Quem está começando no mercado de trabalho sabe que entender realmente como montar um portfólio de desenvolvedor web pode ser difícil. Afinal, sem nenhuma ou poucas experiências, ninguém vai querer te contratar, não é mesmo? Errado! 

Aprenda a criar o seu, mesmo sendo um iniciante, e veja como será mais fácil encontrar vagas de emprego com esse documento em mãos! 

 

Como montar um portfólio de desenvolvedor web?

Saber como montar um portfólio de desenvolvedor web pode ser o diferencial que faltava para o sucesso da sua carreira. 

Esse importante documento basicamente diz quem você é, o que faz e como faz. Por isso, é indispensável registrar as suas habilidades e/ou experiências como desenvolvedor

Pense que o portfólio é muito mais do que um currículo, pois ele apresenta, na prática, o seu histórico profissional. 

Engana-se quem pensa que, por ser um iniciante de programação, não precisa ter um. Pelo contrário, para quem está começando é mais importante ainda. 

Geralmente, as empresas costumam analisar, além da parte visual do documento, as soluções desenvolvidas para um projeto, como:

Lembre-se que um dossiê desses —  sim, podemos chamar assim deve falar por si só. Ou seja, todos que olharem devem entender o que você deseja passar, sem quaisquer explicações adicionais. 

Pronto para ver como montar o seu? Siga as dicas abaixo:

1. Apresente suas habilidades

Mesmo que você ainda esteja em curso de graduação, por exemplo, já deve saber do quê gosta mais e com o  quê se identifica. Comece listando as suas habilidades e destaque informações relevantes sobre você

Possui certificados? Coloque-os. Fez cursos diversos? Cite-os. Essa parte é similar à de um currículo. 

2. Liste seus trabalhos e projetos

Mesmo sem experiência profissional, é válido colocar trabalhos e projetos que tenham sido realizados em curso. Só lembre de indicar que eles não foram usados para intuito de mercado. 

Porém, mais do que mostrá-los é importante trazer os resultados, ou seja, de que forma você contribui para melhorias. 

3. Crie um site ou blog pessoal

Será necessário ver na prática o que você sabe fazer, por isso, crie um site ou blog pessoal para apresentar as suas habilidades. Essa ação é uma ótima oportunidade para você mostrar, em exemplo, o que fez e que realmente entende do assunto. 

Agora que sabe como montar um portfólio web, divulgue-o em plataformas on-line próprias como o LinkedIn e Github, por exemplo. Dessa forma, recrutadores também poderão encontrar seus trabalhos disponíveis. 

Gostou do artigo? Então, agora entre em nosso site e encontre soluções para web que certamente você usará com os seus clientes! 

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário