+Guia avançado para desenvolvedores: Conhecendo as soluções de cloud computing!

5. Servidor dedicado

Como o nome já diz, utilizar um servidor dedicado significa ter uma máquina física exclusivamente para o seu site. Pode oferecer mais flexibilidade para montar e configurar o seu ambiente, podendo definir desde sistemas operacionais, até mesmo softwares utilizados para desenvolvimento e execução do seu projeto. 

As empresas que geralmente utilizam essa opção devem possuir profissionais dedicados e com alto conhecimento técnico para produzir e administrar todo o projeto, além do alto investimento (trata-se de uma das opções mais caras do mercado). 

Se a sua operação e os seus sistemas precisam de alta tecnologia, controle de configurações, e recursos altamente seguros, confiáveis e restritos, essa pode ser uma opção.

Vale ressaltar ainda que o custo de manutenção de um servidor dedicado também envolve certos investimentos para manter uma máquina física em constante funcionamento. 

+Saiba mais: Quais projetos precisam de um servidor dedicado?

Escolhendo a melhor opção para o seu projeto

Se você chegou até aqui e já sabe qual opção investir, chegou a hora de conhecer quais diferenciais buscar em um plano de hospedagem de sites e descobrir como otimizar o seu orçamento e o dia a dia do seu negócio.

Para te ajudar, selecionamos ainda 3 ferramentas fundamentais para utilizar com a hospedagem de sites, construindo uma presença digital altamente eficaz na web: 

  1. Registro de domínio: após definir qual plataforma irá hospedar o seu site, escolha qual nome será utilizado. O registro de domínio é o endereço do seu site e é fundamental para a identificação da sua página na internet. 
  2. Certificado de segurança: a proteção de dados e informações é vital para o tráfego seguro no seu site, por isso, use um certificado de segurança SSL. Ele é responsável por criptografar todas as informações da sua página e dos seus visitantes. Além disso, é um dos requisitos do Google para ranquear o seu site.
  3. Caixas de e-mail: profissionalismo e credibilidade são alguns dos benefícios de se ter um e-mail personalizado para a sua empresa, principalmente se você precisa gerenciar a comunicação com clientes, fornecedores e parceiros. Existem ainda diversas funções ao utilizar um e-mail profissional com o @nomedasuaempresa, além de garantir uma presença digital completa para o seu negócio.

Agora que você já sabe como funciona os serviços de hospedagem de sites, lembre-se de escolher uma opção que oferece baixa latência, com pagamento em real e que tenha um canal de suporte em português.

Existem diversas opções disponíveis, mas os cuidados para te levar a bons resultados começam desde o início. Todos essas dicas são essenciais para o crescimento do seu projeto, principalmente se quiser encontrar opções seguras e de qualidade no mercado. 

E se está na hora de dar os próximos passos, fale com um dos nossos especialistas e tire todas as suas dúvidas. Aproveite para continuar acompanhando as principais informações e estratégias para desenvolver a sua presença digital.

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário