Depois do dia 17 de dezembro do ano passado, muito se comentou sobre a privacidade do WhatsApp, devido ao fato dele ter sido bloqueado por não ceder informações a justiça brasileira por respeitar a privacidade dos seus usuários, porém até então a empresa tinha acesso às mensagens trocadas entre os usuários, mas no dia 05/04/2016 isso mudou. O WhatsApp acaba de lançar a criptografia de ponta-a-ponta no aplicativo.

O lançamento causou muitas polêmicas nas redes sociais pelo fato dos usuários não saberem o que é criptografia, então vamos entender do que se trata. A criptografia (em grego: kryptós, “escondido”, e gráphein, “escrita”) é uma forma de codificar algo para que apenas pessoas que saibam aquele código entendam o que está escrito, basicamente seria como você escrever um texto em alemão e enviar para algumas pessoas, apenas aquelas que conhecem alemão iriam entender sem dificuldades, para deixar o exemplo mais real, imagine que você criou seu idioma (chave) e só ensinou como traduzir para algumas pessoas, então somente essas pessoas conseguiriam entender a mensagem.

No FAQ (perguntas frequentes) do WhatsApp diz o seguinte: 

“A criptografia de ponta-a-ponta do WhatsApp assegura que somente você e a pessoa com que você está se comunicando podem ler o que é enviado e ninguém mais, nem mesmo o WhatsApp.”

O mais impressionante com a criptografia de ponta-a-ponta usada pelo WhatsApp é que a cada nova mensagem enviada seja entre usuários ou em grupos uma nova chave é gerada, tornando a criptografia tão segura a ponto que nem mesmo o próprio WhatsApp tem acesso às mensagens trocadas.

É importante destacar, que a criptografia só está sendo aplicada para usuários que estão usando a versão atualizada do aplicativo e conversando com outros usuários com a versão atualizada e quando o aplicativo está atualizado não há opção de desabilitar a função da criptografia.

A criptografia de ponta-a-ponta é tão robusta, que é a mesma que causou uma polêmica recentemente entre a Apple e o FBI. O FBI pediu que a Apple divulgasse dados de mensagens que faziam parte de uma investigação sobre terrorismo, mas a Apple afirmou que seria preciso criar uma “chave mestra” para desbloquear as mensagens e que isso acarretaria no fim da privacidade de usuários.

Legal né, considerado uma das principais ferramentas de comunicação da atualidade, o Whatsapp vem melhorando sua segurança e desempenho constantemente. E você, se sente seguro ao utilizar o aplicativo? Conta pra gente!