Depois da onda de crescimento das vendas online em 2020 e 2021, é impossível pensar em ter seu próprio negócio, sem pensar no comércio eletrônico.

Atualmente, para empresas atingirem alto faturamento, é imprescindível ter a opção de vendas ou serviços online. Tendo ou não uma loja física.

Seja qual for seu caso, aqui vamos especificar os primeiros passos para criar sua loja virtual de sucesso.

Escolha seu nicho de atuação

Caso você já tenha uma loja física, não será necessário passar por essa etapa.

Sobretudo, se você for iniciar um negócio, escolher o seu nicho de atuação é parte fundamental do processo. Essa etapa é um dos fatores determinantes para atingir, ou não, o seu objetivo de vendas/faturamento.

No momento da escolha, verifique se há muita oferta maior ou igual à demanda. Olhar apenas para a quantidade de concorrentes é um erro!

  • Muitos lojistas no ramo de atuação + mesma proporção de clientes procurando = há espaço para novos lojistas;
  • Poucos lojistas no segmento + baixa procura pelos clientes = repense o nicho;
  • Muitos vendedores no ramo + poucos clientes procurando = dificilmente um novo lojista se destacará;
  • Poucos lojistas vendendo no nicho + grande volume de busca pelos clientes = excelente oportunidade;

Não é uma regra, mas esse pode ser um bom direcionamento.

Além disso, sempre importante trabalhar com o que se gosta, naquilo que acredita e que há confiança. Por fim, embarque no nicho que há confiança e, preferencialmente, alguma experiência próxima.

Procure fornecedores e parceiros

Próximo ao tópico anterior, temos a procura de fornecedores e parceiros.

Sem dúvida, tudo o que acontecer com esses parceiros, impactará na performance de sua loja virtual. Assim, verifique as recomendações de fornecedores, empresas que realização as entregas etc.

Peça amostras, teste o produto durante um período e confia a estrutura desse fornecedor.

Por outro lado, nunca fique dependente de apenas um fornecedor ou uma empresa de entrega. Isso fará com que sua loja seja totalmente dependente de outro negócio. Essa condição será prejudicial para a logística da empresa.

Os buscadores, como o Google, são excelentes ferramentas para encontrar os melhores fornecedores. Lembre-se sempre de procurar o histórico das empresas.

Selecione a plataforma de e-commerce

A plataforma de e-commerce será o ambiente online onde será construído sua loja virtual.

Por esse motivo, é essencial verificar todos os recursos necessários para desenvolver seu negócio e comparar com o que é oferecido pela plataforma. Logo, se você pensa em vender em marketplaces, pode buscar por uma plataforma de e-commerce que já possua integrações nativas com eles.

Nessa mesma linha de raciocínio, para gerar maior economia, também deve incluir nos pré-requisitos: intermediador de pagamento confiável, integração com redes sociais, programa de afiliados, recursos de marketing etc.

Tudo o que é necessário para colocar sua loja virtual no ar e começar a vender!

Lembrando que nem sempre a plataforma mais cara é a melhor. Uma vez que, plataformas com valores maiores e extremamente robustas, incluirão muitos recursos que não serão utilizados em sua loja.

Tema pronto ou layout personalizado

Após selecionar a plataforma de e-commerce, será o momento de pensar no visual da loja.

Neste ponto, existem duas opções principais: comprar um tema pronto e instalar em sua loja ou contratar uma agência/designer para elaborar um layout personalizado.

O layout personalizado será exclusivo para seu negócio, ou seja, a ideia é que nenhuma outra loja terá um visual igual. Porém, o valor é alto e pode levar de três meses a um ano para que a loja fique pronta.

Já em relação ao tema pronto, terão outras lojas com o visual parecido com o de sua loja virtual. Entretanto, possui um valor bastante inferior, pode ser personalizado de acordo com as necessidades e será instalado em alguns minutos.

Assim, cabe considerar o objetivo e prioridades de seu negócio online.

Elabore sua árvore de categoria

A Árvore de Categoria será basicamente um mapeamento de sua loja para o Google.

Ela é quem conterá suas palavras-chave e principais termos para indexação e ranqueamento nos buscadores.

Cada caso, segmento e loja é único, porque devemos considerar, especialmente, o público-alvo. Entretanto, a seguir listamos uma estrutura básica com dois exemplos práticos:

  • Estruturação: Departamento > Categoria > Subcategoria > Produto
  • Loja de Esportes: Futebol > Camisas de Clubes > Camisas Clubes Paulistas > Camisa Santos 2021 Masculina
  • Loja de Itens para Casa: Quarto > Cama > Lençóis > Lençol 400 Fios Cama Queen Estampa Gatinhos Rosa e Branco

Cadastro de Produtos

Diretamente ligado ao tópico anterior, devemos destacar o cadastro de produtos.

Imagem e vídeo

Sem dúvida, as imagens e vídeos impulsionam a compra do produto. Afinal, o produto não está disponível para o cliente tocar e identificar todos os detalhes — como em uma loja física.

Assim, é essencial ter fotos de boa qualidade, diferentes ângulos e com foco nos diferenciais.

Sobretudo, as imagens também melhorarão, ou não, a experiência de navegação. Impactando diretamente no posicionamento orgânico nos buscadores.

Outra observação importante é: cuidado com o peso das imagens. Imagens muito pesadas farão a página ficar lentar e perder posicionamento.

Conteúdo em texto

Título, descrição, title, description e URL… todos esses conteúdos em texto são fundamentais para melhorar o posicionamento de sua loja virtual — orgânico e tráfego pago.

Na hora do cadastro, cada produto deve ter seu próprio conteúdo e palavra-chave trabalhada.

Além de auxiliar na otimização de SEO de sua loja virtual, os conteúdos ajudam a aumentar a chance de cliques e converter em vendas. Afinal, todos os detalhes não expositivos só podem ser confirmados pelo conteúdo.

Planejamento de Marketing para o lançamento

Todos esses passos, na verdade, são tópicos do planejamento de lançamento da sua loja virtual.

Neste ponto, onde todos os maiores detalhes já estão definidos, é importante pensar em planejamento de marketing para realizar o lançamento.

Defina o tema de campanha, as peças e, principalmente, quais os seus canais de divulgação. Em relação aos canais, lembre-se de não focar naquilo que você usa/gosta e sim, nos canais onde seu público está presente.

Atente-se ao fato de que sua loja é nova. Então, será necessário um impulsionamento para comprar: um brinde, um novo produto, preço exclusivo, cupom de desconto, frete grátis e muitos outros.

De fato, é essencial que essas ações de impulsionamento não prejudiquem a saúde financeira de seu negócio.

Curtiu o conteúdo? Aproveite para conhecer a Escola de E-commerce e descubra novas estratégias para o seu negócio!