img-2

Como funciona a busca do Google

O Google utiliza diversos mecanismos para ordenar os resultados de uma busca, mas o conteúdo continua sendo o principal. Em geral, ao pesquisar por um termo no Google ou em qualquer outra ferramenta de busca, os sites que contém aquele termo exato são exibidos primeiro.

As variações no resultado começam a acontecer quando existem muitos sites utilizando o mesmo termo. Então, outros fatores também são levados em consideração na hora de organizar os resultados: por exemplo, a quantidade de acessos e a quantidade de links na internet que apontam para o site.

Os critérios usados pelo Google para ranquear as páginas são guardados a sete chaves. Mas alguns itens fazem diferença para que uma página esteja entre os primeiro resultados. Para quem usa o Criador de Sites 2.0, não precisa se preocupar com a estutura HTML da página e nem com arquivos que dizem ao Google o que existe no site. Porém, há outras coisas que dependem apenas da pessoa responsável por alimentar o site com conteúdo.

Título do site e título da página

Título do Site serve para que o Google entenda qual é o assunto prinicipal daquele site. Se seu site é sobre “cachorros de raça”, por exemplo, use esse termo no título. Assim, quando alguém procurar sobre esse termo são maiores as chances de o Google colocar seu site entre os resultados mais relevantes.

Já o Título da Página deixa claro qual é o assunto específico daquela página. Seguindo o mesmo exemplo, digamos que haja uma página falando sobre a raça daschund. Assim, use esse termo e até sinônimos (como daschund ou cachorro salsicha) para avisar aos mecanismos de busca que essa é a página que deve ser exibida caso alguém faça a busca por esses termos.

Tanto o título da página quanto o título do site são exibidos na aba do navegador. Por isso, cuidado para escrever sempre títulos claros, que também ajudem os visitantes a se localizarem quanto tiverem várias abas abertas.

No Criador de Sites 2.0, você pode cadastrar esses termos dentro da área de edição do site, clicando em “Detalhes”.

Descrição nas páginas

Se o Título da Página deixa claro qual é o assunto que está sendo tratado, a descrição ajuda a detalhar ainda mais quais os tópicos que um visitante irá encontrar nessa página. Nos resultados de busca, a descrição é exibida logo abaixo do título. Assim, além de ajudar o Google a entender o conteúdo de seu site e ranqueá-lo nas buscas, a descrição também ajuda a convencer quem faz a busca de que seu site tem aquilo que ele procura.

No caso da página sobre a raça daschund, a descrição teria um texto como “Conheça os cachorros da raça Daschunds, a história da raça, suas características, personalidade, principais problemas de saúde e como cuidar melhor deles”.

A descrição pode ter até 160 caracteres e não é exibida no próprio site, apenas nos resultados de busca e no código fonte da página. No Criador de Sites, também pode ser cadastrada clicando em “Detalhes”.

Descrição nas fotos e nome nos arquivos

O Google faz muitas coisas, mas ainda não consegue “enxergar” uma imagem e saber qual é o conteúdo dela. Assim, é preciso ajudar a ferramenta a entender o que significam as imagens de seu site.

A primeira maneira de fazer isso é deixando o nome da imagem descritivo. Por exemplo, se tivermos a foto de um cachorro correndo, o ideal é que o nome da foto seja cachorro_correndo.jpg.

Outra maneira de ajudar o Google é acrescentando uma descrição na imagem. Assim como a descrição das páginas, esse texto não é exibido no site, fica apenas no código fonte e tem como função informar para os mecanismos de busca qual é o conteúdo da imagem e também para descrever esse conteúdo a pessoas com deficiência visual que utilizam leitores de tela. O ideal é que a descrição seja clara e direta. Por exemplo “cachorro da raça daschund correndo na grama”.

Conteúdo bem feito

– Essas melhorias podem não ajudar em nada se o conteúdo não estiver bem feito. Então, siga essas dicas para ter um site que aparece na primeira página do Google:
– Organize as páginas do site de maneira que cada uma delas seja específica sobre um assunto;
– Use palavras-chave no título e também nos textos da página;
– Use títulos e subtítulos para estruturar o conteúdo;
– Marque com negrito as palavras-chave que merecem mais importância que outras;
– Informe uma descrição para cada imagem;
– Escreva corretamente, sem erros de portuguê

Mais algumas dicas

O Google atualiza os sistemas de pesquisa frequentemente, cada vez exibindo mais páginas entre os resultados. Entretanto, esta atualização não é imediata, portanto assim que você publicar seu site, é muito provável que ele ainda não esteja sendo exibido. Aguarde pelo menos alguns dias para tentar encontrá-lo entre os resultados.

A cada dia, a disputa pela primeira página do Google cresce, de maneira que muitos sites ajustam frequentemente seu conteúdo e seu código para tentar ganhar mais posições. Isso acontece, é claro, com sites que tem um tipo de conteúdo muito comum. Quanto mais específico seu site for, mais fácil de alcançar a primeira página.

Evite utilizar palavras-chave genéricas. Por exemplo, “escola”, “marketing” e “contabilidade” não são bons termos. Por serem palavras muito comuns, utilizadas há muito tempo por muitos sites na internet, é bastante provável que o seu site não irá aparecer na primeira página tão rápido. Prefira utilizar termos mais específicos, como “escola católica em São Bernardo do Campo”, “cursos de marketing na Zona Sul do Rio de Janeiro”, “consultoria de contabilidade jurídica em Belo Horizonte”. Dessa maneira, a competição diminui e a possibilidade de seu site aparecer entre os primeiros resultados fica maior.

Ferramentas que podem ajudar

Uma das principais ferramentas que devem fazer parte da sua estratégia é um criador de sites que oferece recursos intuitivos para atingir resultados ma web. É possível ainda fazer um teste grátis no Criador de Sites para conhecer todas as funções disponíveis. Basta clicar aqui e conhecer mais uma das principais plataformas do mercado.

Para ter certeza de que tudo que você está fazendo no site surtiu efeito, é preciso acompanhar o desempenho de seu site. A maneira mais simples de fazer isso é acompanhando as métricas através do Google Analytics. Lá, é possível saber quantas pessoas chegaram a seu site pelo Google e quais foram as palavras-chave usadas para chegar até ele (veja como colocar o código do Analytics no Criador de Sites).

Também é possível utilizar ferramentas como o Orago, oferecido pela Locaweb. Com ele, é possível fazer uma análise do site para descobrir quais pontos podem ser melhorados e qual é o posicionamento de seu site em relação aos concorrentes.