Quando começamos a pensar em ser devs, muitas dúvidas pairam em nossa cabeça:

“Serei front-end ou back-end?” “Começo com Java, PHP, Ruby, Python, JavaScript?” “Tenho que aprender um framework logo de cara?”

Começamos a fazer cursos loucamente, sem ter um foco no que realmente seguir. E isso é bastante complicado… 😐

Diferente de algumas áreas, grande parte das pessoas devs estão inseridas num contexto onde a troca de conhecimento é muito presente. Grande parte dessas pessoas possui perfil em redes sociais (Twitter, principalmente, quando falamos de desenvolvimento), palestram em eventos, estão envolvidas em comunidades de tecnologia e, geralmente, não cobram para fazer isso, já que também aprendem com outras pessoas e com a internet em geral.

Contudo, o que vemos por aí são pessoas que estão entrando na área de TI, principalmente pela ideia de ser uma profissão que paga muito bem, e estão completamente perdidas. Geralmente, porque não estudaram a área nem têm a mínima ideia de onde podem atuar e, com isso, acabam sem saber, por exemplo, no que focar, atrasando demais os estudos e uma possível colocação no mercado.

Caem nas promessas do pessoal “coach dev” e fazem cursos caríssimos que ensinam coisas que se pode aprender de graça pela internet. Não conseguem fazer uma curadoria de conteúdo (temos muito conteúdo sobre desenvolvimento de fácil acesso pela internet, mas uma pessoa que está começando agora não consegue discernir o que é bom do que é ruim). Aprendem que tal tecnologia é ruim, mas nunca falam o motivo disso acontecer. E, por fim, essas pessoas acabam se frustrando e, muitas vezes, acreditam que a área não é para elas.

Os mais experientes em desenvolvimento conhecem caminhos mais seguros para facilitar o aprendizado e fazer com que pessoas novas na área fujam dessas confusões que podem acontecer no início da carreira. E, como eu disse anteriormente, muitas das pessoas experientes são acessíveis nas redes sociais.

Então, se você está começando e admira alguém que já tenha mais experiência, por que não tirar dúvidas com ela? Por que ter medo de trocar ideia e perguntar se o seu plano para seguir na área faz sentido? Pergunte se essa pessoa pode te mentorar ou indicar outra pessoa para isso. 

O processo de mentoria não é a pessoa te ensinar tudo sobre as linguagens de programação, estrutura de dados ou sobre as matérias que você aprenderá na graduação, mas um compartilhamento de vivência, onde poderá ser mostrado alguns atalhos para você chegar no lugar que você quer.

Em geral, as pessoas mais experientes conhecem as diversas áreas em desenvolvimento e, de acordo com o que você está buscando, conseguem aconselhar o que faz mais sentido para você. Cada profissional tem suas características e pode se encaixar em algumas das várias áreas de desenvolvimento.

Ah, mas não conheço ninguém experiente na área para conversar, como posso fazer?

Em desenvolvimento, existem vários eventos gratuitos, como o PHP Community Summit, e muitas das pessoas que palestram nesses eventos são pessoas experientes que ajudam, sem custo, quem está começando. As pessoas palestrantes sempre compartilham as redes sociais.

Não tenha medo e mande uma mensagem apresentando seu contexto e perguntando se rola algumas dicas ou mentoria. Existem também algumas outras iniciativas de mentoria para devs. Por exemplo, esse discord de mentoria para devs PHP do Rafael Neris.

Em alguns papos com uma galera sensacional, você poderá reduzir muito o tempo até “se encontrar” na área, além de evitar armadilhas. Conseguirá ter mais foco na área que deseja atuar, entender melhor o contexto que se aplica às suas características e, até mesmo, perceber quais skills faltam em você para ir um passo além na sua carreira.

Desejo que as dicas tenham ajudado!

Um grande abraço.