Quando começamos a estudar para a área de desenvolvimento, ficamos na dúvida, em meio à tantas nomenclaturas, linguagens, frameworks, bibliotecas e o que escolher. Na minha visão e na de muitas pessoas que programam há anos, não existe uma linguagem de programação web melhor que a outra. Cada linguagem tem a sua especificidade e resolve melhor um tipo de problema.

Nesse artigo irei falar de algumas linguagens de programação web que você deve ficar de olho caso queira trabalhar com desenvolvimento web. (Essas são as linguagens que indico caso você esteja começando a estudar desenvolvimento web, existem outras que falarei em outros artigos).

Conheça as principais linguagens de programação web:

1) HTML e CSS

Embora muitas vezes não sejam reconhecidas como linguagens de programação web, já que HTML é uma linguagem de marcação e CSS uma linguagem de estilos. A base da web consiste nessas 2 linguagens. Na minha visão, toda pessoa dev, seja back-end ou front-end que trabalhe com a web deveria se preocupar em entender minimamente HTML e CSS.

Com HTML, você entenderá como funciona a estrutura da página web, quais elementos a compõe, qual a hierarquia desses elementos, quais elementos são importantes para o SEO da página, quais são os atributos desses elementos, trabalhará com a semântica da página para que seja melhor compreendida tanto por devs, quanto por qualquer tipo de pessoa, aplicando os conceitos de acessibilidade.

Com CSS, você entenderá como estilizar a página, definindo tamanho para os elementos, formas, modificando os estilos das fontes, cores, definindo backgrounds, adaptando os elementos para diversos dispositivos móveis, ajustando layouts e mais coisas desse tipo.

Essas 2 linguagens são fundamentais para você entender como funciona a web.

2) JavaScript

Criada em 1995, por Brendan Eich à serviço da Netscape para tornar a web mais dinâmica, o JavaScript curiosamente em sua versão inicial foi desenvolvida em 10 dias. Sua sintaxe teve influência do Java, Scheme, Self, Perl e Python.

Atualmente, na minha visão, essa é a linguagem mais importante da web. A grande maioria dos sites utilizam JavaScript. Primeiramente, porque o front-end dos sites são feitos utilizando JavaScript, ou outra linguagem que acaba virando JavaScript no final, ou seja, qualquer site que seja dinâmico utiliza JavaScript.

Outro motivo é que algumas pessoas utilizam o node (uma maneira de rodar JavaScript no servidor, dando a possibilidade de se fazer back-end com JavaScript). E além disso, outras pessoas utilizam JavaScript para desenvolver aplicativos para dispositivos móveis. Também é possível desenvolver para desktop em JavaScript utilizando Electron. Sendo uma linguagem bem versátil.

Dentre os paradigmas que você pode utilizar para desenvolver em JavaScript temos:

  • Programação funcional;
  • imperativa;
  • orientada a objetos.

Os principais frameworks em JavaScript são:

  • React;
  • Angular;
  • Vue.JS.

Uma evolução da linguagem JavaScript é o superset chamado TypeScript. Com TypeScript é possível desenvolver em JavaScript utilizando tipagem estática: o que facilita o desenvolvimento e deixa o código mais fácil de ler.

Segundo a W3Techs – no front-end JavaScript é utilizado em 97.9% dos sites e no back-end em 1.9%.

No Brasil, comunidades como a Front-end BR e Node BR fazem um trabalho sensacional de divulgação dessa linguagem de programação web.

3) Ruby

Desenvolvida no Japão em 1995, por Yukihiro “Matz” Matsumoto com o intuito de ser uma linguagem de script para a web mais poderosa do que o Perl e mais orientada a objetos do que o python (na época). Sua sintaxe foi inspirada principalmente por: Python, Perl, Smalltalk, Eiffel, Ada e Lisp. A utilização da linguagem ruby em web é para desenvolvimento back-end. Ruby é uma linguagem open-source.

Um dos principais frameworks de Ruby, o Rails, inspirou grande parte dos frameworks utilizados hoje em dia. A facilidade e rapidez com que é possível desenvolver projetos completos com esse framework abriu o campo para muitas inovações. Os cursos “rápidos” que conhecemos como Bootcamps surgiram da ideia de que é possível desenvolver um projeto do início ao fim de maneira muito rápida utilizando o Rails e daí a ideia de ser possível desenvolver um projeto, com alguma complexidade, em um final de semana. Além disso, muitas startups utilizam a linguagem Ruby exatamente por essa rapidez no desenvolvimento. Além do Rails, entre os outros frameworks importantes temos: Sinatra e Hanami.

A comunidade de devs Ruby é bastante ativa, a sintaxe da linguagem sintaxe é muito simples e bem intuitiva para quem está querendo aprender de maneira mais rápida uma linguagem back-end, além da linguagem ser de código aberto.

O mercado para a linguagem Ruby está bem aquecido. Até mesmo por ser uma das linguagens mais utilizadas por startups. Além disso, por exemplo, grande parte do que é desenvolvido dentro da Locaweb é em Ruby, então, se você se interessa pela linguagem, pode aplicar para uma vaga.

A linguagem também é muito utilizada na área de testes automatizados, já que uma das principais ferramentas, o Cucumber foi desenvolvido na linguagem. Falando de deploy temos o Capistrano como uma ferramenta importante para o ecossistema.

Dentre os paradigmas que você pode utilizar para desenvolver em Ruby temos:

  • Programação orientada a objetos;
  • Imperativa;
  • Reflexiva;
  • Funcional.

Alguns projetos interessantes em Ruby: Github, Airbnb, Blablacar, Twitch.tv

Uma curiosidade legal da linguagem é que sempre tem release (lançamento) de alguma nova versão no dia 25 de dezembro, como se fosse um presente para a comunidade da linguagem. Atualmente a linguagem está na versão 3.1 lançada dia 25 de dezembro de 2021.

No Brasil, comunidades como a Ruby Brasil e Rails Girls fazem um trabalho sensacional de divulgação da linguagem.

4) PHP

Criada em 1995, por Rasmus Lerdorf, PHP é uma linguagem de script criada com a ideia de simplificar o desenvolvimento para a web e facilitar o crescimento das páginas da internet. A linguagem começou como uma série de scripts em C para funcionar como uma template engine, em 1997 com a ajuda da comunidade se transformou realmente em uma linguagem. A utilização da linguagem PHP é para desenvolvimento back-end. PHP é uma linguagem open-source.

Embora tenha nascido como uma linguagem estruturada, com o passar do tempo a comunidade PHP viu a necessidade de incorporar orientação à objetos na linguagem, o que aconteceu pela primeira vez na versão 4 da linguagem (ano 2000). E no PHP 5 (2004) essa orientação a objetos ficou mais robusta e melhorando com o passar do tempo.

Devido a facilidade do desenvolvimento, a estrutura de suporte da linguagem e de acesso ao estudo da linguagem, a grande maioria das hospedagens dão um grande suporte às pessoas que utilizam essa linguagem. Além disso, PHP é a linguagem back-end mais utilizada na web.

Alguns dos frameworks mais importantes em PHP são:

  • Laravel;
  • Symfony;
  • Laminas.

Dentre os paradigmas que você pode utilizar para desenvolver em PHP temos:

  • Programação orientada a objetos;
  • Imperativa;
  • Reflexiva;
  • Funcional.

Alguns projetos interessantes em PHP: WordPress, Tray, Facebook.

Atualmente a linguagem está na versão 8.1 – Lançada em novembro de 2021.

No Brasil, comunidades como a PHPSP e PHPWomen fazem um trabalho sensacional de divulgação da linguagem.

5) Python

Concebida em 1989 e lançada em 1991, por Guido van Rossum, Python é uma linguagem de script criada com a ideia de ser uma linguagem de fácil entendimento, simplicidade e legibilidade. Atualmente a linguagem é muito utilizada para trabalhar com data science e inteligência artificial, sendo a linguagem mais utilizada, difundida e indicada pela comunidade para esses fins, já que Python é uma linguagem que trabalha muito bem com números. A utilização da linguagem Python é para desenvolvimento back-end.

Atualmente é uma linguagem muito indicada para pessoas começarem a aprender programação devido a simplicidade, tanto que algumas faculdades estão substituindo linguagens como C e Java para esse propósito.

Em web, o desenvolvimento em Python fica ainda mais simples devido à utilização de libs/frameworks como Django e Flask.

Dentre os paradigmas que você pode utilizar para desenvolver em Python temos:

  • Programação imperativa;
  • Orientada a objetos;
  • Funcional.

Alguns projetos interessantes em Python temos: Ansible, Instagram e Dropbox.

Atualmente a linguagem está na versão 3.10 – Lançada em outubro de 2021.

No Brasil, comunidades como GrupySP e Pyladies fazem um trabalho sensacional de divulgação da linguagem.

Garanta a melhor performance com a Hospedagem VPS da Locaweb!

CLIQUE AQUI!

6) Java

Lançada em 1995, pela Sun Microsystems, a linguagem Java, orientada a objetos desde a sua criação, foi criada com o propósito de ser utilizada como uma linguagem para desenvolver sistemas para eletrodomésticos em geral, por exemplo à “TV digital”. Com esse propósito, acabou sendo uma das linguagens mais utilizadas, e uma das primeiras a se preocupar em rodar nos diversos sistemas operacionais.

Quando falamos de web, Java é uma linguagem utilizada no back-end. Porém, também é uma das linguagens utilizadas para desenvolver para sistemas Android. Atualmente a linguagem pertence à Oracle, já que em 2008 a empresa adquiriu a Sun.

No Brasil, nas cadeiras de orientação à objetos geralmente é utilizado a linguagem Java, devido a muitas outras linguagens orientadas à objetos tomar como referência o modelo Java e também pelo grande marketing feito em volta da linguagem.

Para facilitar o desenvolvimento web, alguns frameworks são muito utilizados. Um dos que ganham destaque é o Spring. Outros projetos em Java que outras linguagens pegaram como base para criar o seu ecossistema temos: um ORM muito conhecido, o Hibernate, para testes unitários o Junit e o Log4j para logs.

Dentre os paradigmas que você pode utilizar para desenvolver em Java temos:

  • Programação orientada a objetos;
  • Estruturada;
  • Imperativa;
  • Genérica;
  • Funcional;
  • Reflexiva;
  • Concorrente.

Alguns projetos interessantes em Java temos: Minecraft, Netflix, eBay.

Atualmente a linguagem está na versão 17 – Lançada em setembro de 2021.

No Brasil, comunidades como SouJava e DevJavaGirls fazem um trabalho sensacional de divulgação da linguagem.

7) C#

Lançada em 2000 pela Microsoft, a linguagem C#, orientada a objetos desde a sua criação, foi criada com o propósito de ser a linguagem comum para a plataforma .NET Framework. O criador da linguagem desenvolveu outras como o Delphi.

Com sintaxe similar ao Java, o C# era a linguagem escolhida para devs que queriam explorar o desenvolvimento nas plataformas Windows. Além de desenvolvimento para desktop e Web, muitas pessoas utilizam C# para o desenvolvimento de games, utilizando por exemplo ela na engine Unity.

Dentre os paradigmas que você pode utilizar para desenvolver em Java temos:

  • Programação estruturada;
  • Imperativa;
  • Concorrente;
  • Funcional;
  • Genérica;
  • Orientada a eventos;
  • Orientada a objetos;
  • Reflexiva.

Alguns projetos interessantes em C# temos: Bing, StackOverflow e Unity.

Atualmente a linguagem está na versão 10 – Lançada em novembro de 2021

Desejo que tenha aprendido um pouco sobre algumas linguagens de programação web e é sempre legal pesquisar para aprofundar o que pode ser feito com cada uma. Lembrando que cada linguagem tem suas sintaxes, especificidades e melhor utilização em um contexto específico. Porém, não existe a melhor linguagem.

No Brasil, comunidades como .NET SP e SheSharp fazem um trabalho sensacional de divulgação das linguagens de programação web.

Desejo que tenha gostado do conteúdo, até a próxima!