Marketing de conteúdo, estratégias de SEO, boas ofertas, presença digital. Todas essas são ótimas formas de alavancar o seu e-commerce. Porém, o comércio recorrente também é um jeito fundamental de melhorar o ticket médio e o LTV do seu negócio — o Lifetime Value, ou seja, o quanto seus clientes gastam desde que estão com você. Por isso, é preciso explorar o pagamento recorrente em seu negócio!

A economia da recorrência é uma forma de fidelizar o público e escalar suas vendas. Neste texto, você vai entender como explorar essa forma de pagamento e ver seu faturamento crescer!

O que é um pagamento recorrente?

Pagamento recorrente acontece toda vez que um consumidor dá permissão para um varejista ou comerciante deduzir pagamentos de bens ou serviços todos os meses de sua bancária ou cobrar automaticamente seu cartão de crédito no valor devido. 

Para isso, o comerciante deve obter a permissão do consumidor com antecedência e poderá cobrar o valor na data de vencimento para que as taxas atrasadas não sejam um problema. Os pagamentos automáticos continuam até que o consumidor retire sua permissão, ou seja, deixe de querer uma assinatura ou um produto com entrega frequente.

Na prática, isso já é bastante comum com serviços de streaming, como a Netflix ou o Spotify. Antes da era digital, sempre foi usado em mensalidades escolares ou mesmo academias esportivas. Porém, com a intensificação do e-commerce e das lojas virtuais, o pagamento recorrente se tornou mais comum, até por facilitar bastante o dia a dia dos clientes.

Como definir o pagamento recorrente?

Se existe o pagamento predeterminado para o uso de um serviço, como streamings e academia, para o recebimento de produtos ou até assinaturas, como de boxes de produtos cosméticos, revistas digitais, clube de livro etc., estamos diante da economia de recorrência

A ideia do pagamento recorrente é, acima de tudo, garantir a fidelização do público e alguma certeza orçamentária para quem está no varejo. 

A economia da recorrência se baseia em diversos serviços que vão muito além do streaming e trazem inúmeras de possibilidades ao seu negócio. Nós falamos das principais a seguir!

Mensalidades

Clubes, estacionamentos, escolas de línguas, colégios tradicionais. Todos esses negócios funcionam com base em mensalidades e o pagamento recorrente disponibilizado online é uma facilidade ao cliente.

Planos

Os planos de saúde e os seguros em geral (de vida, da casa, do veículo), além de pacotes de academia são boas opções à economia de recorrência, já que não é todo mundo que se lembra das obrigações e prefere tal praticidade.

Assinaturas

Hoje, ao fazer uma assinatura de vinho, cerveja, café ou mesmo livros, você recebe em sua casa, mensalmente, produtos novos e selecionados. Logo, pensar em trazer um clube de assinaturas para o seu negócio é uma oportunidade de fidelização.

Serviços

Todos os streamings (Netflix, HBO GO, Amazon Prime etc.) entram nessa categoria, que ainda contém bancos de imagens para marketing digital, usos de plataformas SaaS, cursos digitais, entre outros.

Quais são os benefícios de usar o pagamento recorrente?

Comodidade, crescimento do ticket médio e fidelização são alguns bons motivos. Porém, como estamos falando de clientes e varejo, é necessário separar as vantagens de acordo com cada perfil.

Para o cliente

Todo mundo tem diversas contas que precisam ser pagas mensalmente e nem sempre dá tempo de se lembrar de todos os vencimentos. Assim, o pagamento recorrente permite que seus clientes:

  • tenham comodidade ao receber o produto ou o serviço;
  • sejam cobrados de forma automática, seja por boleto ou no cartão de crédito;
  • possam ter vantagens especiais, como promoções, brindes e cupons de descontos.

Para o e-commerce

A incerteza do faturamento é um dos grandes pontos de todo comércio eletrônico, até porque atrair novos consumidores é algo mais caro do que reter a base de clientes — de cinco a sete vezes, de acordo com Philip Kotler, estudioso de marketing. Além disso, é possível:

  • conseguir a fidelização do público;
  • ter mais probabilidade de escalar as vendas ao oferecer opções recorrentes;
  • diferenciar-se da concorrência, pensando em serviços atraentes e que possam ser seu grande atrativo.

Modalidades de pagamento mais comuns

O pagamento recorrente se torna ainda mais interessante quando você oferece as modalidades mais comuns ao usuário. No Brasil, três formas acabam se sobressaindo:

  • pagamento por boleto: quem trabalha com comércio B2B precisa do boleto, já que não é toda empresa que tem cartão de crédito corporativo, sem contar que o dinheiro chega rápido ao seu caixa. Já para o comércio B2C, quanto mais opções, melhor;
  • cartão de crédito: as compras de pessoas físicas são mais comuns com cartão, até pela praticidade e porque a modalidade permite mais rapidez, além de estimular mais compras por impulso;
  • débito automático: por meio de convênios com o próprio banco, é possível cobrar seu cliente diretamente em sua conta.

E então, gostou das nossas dicas? Aproveite para conhecer novas estratégias para o seu negócio!

Exibir ComentáriosOcultar Comentários

Faça um comentário