O termo ERP é a sigla do inglês Enterprise Resource Planning, ou seja, um software de gestão que tem como objetivo principal integrar os processos dentro de uma empresa. O ERP, ou sistema de gestão empresarial integrado, auxilia os gestores do negócio a ter uma visão mais ampla e melhora a qualidade dos processos internos, o que por consequência, também melhora a experiência do consumidor. 

A tecnologia deve ser uma aliada para os empreendedores do nosso tempo, que lidam com vendas online, em lojas físicas, redes sociais, marketplaces e muitas vezes, todas as operações ao mesmo tempo, promovendo uma hibridização do comércio.

Neste artigo, entenda um pouco mais sobre o ERP, suas principais funcionalidades e vantagens. Confira!

Para que serve um ERP?

O ERP é um sistema que oferece fácil acessibilidade para gerir os dados de uma empresa de uma maneira mais integrada e confiável. A partir dos dados que são cadastrados e armazenados no sistemas, são feitos diagnósticos mais amplos sobre o negócio, visando sempre aumentar a produtividade e otimizar custos e energia de trabalho.

Com o ERP integrado o gestor passa a ter conexão entre os diferentes setores do negócio, unificando as informações e sincronizando as etapas de cadastro, vendas, estoque e entrega. 

O sistema de gestão empresarial ERP é indicado para empresas de diferentes tamanhos, sejam elas micro ou grandes empresas, assim como de diferentes segmentos, convertendo sempre a organização dos processos. 

História do ERP: como e onde surgiu?

A invenção do ERP data de mais de 100 anos, quando Ford Whitman Harris, o famoso engenheiro, criou o EOQ (Economic Order Quantity), a fim de programar a sua produção. Essa invenção foi utilizada por muito tempo, até que a fabricante Black & Decker desenvolveu uma outra solução a partir da ideia de Ford, para que fosse mais simples realizar o planejamento das necessidades de materiais. Esse novo método passou a ser chamado de Material Requirements Planning, ou simplesmente MRP. 

Foi então que os conceitos criados por Ford, o EOQ, foram integrados a um computador para que pudessem ser utilizados de maneira mais simples e rápida e em 1983 surgiu a MRP II (Manufacturing Resource Planning).

A partir da MRP II, foi possível realizar a integração de dados e compartilhar informações com outros setores da mesma companhia, resultando em melhora da produção e redução de desperdício. O sistema continuou evoluindo, dando origem ao ERP. 

Quais as principais funções do ERP?

De forma geral, o ERP auxilia gestores a melhorarem os processos dentro das empresas a partir da integração das funções de diversas áreas, como:

  • Faturamento: Os resultados da empresa passam a ficar atrelados ao sistema que, de forma automática, sincroniza entradas e saídas.
  • Financeiro: Conta com controle e fluxo de caixa automatizados.
  • Compras: Auxilia na organização de compras de produtos ou matéria prima de fornecedores, evitando despesas relacionadas a falta ou excesso de estoque.
  • Estoque: Controle e giro de estoque integrados.
  • Gestão de Vendas: Organização e gerência das vendas, acompanhando de perto a jornada de compra do cliente. 
  • Integração com E-commerces: Fazer a integração com centenas de plataformas de e-commerce e marketplaces, gerenciando a sua loja virtual com organização e facilidade.
  • Cadastro de Clientes e fornecedores: em um único sistema é possível cadastrar clientes e fornecedores, interligando as informações para emissão de notas fiscais e boletos bancários. 
  • Fiscal: Emissão de notas fiscais e envio de documentos ao cliente com o preenchimento do setup apenas no cadastro inicial. 

E as principais vantagens, quais são? 

Uma ferramenta de gestão integrada promove muitas facilidades ao dia a dia do gestor do negócio, mas entre as principais, 5 vantagens são relevantes: 

  1. Maior produtividade da empresa: com o sistema ERP, o empreendedor ou a equipe tem um ganho de produtividade da empresa no dia a dia, conseguindo focar no que realmente importa para manter a empresa funcionando de forma saudável.
  2. Ganho em economia de tempo e dinheiro: Além de ser uma ferramenta acessível a qualquer modelo de negócio, com uma operação mais enxuta, fica fácil garantir o controle financeiro, o que corresponde à economia.
  3. Flexibilidade para trabalhar de qualquer lugar:  Com uma ferramenta online e com armazenamento em nuvem, é possível o empreendedor acompanhar o que acontece na empresa a qualquer momento, em qualquer lugar, de um dispositivo móvel. Isso também possibilita a equipe trabalhar sem estar fisicamente no escritório. 
  4. Integrações internas e com canais de venda: Internamente, o ERP conecta cadastros, vendas, estoque, frente de caixa, financeiro e entrega ao cliente. Além disso, o ERP também é responsável por fazer integrações aos canais de venda como marketplaces, redes sociais e outros canais. 
  5. Mais segurança para o negócio: Um sistema ERP garante que os dados da sua companhia estão seguros, principalmente quando falamos de um ERP em nuvem. Os riscos de fraude ou invasão são menores por contar com mecanismos de proteção distintos, o sistema ERP em nuvem oferece mais camadas de segurança.

Dica para escolher um sistema de gestão: 

A melhor dica para fazer a escolha de um sistema de gestão para o seu negócio, é fazer um teste grátis da ferramenta antes de contratar. Desta forma, você pode conferir na prática se o ERP se encaixa para o seu modelo de negócio, e se as ferramentas são interessantes para o seu nicho de mercado. 

Fique de olho para contratar uma ferramenta completa, que disponha de armazenamento em nuvem e acesso online, sem precisar depender de estar presente no escritório fisicamente para fazer alguma alteração ou emitir algum relatório. 

O ERP é uma ferramenta que auxilia no crescimento do negócio, descomplicando a gestão e facilitando as vendas. Utilize o cupom é #locaweb para 3 meses grátis no Bling.