A Locaweb Digital Conference recebeu, nesta sexta-feira (4), Luiza Trajano, presidente do conselho do Magalu e Fernando Cirne, CEO do Grupo Locaweb. Eles debateram o futuro do e-commerce e a digitalização das empresas.

Em formato de pergunta e resposta, Luiza e Fernando revelaram como as empresas lidaram com a pandemia e de que forma o Magalu e a Locaweb inovaram para superar a situação.

Além disso, os líderes compartilharam dicas para as pequenas e médias empresas atravessarem esse momento com solidez e sucesso. 

Acompanhe abaixo uma seleção de alguns dos melhores trechos do painel na Trilha de Inspirações:

O impacto da pandemia está sendo gigantesco na vida das pessoas, mas poderia ter sido ainda pior não fosse a tecnologia. Como você enxerga o aumento de novos e-consumidores na Magalu?

Luiza (Magalu) – Eu costumo dizer que o digital é uma cultura, um modo de fazer as coisas. E as pessoas precisam entrar nessa cultura. Com a pandemia, em 15 dias as pessoas entraram nessa cultura – um processo que levaria mais tempo. O digital exige que você tenha a mudança constante dentro de você, por isso eu digo que é uma cultura.

Fernando (Locaweb) – Em termos de e-commerce, aumentamos nossas vendas no terceiro trimestre em mais de 350%. O brasileiro correu atrás, viu a dificuldade e correu atrás. Nossa base de lojistas cresceu mais de 92% esse ano. A gente viu crescimento em todos os setores de e-commerce.

E não é só o e-commerce que cresce, a Locaweb tem muito orgulho de ajudar os empreendedores em toda a amplitude da tecnologia. Temos o Delivery Direito, por exemplo, que ajudou os restaurantes durante a pandemia. Temos restaurantes que venderam mais pelo delivery do que na época que estavam abertos.

Esse ano presenciamos um aumento gigantesco na criação de novas lojas virtuais. O perfil que mais se destacou foi o de empreendedores que já tinham os seus negócios físicos consolidados e, por conta da pandemia, foram obrigados a acelerar o processo de digitalização. Isso é algo que deve diminuir ou crescer, mesmo depois da pandemia?

Fernando (Locaweb)Esse é um movimento que veio pra ficar, e eu tenho algumas razões para afirmar isso:

1-    Nós temos hoje, não só na Locaweb, melhores e mais produtos para oferecer ao cliente que deseja se digitalizar. A própria Locaweb melhorou muito seu ecossistema, e agora temos mais de 200 soluções, com tudo que o cliente precisa. As empresas estão investindo mais.

2-    Nossos novos clientes não estão saindo da plataforma, não estão churneando. Os clientes estão começando a vender e aumentando seu volume de vendas. A jornada tem sido muito positiva. Os indicadores de compra têm sido muito positivos. 

3-    O Brasil, antes do covid, tinha uma taxa de penetração do e-commerce de apenas 8%. Hoje já é 12%, mas ainda é muito pouco. Só 12% das transações do varejo são digitais, o que é muito pouco.

Hoje o Magalu compete em termos de inovação com qualquer varejista do mundo. Com isso, mesmo em um ano de crise, vocês apresentaram números surpreendentes. Quão importante foi para vocês já estarem preparados digitalmente para atenderem aos seus clientes durante o período da pandemia?

Luiza (Magalu) – Hoje temos a venda física, a digital e o marketplace, em que somos parceiros da Locaweb. Quando chegou a pandemia, estávamos no melhor momento no Magazine Luiza. A empresa já sofreu muito, porque não acreditávamos em separar o físico do digital. As ações chegaram a custar menos de 50 centavos.

Mas, graças a essa mentalidade, quando começou a epidemia, já tínhamos mais de 2 mil motoristas equipados com mobile, por exemplo. Tínhamos capital de giro, venda digital forte e equipe com mobile. Com isso, até poderíamos nos acomodar, o que é um perigo para as empresas. Porém, continuamos investindo e criamos o Parceiro Magalu.

No parceiro Magalu, os vendedores entram no programa, criam sua loja, e colocam os produtos na vitrine da Magalu. Com isso, recebemos mais de 600 mil vendedores. Temos mais de 60 mil vendedores que vendem alguma coisa todos os dias.

Esse parceiro magalu, junto com o marketplace, foi uma das coisas mais inteligentes e próprias do negócio. Fiquei muito orgulhosa do projeto. Em maio, já vendemos mais pelo digital do que vendíamos junto com loja física.  Por menor que você seja, você tem de estar no digital.

Certamente 2020 ficará marcado como o ano histórico da aceleração de empresas com investimento em tecnologia e mídias digitais. 

E dentro de um cenário positivo para expansão de negócios, uma das principais apostas para o crescimento, maturidade e solidez em 2021 é o investimento em digitalização de micro e pequenas empresas – reforçando ainda mais os novos hábitos de consumo e estimulando uma jornada cada vez mais digital e aplicada ao negócio. 

Para acompanhar tendências e se antecipar ao mercado, finalizamos a segunda edição da Locaweb Digital Conference nesta sexta-feira, contando com a participação de grandes nomes e especialistas do mercado com trilhas sobre Presença Digital, Gestão e Negócios, Inclusão e Diversidade,  Vendas pela Internet e Inspirações – com cases de pessoas reais que empreenderam e como inovam no mercado. 

E se você quer acompanhar o evento e ficar por dentro de tudo o que rolou, acompanhe o Blog da Locaweb!