Foi-se o tempo em que era necessário enfrentar a fila do cartório para autenticar assinaturas. Com o Certificado Digital, a assinatura eletrônica ganha validade e, além de tornar os processos mais facilitados, também promove mais rapidez para as assinaturas de documentos. Inclusive a emissão da Nota fiscal eletrônica que depende de um Certificado Digital. Somente por esses pontos, já mostramos algumas das principais vantagens em utilizar o Certificado Digital, continue a leitura para saber mais, os tipos e como obter o seu. Confira!

O que é o Certificado Digital? 

Como já citamos, o Certificado Digital é uma assinatura eletrônica com todos os dados do seu titular, seja pessoa física ou empresa. Através de chaves criptográficas – em arquivo digital ou token – é gerado uma identidade exclusiva e segura e a partir disso ele funciona como uma identidade virtual que permite a identificação segura do autor de uma mensagem ou transação feita em meios eletrônicos. 

O documento digital é utilizado para comprovar as informações de transações tributárias, como emissão de notas fiscais e contratos. Também é através do Certificado Digital que a empresa pode fazer declarações e comprovações que precisam ser feitas à Receita Federal. 

Ou seja, o Certificado Digital é composto por:

  • Informações da pessoa ou da empresa;
  • Uma chave pública associada ao CPF ou CNPJ cadastrado;
  • Assinatura digital de empresa que é a Autoridade Certificadora Confiável;

Mas afinal, para que o Certificado Digital serve? 

Além de comprovar as transações legais e fiscais, o Certificado Digital é útil para desburocratizar processos que antes consumiam tempo e energia do gestor, reduzindo custos e trazendo mais praticidade em diversos processos. 

Outras vantagens em utilizar um Certificado Digital são:

  • Segurança a partir de uma assinatura digital com o mesmo valor jurídico de uma assinatura manuscrita;
  • A assinatura digital ajuda a economizar recursos e é sustentável, isso porque não é necessário reconhecer firma em cartório, deslocar-se para enviar documentos ou mesmo imprimir papéis, além de economizar o tempo dos funcionários;
  • A sustentabilidade é, também, um ponto interessante para o certificado digital. Utilizando-o para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, por exemplo, é possível economizar papel;
  • Praticidade e comodidade: assinar documentos e realizar transações digitalmente permite que as ações contábeis de seu negócio sejam feitas sem complicações.

Tipos de Certificado Digital: 

Existem dois modelos de Certificado Digital: o A1 e o A3.  As duas variações atendem as funcionalidades da certificação, o que muda é o local de armazenamento dos dados. 

Enquanto o Certificado Digital A1 é armazenado no computador ou em algum dispositivo móvel, como smartphone e tablet e tem validade de 1 ano, o Certificado A3 é emitido e armazenado em cartão inteligente, token criptográfico ou diretamente na nuvem e tem validade de 1 a 5 anos. Confira as especificidades de cada tipo: 

Certificado Digital A1

Este modelo é armazenado diretamente no computador e funciona por meio de um par de chaves criptografadas, uma pública e outra privada. A pública é enviada para a Autoridade Certificadora (AC), já a privada fica no computador protegida por um login. 

O Certificado A1 evita operações fraudulentas, já que os dados não podem ser decodificados sem a combinação de uma com a outra. Nos casos de invasões e ameaças virtuais ele pode ser desativado facilmente para evitar transtornos. 

A principal vantagem deste modelo é que é dinâmico, pois pode ser operado pelo computador, e no caso de emitir notas basta enviar o Certificado Digital para o software emissor. 

Certificado Digital A3

O Certificado Digital modelo A3 é diferente porque conta com uma mídia de armazenamento predeterminada, ou seja, um dispositivo, que pode ser um cartão ou um token. Dessa forma, é possível utilizar o certificado em qualquer computador e em diversas tarefas tributárias que exigem a assinatura da empresa. 

O diferencial do Certificado Digital modelo A3 é que ele oferece maior mobilidade e eficiência para que a empresa possa comprovar sua identidade em informações contábeis. 

Esse modelo possui validade de um a cinco anos, dependendo do local de armazenamento.

E como obter um Certificado Digital para o meu negócio? 

O primeiro passo é escolher uma uma Autoridade Certificadora habilitada pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ICP-Brasil), como a Certisign, parceira do Bling!.  

Para conferir a lista das autoridades certificadoras, clique neste link. 

Depois da escolha, é necessário comparecer em uma das agências da Autoridade Certificadora com toda a documentação necessária para emissão do documento eletrônico para poder obter um certificado digital como pessoa física e para empresas que desejam obter o Certificado Digital ou e-CNPJ, é preciso verificar as documentações necessárias para a certificação nos dois casos.

O Certificado Digital é uma ferramenta necessária para o empreendedor do nosso tempo, que precisa de mobilidade, segurança e facilidade no dia a dia.