Um relatório divulgado pela Conversion identificou os maiores marketplaces do Brasil em número de acessos, sendo o TOP 5 formado por Mercado Livre, Americanas, Magazine Luiza, Amazon e Casas Bahia. Os dados se referem ao ano de 2020, o mais importante para o e-commerce brasileiro tanto em faturamento quanto na entrada de novos sellers.

Esse levantamento confirma uma tendência que já vinha sendo apontada: estar em marketplaces é uma excelente estratégia de vendas – especialmente para as operações multicanal (lojas presentes em diferentes plataformas). Acompanhe a leitura e saiba como aproveitar essas oportunidades de negócios!

Por onde começar?

Marketplaces são grandes shoppings virtuais que reúnem varejistas de diversos portes, segmentos e regiões. Conhecidos por sua credibilidade, esses espaços atraem milhões de usuários em busca de variedade de produtos, preços atrativos e qualidade de atendimento.

Por isso, a confiança transmitida aos clientes e a visibilidade dos anúncios estão entre as principais vantagens de integrar o time de parceiros dos marketplaces. Vale ressaltar que a maioria das grandes marcas cobra apenas porcentagem sobre as vendas do seller, ou seja, não há investimento inicial para utilizar a plataforma.

Marketplace sem custos

Alguns marketplaces que não cobram pela entrada dos varejistas são:

– Americanas, Shoptime e Submarino (B2W Marketplace)

– Mercado Livre

– Casas Bahia, Extra e Ponto Frio (Via Varejo)

– Magazine Luiza

– Carrefour

– Shopee

– Cissa Magazine

– Centauro

– Netshoes e Zattini

– Dafiti, Kanui e Tricae (GFG)

– Elo7

Como vender em marketplace

Caso você esteja iniciando sua trajetória no comércio eletrônico, comece vendendo em uma plataforma para se ambientar à dinâmica do e-commerce. Quando estiver habituado e vendo suas vendas aumentarem, estará na hora de escalonar seu negócio com novas integrações.

A partir disso, a dica é diversificar os canais de vendas, integrando sua loja virtual a diferentes marketplaces. Para escolher as plataformas é preciso analisar os pontos fortes de cada uma e ter um bom planejamento, assim você evita uma sensação bastante comum entre os sellers com experiências negativas: frustração. Não basta estar em um grande marketplace para ver suas vendas decolarem. Essa presença exige estratégia.

Consulte o mídia kit das marcas para conhecer número de acessos, visibilidade dos anúncios, taxas de comissão, condições de frete, política de troca/devolução e prazos para repasse. Essas informações são essenciais para você calcular a margem de lucro e organizar a gestão da empresa quanto ao capital de giro, pagamento de salários e fornecedores, entre outros.

Outro dado essencial é saber os segmentos que mais vendem no marketplace, possibilitando que seus anúncios sejam mais assertivos. Se essa relação não estiver disponível no mídia kit, entre em contato com a equipe de vendas e solicite informações complementares.

Tendo esse conhecimento, solicite cadastro nas páginas específicas dos marketplaces, envie as documentações exigidas e aguarde até ser aprovado. Após, registre os produtos e comece a divulgar sua página!

Gestão simplificada da sua loja para marketplaces

Como mencionado anteriormente, a melhor estratégia para vender em marketplaces é a diversificação de canais. Mas com o aumento de espaços também cresce a necessidade de ter um hub integrado à sua operação. Você conhece esse sistema?

Utilizando um Hub de Integração

O hub de integração é um sistema tão completo e essencial para as vendas multicanal que pode ser comparado a um funcionário da sua empresa. Conectado ao ERP e aos canais de venda onde você atua (loja virtual própria, marketplaces, varejo físico), o software unifica a gestão em um só lugar. Desse modo, não é necessário acessar uma plataforma por vez para controlar pedidos, estoque, financeiro, emissão de notas fiscais, etc.

Neste momento de crescimento constante do e-commerce brasileiro – especialmente nos marketplaces, sai na frente da concorrência quem está atento às tendências do mercado e aposta em soluções tecnológicas eficientes. Portanto, ter um hub integrado ao seu negócio significa mais agilidade, organização e exatidão nas tarefas diárias. Essas vantagens são preciosas no mundo do empreendedorismo, afinal, todo gestor de loja virtual quer ver seu empreendimento prosperar.

Fique atento às tendências de consumo, estude os melhores marketplaces para a realidade do seu negócio, invista em tecnologia e crie estratégias que permitam suas vendas aumentarem de modo contínuo e saudável.