Desde quando rebatizamos a equipe de Usabilidade da Locaweb para Experiência do usuário – não querendo me alongar muito no que nos levou a renomear a equipe, nosso intuito foi realmente provocar uma mudança na forma que a própria empresa enxergava essa equipe e trabalhar para que todos percebessem a importância desse tema – uma das frases que ouço bastante em discussões sobre nossos produtos e site é “isso é um problema/questão de UX.” (UX, de User Experience). No começo pensei que isso acontecia por causa da novidade e que UX era a bola-da-vez. Mas depois ficou claro que isso é um fato!

Vendo o diagrama dos Elementos da Experiência do Usuário criado pelo Garrett (e comentado em um post anterior), fica claro que Experiência do Usuário é muito mais abrangente do que apenas definir o look and feel de um site ou produto; e que envolve também decisões e definições do seu comportamento e o que os usuários podem fazer com ele.

diagrama dos elementos

Esse diagrama apresenta os elementos organizados em camadas, da mais abstrata a mais concreta, e nos faz perceber que existe uma grande coerência quando se diz que “tudo” é uma questão de UX. Todas as áreas de uma empresa têm grande responsabilidade no processo de desenvolvimento da experiência do usuário, já que o que vai ser desenvolvido pelas camadas mais concretas é baseado e influenciado pelo que foi definido nas camadas mais abstratas.

Por esse motivo, algumas empresas que criaram um time de Experiência do Usuário o fizeram de forma multidisciplinar, envolvendo diversos tipos de competências, indo de psicólogos a engenheiros de softwares, passando por analistas de especificação e designers.

Aqui na Locaweb a equipe de Experiência do Usuário é formada em sua maioria por designers e arquitetos da informação, mas a preocupação com a experiência do usuário se tornou inerente a todos da empresa!

Se quiser saber mais sobre o assunto, leiam o livro do Jesse James Garrett, The Elements of User Experience.